Uso de GLOCKS por policiais é idéia antiga

Todo mundo quer ser o pai do filho bonito. Ultimamente tem aparecido vários políticos defendendo o uso de Glocks por agentes de segurança pública. Até que isso é bom, claro, mas essa luta não começou agora, não se engane.

Desde sempre, impossível da data exata ser registrada, pessoas ao redor do Brasil – sem falar no mundo – defendem o uso de armamentos, principalmente armas curtas, da marca Glock. Para quem já conhece a marca, dispensa apresentações. Pra quem nunca ouviu falar, bom, tenha em mente que é uma das melhores marcas de armas do mundo.

Em aproximadamente um ano, ou seja, mais ou menos em 2019 tivemos:
PMESP recebendo 40 mil unidades da marca. (1)
PMEES recebendo 2900 unidades. (2)
PCERJ, Administração Penitenciária e Bombeiros recebendo quase 28 mil unidades. (3)

Melhores equipamentos para os agentes de segurança pública sempre foi uma idéia defendida. Portanto, não caia nessa propaganda enganosa que alguns políticos estão fazendo como se fossem eles os responsáveis por tal conquista. Repito: o apoio é importante, mas isso não foi uma conquista unicamente de um indivíduo, muito menos algo de agora.

Essa idéia defendida por tantos profissionais do mundo do tiro, por tanto tempo, ganhou um pouco de força extra lá atrás, em 2009, antes das Olimpíadas de 2016 e Copa do Mundo de 2014, sob a explicação de qualidade, versatilidade, garantia do fabricante e claro, nada de similar no mercado nacional, conforme dito no arquivo abaixo:

Link do arquivo: shorturl.at/kzGH5

1 – https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2019/08/22/glock-vence-licitacao-internacional-e-vendera-40-mil-pistolas-para-a-pm-de-sp.ghtml

2 – https://pm.es.gov.br/Not%C3%ADcia/policia-militar-recebe-2-905-pistolas-glock

3 – http://www.cml.eb.mil.br/ultimas-noticias/1870-entregas-de-pistolas-glock-40.html

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.