Nova portaria para CACs em vigor a partir de 18/01/2015 – Primeiras impressões

Lucas Silveira é presidente do Instituto DEFESA.

Lucas Silveira é presidente do Instituto DEFESA.

Curitiba, 19 de Janeiro de 2015.

Começou a vigorar no último dia 18 a nova legislação que regula as atividades dos Colecionadores, Atiradores e Caçadores. A portaria nº 01 COLOG, de 16 de Janeiro de 2015 altera pontos relevantes tanto da legislação anterior, agora revogada, quanto da minuta veiculada no último dia 10, que causou polêmica entre os interessados.

A nova norma pretende dar celeridade aos processos no Exército Brasileiro, apesar de criar uma normatização inédita e não alterar alguns dos maiores problemas enfrentados pelos CACs.

No link abaixo é possível baixar a íntegra da portaria e, em seguida, as ponderações iniciais do Instituto DEFESA.

Clique aqui para baixar a Portaria 01 COLOG 2015

 

O que prevê a nova norma

Sugestão do Instituto DEFESA Comentários e esclarecimentos

Avaliação

Reúne em documento único as normas de colecionadores, caçadores e atiradores. Reunir em documento único as normas de colecionadores, caçadores e atiradores. A disponibilização das normas em documento único facilita o entendimento da legislação em vigor, reduz antinomias e interpretações particulares, heterodoxas das normas. Positiva
Validade de três anos para o CR (Art. 8º) Validade de três anos para o CR. Embora consideremos que o Certificado não deva ter validade, o prazo da nova norma em vigor atende ao máximo permitido pela Lei.  Prazos maiores de validade deverão ser pleiteados no poder legislativo (Câmara e Senado) Positiva
Mantém a exigência das Guias de Tráfego (Art. 42) Compreender o direito de transportar ar armas como vinculado à própria posse. O direito de transportar aquilo que lhe pertence é natural.Uma vez que o CAC já demonstrou cumprir todas as exigências – que não são poucas –  cabíveis para a manutenção do Certificado de Registro e para a aquisição da arma, não é razoável que se façam novas exigências para o transporte da arma, fora da condição de pronto emprego. O próprio CRAF deve servir como GT.

A manutenção da exigência, além de formar ainda mais papelório para a prática do tiro, pode ocasionar até mesmo a prisão de atiradores idôneos pelo não cumprimento da formalidade administrativa, seja pela completa omissão do documento ou meramente da expiração de sua validade.

Negativa
Compreende o colecionamento com o objetivo de “preservar e divulgar o patrimônio material histórico de interesse do Exército”. (Art. 43) Não intervir nos objetivos e métodos do colecionador. Os colecionadores não são servidores púbicos, nem tampouco subordinados hierarquicamente ao Exército Brasileiro.A determinação do que será colecionado e como será organizada a coleção é uma liberdade individual e não pode atender exclusivamente aos interesses do Exército.

A preservação do patrimônio histórico é consequência, uma externalidade positiva da reunião de armas e munições em poder de um tutor cauteloso.

Além disso, não há que se confundir colecionismo com um antiquário ou museu. As coleções podem ser formadas por itens novos ou antigos, de interesse histórico, tecnológico ou não, a critério do próprio colecionador.

Negativa
Possibilita o registro de armas de valor histórico ainda não registradas. (Art. 47) Permitir o registro extemporâneo de quaisquer armas. As maiores coleções do Brasil estão hoje irregulares em decorrência das formalidades exigidas pela legislação para a manutenção regular deste acervo.A possibilidade de registrar armas de valor histórico ainda não registradas é um enorme avanço na preservação deste patrimônio. Positiva
Proibe o colecionismo de armas automáticas de quaisquer calibres e semiautomáticas de calibre de uso restrito cujo primeiro lote de fabricação tenha menos de 70 anos e o exemplar a ser adquirido tenha sido fabricado há menos de 15 anos. (Art. 48, I); as armas de dotação das FFAA (Art. 48, II) e as que possuam características que só as tornem aptas para o emprego militar ou policial (Art. 48, III) Não intervir no que será colecionado. Mais uma vez, confunde-se coleção com antiquário. O inciso recrudesce a legislação anterior, que previa o limite de 50 anos, sem nenhuma justificativa.Além disso, o colecionador que desejar cumprir a norma deverá comprovar a data de fabricação do exemplar, o que pode ser tecnicamente extremamente difícil.

