Últimos artigos

O Projeto de Lei 159/2014 foi uma excelente iniciativa de autoria do Sen. Vital do Rêgo (PMDB/PB). O projeto corrige alguns dos incontáveis absurdos em vigor, decorrentes da lei 10;826/03. O Instituto DEFESA divulgou a iniciativa assim que ela foi
Lucas Silveira é presidente do Instituto DEFESA. Como o resultado das eleições afeta a luta pelo direito de acesso às armas no Brasil? Positivamente, por incrível que pareça. Por mais pessimistas que tenhamos em todo o Brasil neste momento, o
Lucas Silveira é presidente do Instituto DEFESA. Quando um criminoso ou um doente mental vai às ruas e dispara uma arma de fogo contra suas vítimas, na notícia a definição do sujeito é sempre a mesma: atirador. Foi o “atirador”
Em 28 de maio de 2014, o Dep. Moreira Mendes (PSD/RO) protocolou na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 7613/2014 que, de acordo com a própria ementa: Altera o Decreto-Lei nº 288, de 28 de fevereiro de 1967, que
Lucas Silveira é presidente do Instituto DEFESA. O dia 23 de Outubro de 2005 foi um dos dias mais importantes da História do Brasil. Pouco mais de dois anos após a outorga da Lei 10.826/03 (Estatuto do Desarmamento), brasileiros foram
De autoria da Dep. Keiko Ota (PSB/SP), o projeto de lei 7380/14 proíbe a fabricação, a venda, a comercialização e a distribuição, a qualquer título, de armas de brinquedo. Além disso, a deputada pretende criar a Semana do Desarmamento Infantil
O Deputado Felix Mendonça Jr. (PDT/BA) apresentou em setembro de 2014, um projeto que objetiva “anistiar possuidores e proprietários de arma de fogo de uso permitido ainda não registrada ou com registro vencido”. De acordo a proposta, quem tem arma
19 de Outubro de 2014. Assaltante sofre linchamento após tentar roubar telefone celular no bairro Bela Vista Um acusado de tentativa de assalto de 25 anos sofreu linchamento na noite de domingo no bairro Bela Vista, na zona Sul de
Lucas Silveira é presidente do Instituto DEFESA. INTRODUÇÃO O combate armado envolve precisão, intensidade e velocidade. Envolve também a premeditação, a leitura da arena, a identificação positiva de alvos, a perfeita técnica de manuseio do equipamento, e incontáveis outros fatores.
Depois de 8h de uma densa reunião com a DFPC no Quartel General do Exército Brasileiro da 5ª Região Militar, em 8 de Outbro de 2014,presentes o Instituto DEFESA, federações e clubes da 5RM, já é possível fazer uma razoável