Prática do tiro prospera apesar de histeria desarmamentista

Por Rodrigo Siqueira
Em um vídeo publicado em julho deste ano, no site e nas redes sociais da Fleet Tour, a questão do crescimento expressivo do número de atiradores no Brasil é abordada sem se limitar apenas ao debate acerca da crise na segurança pública, como é de costume na imprensa. Embora os clubes de tiro estejam sendo bastante procurados por pessoas cuja motivação principal é adquirir uma arma de fogo e obter treinamento para defesa pessoal, a prática esportiva do tiro também cresce significativamente sem receber a mesma atenção.

Enquanto o número de atiradores esportivos e competições se multiplica em todo território nacional, nossa mídia, exceto por raríssimas exceções, permanece hipnotizada pelo embate político e totalmente despudorada quanto a colocar nas entrelinhas o seu viés desarmamentista histérico, apesar da sua cínica pose de imparcialidade. Como consequência, uma parcela considerável da população ainda vê a prática deste esporte com desconfiança, ou de maneira negativa.

 

Em tempos de debates contaminados por interesses partidários e histriões, nada é mais recomendável que buscar a verdade sem terceirizar os próprios sentidos.

 

 

Após anos de doses cavalares de desarmamentismo injetadas nas veias da população pelos meios de comunicação de massa, a maioria das pessoas que visita pela primeira vez um clube de tiro não é surpreendida por estampidos ou pelo cheiro de pólvora, mas por um ambiente agradável, de amizade e de boa conversa. Justamente por esta peculiaridade, apesar da farta bibliografia contra e a favor das armas de fogo, nossos clubes de tiro deveriam ser parada obrigatória para qualquer um que pretenda se credenciar a um debate honesto sobre o tema no cenário brasileiro. Em tempos de debates contaminados por interesses partidários e histriões, nada é mais recomendável que buscar a verdade sem terceirizar os próprios sentidos.

 

Como jornalista e como sócio de uma empresa de turismo (a Fleet Tour), levar pessoas a conhecer, experimentar e formar opinião sobre o universo do tiro esportivo é mais do que um objetivo de trabalho é a satisfação de honrar o compromisso com a verdade, de promover o esporte e de contribuir com a construção de um debate mais honesto acerca do acesso às armas de fogo no Brasil.

 

 

Confira a reportagem na página da Fleet Tour: https://goo.gl/RbUV1w

 

Colaborador do Instituto DEFESA e curioso em criminologia e assuntos relacionados a combate e segurança.


Publicado em Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*