Quanto ao Inciso II, vai na contramão da preservação do patrimônio histórico nacional. Ora, se a intenção do legislador é preservar não faz sentido obstar a aquisição daquilo que a própria norma define como interessante.

Finalmente, o inciso III abre espaço para total discricionariedade  na concessão da aquisição, já que não há definição do que é uma arma apta para o emprego militar ou policial.

Negativa
Exige o plano de colecionamento (Art. 60) Não intervir no que será colecionado. Armas de coleção não estão disponíveis fartamente no mercado, de maneira que não é razoável exigir do colecionador que perca determinadas oportunidades em nome de uma formalidade desmedida.Um colecionador que tenha um plano de coleção, por exemplo, de “armas da II Guerra”, jamais poderia recusar um fuzil raro da I Guerra.

Assim, muitas aquisições são feitas ao acaso, fora do plano original e são justas e relevantes, uma vez que atenderão a própria necessidade de preservação do patrimônio material histórico exigido pela portaria.

Mais uma vez, não há que se confundir colecionismo com museologia ou antiquário.

Negativa
Prevê a prática do tiro apenas como esporte formal e de rendimento. (Art. 79) Reconhecimento do tiro informal, lúdico, recreacional e esporádico. É inconstitucional, pois contraria previsão expressa do Art. 217 da Constituição Federal.É ilegal, na medida em que contraria o Art 1º da Lei 9.615/98. Negativa
Separa os atiradores em níveis, que permitem quantidades diferentes de armas e munições, exigindo habitualidade em treinamentos e competições.. (Art 81-85) Não intervir na prática do tiro ou nos quantitativos de armas e munições dos atiradores. A norma subtrai direito dos atiradores ao reduzir a quantidade de armas dos atiradores abaixo do nível III. Cria a exigência da habitualidade, o que aumenta a já enorme burocracia para a prática do tiro.O efeito desta legislação será a prestação de informações falsas pelos clubes e federações e a criação de competições “de fachada”.

Embora os atiradores de IPSC e tiro ao prato não tenham dificuldades em cumprir as exigências, os praticantes de outras modalidades menos difundidas serão extremamente prejudicados.

Negativa
Mantém os calibres 9x19mm, 5,56mm, 5,7x28mm, maiores que .454 e 12 gauge como restritos.Não permite a aquisição de armas semi-automáticas de calibre uso restrito. (Art. 88) Se é que deva existir um limite para os calibres, que seja determinado pela energia em Joules, com critérios transparentes e não proibir aleatoriamente calibres, em especial 9x19mm e 5,56mm. Não existem quaisquer justificativas cabíveis para a restrição “especial” destes calibres. Não existe fundamentação científica, estatística ou histórica.Pelo contrário, à DFPC foram apresentados fundamentos que comprovam a total segurança da liberação destes calibres com base em fatos, inclusive o tão temido calibre .500BMG.

Além disso, a manutenção da restrição de armas semiautomáticas de uso restrito impede a prática da 3-gun, uma das modalidades de tiro em maior crescimento no mundo, deixando o Brasil em um considerável atraso competitivo.

Por último, a permissão dos calibres .30M1 Carbine e .40SW como exceção não faz absolutamente nenhum sentido.

Negativa
Exige a comprovação da efetiva necessidade para aquisição de arma de fogo (Art. 94, I) Facilitação dos processos de aquisição. A experiência brasileira com as exigências de “declaração” ou “comprovação” de efetiva necessidade, à luz da Lei 10.826/03 foi extremamente negativa.Os delegados federais ardilosamente passaram a indeferir pedidos de acordo com seu próprio critério escuso, desrespeitando a lei e impedindo o exercício do direito natural de acesso às armas.

