2 Replies to “Reagir ou não reagir?”

  1. Pelo direito à legítima defesa própria, de seus familiares e de seu
    patrimônio peço o apoio de meus pares para que seja aprovada a presente
    proposição, obrigando aos marginais pensarem duas vezes antes de cometerem
    seus crimes, já que encontrarão resistência à altura de seus atos por parte das
    pessoas de bem dispostas a enfrentá-los.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *