10 responsabilidades do cidadão armado

Lucas Silveira é presidente do Instituto DEFESA e Instrutor-chefe da Academia Brasileira de Armas

Liberdade e responsabilidade caminham lado a lado. É impossível falar daquela sem tratar dessa.

Quando se defende o direito irrestrito de acesso às armas, é preciso lembrar também uma série de obrigações que se esperam cumpridas por aqueles no exercício do direito.

As armas não são para fazer justiça com as próprias mãos, mas sim para evitar que injustiças sejam feitas.

Vamos lá:

 

  1. Mantenha sua arma pronta para e em condições de.
  2. Treine constantemente. Conheça seu equipamento e seus limites.
  3. Seja um exemplo de conduta. Defenda os fracos, lute pela liberdade, cumpra sua palavra, seja cordial.
  4. Respeite as regras de segurança com armas de fogo.
  5. Não use psicotrópicos de forma desarrazoada portando ou não suas armas.
  6. Use sua arma para defender vidas. Evite conflitos.
  7. Use arma de fogo exclusivamente em situações de risco de morte.
  8. Aprenda e ensine, humildemente, tudo o que puder sobre as armas e seu uso.
  9. Honre seus princípios.
  10. Armas não substituem a inteligência. Use-as como último recurso exclusivamente.

 


Publicado em Destaque
5 comentários sobre “10 responsabilidades do cidadão armado
  1. Jeferson de Souza Reichel disse:

    Bom Eu tenho uma arma mas não tenho porte então como vou poder me defender em caso de risco o que devo fazer

  2. Ney disse:

    É isso ai pessoal. Cidadão armado nunca faz confusão e sim ajuda a evitar confusão caisada por esses vagabundos q vivem destruindo a vida de pessoas de bem!

  3. João Pereira dos Santos disse:

    Muito importante para defesa pessoal quando usada com responsabilidade.

  4. Claudete Oliveira martins disse:

    Tive arma por mais de dez anos.
    Nunca precisei atirar.
    Armada mas conciente.
    Ditadura militar.
    Anos de ferro .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*