A discricionariedade contida neste dispositivo já corrompeu delegados, e vai corromper militares. Repetir o erro não é inteligente.

Na contramão do interesse público, o Exército Brasileiro abraça esta exigência sem absolutamente nenhuma externalidade positiva comprovada.

Negativa
Limita a dez o número de armas para entidades de tiro (Art. 110) Não limitar número de armas. Se o próprio legislador compreende que um único atirador pode precisar de até 12 armas para o tiro, qual foi o critério utilizado para supor que um clube, com centenas, às vezes milhares de praticantes, precisa de apenas 10 armas?Como é possível ministrar um curso para 15 pessoas (um número bastante baixo), com apenas 10 armas?

É evidente que o número de armas pertencentes às entidades esportivas, pela própria natureza de suas atividades, deva ser significativamente maior que dos atiradores individualmente.

Na prática, esta norma vai forçar que os atiradores associados “emprestem” suas armas ao clube, ou a utilização de “laranjas” para o registro de armas das entidades.

Negativa
Exige que o caçador esteja filiado a uma entidade ligada a caça (Art. 117). Não exigir filiação obrigatória, em atendimento à Constituição Federal. Um clube de tiro serve para que seus associados tenham um espaço adequado à prática do esporte.A caça esportiva foi proibida no Brasil, tornando os clubes exclusivamente de caça em clubes sociais, onde a caça efetivamente não acontece.

Uma vez que o IBAMA autoriza apenas o controle de fauna invasora, o caçador deve rastrear e capturar a caça onde ela esteja, usualmente em fazendas alheias.

Assim, não faz absolutamente nenhum sentido a exigência da filiação do caçador ao clube.

Finalmente, trata-se de dispositivo flagrantemente inconstitucional.

Negativa
Limita o número de munições para caçadores a 500 cartuchos por ano; exige a exposição de motivos da aquisição. (Art 130)Não trata da recarga por caçadores. Não estabelecer limites de aquisições de munição. Ora, se é necessário o treinamento e o teste de armamento para a caça, como é possível fazê-lo com apenas 500 cartuchos?O artigo repete o erro da exigência de “exposição de motivos” da aquisição. Negativa
A portaria se omite quanto ao direito de porte de arma dos atiradores, previsto na Lei 10.826/03. O estrito cumprimento da lei. Um dos assuntos mais polêmicos, diretamente relacionado à soberania nacional e à segurança pública foi omitido na portaria.A normatização deste direito já previsto em lei (Lei 10.826,03, Art. 6º, IX) urge e sua omissão coloca em risco a vida dos CACs.

Não apenas isso, um atirador que transporta um fuzil de ¼ de MoA de 30 mil reais pode ser rendido por um pivete com um estilete.

Os atiradores, colecionadores e caçadores têm não apenas o direito, mas a obrigação de defender sua vida e seu acervo.

Negativa

 


Publicado em Destaque, Legislação vigente, Notícias
126 comentários sobre “Nova portaria para CACs em vigor a partir de 18/01/2015 – Primeiras impressões
  1. Mateus Luiz disse:

    “Possibilita o registro de armas de valor histórico ainda não registradas. (Art. 47)”
    Na minha família, que eu saiba existem 3 armas no estado ilegal ainda: um Colt “cavalinho” .32LC, uma garrucha Lerap e uma cartucheira que ainda não tive contato; e todas as três são herança do meu bisavô. Seria possível então efetuar o registro delas e torna-las legais?

  2. Valmor Junior disse:

    Conseguiram fazer pior do que era a minuta. Exército Brasileiro não existe mais, são uma milícia oficial de um governo comunista, traidores do próprio povo. Omissos e covardes.

  3. Adriano Golfetto disse:

    Essa portaria repete quase todos os pontos que foram criticados anteriormente, salvo alguns itens como a criação da categoria do atirador iniciante. Em contrapartida, permitem ao atirador nível1 comprar pólvora mas não adquirir equipamento de recarga e nem diz onde fazer. Fala no atirador poder usar luneta mas não fala da magnitude de aumento…

  4. Rodovaldo disse:

    ou seja continua nus fudendo,e brasil..

  5. Xavier Evangelista disse:

    Como sempre no Brasil quando a elite não quer concorrentes proíbe-se eles precisam saber que só eles podem ter pois agindo assim se sente superiores.ao restante resta se contentar um exemplo qual a justifica pois se os Norte americanos podem possuir arma e porta-la acaso são eles humanos superiores a nós Brasileiros,não
    Mais para quem esta no poder aqui é melhor proibir
    Faz um automóvel que anda a mais de 200 km de velocidade final e o que fazem proíbi-se o condutor de andar na velocidade final,os Alemães possuem auto pista sem limite de velocidade são seres humanos superiores aos Brasileiros são mais inteligentes claro que não temos as mesma capacidades
    Mas essa mentalidade desta elite dominante do nosso País,chega a ser ridículo
    Proíbe-se com intuito de saberem que só eles podem ter para massagear seus egos infinitos ,pois respaldo técnicos científicos não justificam suas opiniões nem atitudes
    E eu digo não
    E eu digo não ao não
    Eu digo:
    É! — proibido proibir
    É proibido proibir
    É proibido proibir
    É proibido proibir…

    • antonio disse:

      E bem isso mesmo tudo proibido, mas olha só
      ontem foi preso dois menores com duas 380, e mais um motoqueiro também com menos de 25 anos com uma super-ultra potente capaz de causar uma revolução cal 9mm
      É Brasil cidadão de bem pagador de impostos não pode mas “malacos” podem.

  6. Leônidas disse:

    Esta Portaria vem para nos mostrar que somos meros marionetes
    neste lugarzinho atrasado que é nosso pais.

  7. MURILO ARAUJO DA CRUZ disse:

    NO PARAGRAFO ÚNICO DO ART. 89 DIZ QUE, OS INTEGRANTES DAS INSTITUIÇÕES CONSTANTES DO ART. 144 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL QUE POSSUÍREM ARMAS LEGALMENTE REGISTRADAS NO ACERVO DO CIDADÃO PODERÃO UTILIZÁ-LAS NA PRATICA DO TIRO DESPORTIVO. ISSO QUER DIZER QUE POSSO UTILIZAR MINHAS ARMAS REGISTRADAS NA P.F PARA ATIRAR ATÉ QUE EU COMPRE OUTRAS ARMAS REGISTRADAS PELO EXERCITO? ISSO QUER DIZER QUE POSSO DISPUTAR CAMPEONATOS COM ELAS?

  8. MURILO ARAUJO DA CRUZ disse:

    COMO QUE EU FAÇO AGORA PRA CONSEGUIR A TAO SONHADA PISTOLA FN HERSTAL CAL.5,7X28 E A JERICHO 9MM LEGALMENTE? ALGUÉM SABE ME DIZER?

  9. MURILO ARAUJO DA CRUZ disse:

    SÓ MUDARAM UMA PORCARIA DE LEI, PORTARIA SEI LA DO QUE ELES CHAMAM ESSE EQUIVOCO PARA OUTRA PIOR. QUANTOS ANOS LEVARAM, E QUANTAS MENTIRAS E COISAS ILUSÓRIAS O CLUBE TERÁ QUE SE SUBMETER PARA QUE EU QUE ESTOU TENTANDO MEU CR A QUASE DOIS ANOS,E AINDA ATIRANDO NO FUNDO DE CASA CONSEGUIR CHEGAR AO NIVEL 3 PARA ADQUIRIR MAIS DE UMA ARMA RESTRITA?
    E MAIS DENTRO DA LEI, POIS PISTOLAS .40 ROUBADAS DA CORPORAÇÃO AQUI NA MINHA CIDADE NÃO É COISA DIFÍCIL DE SE CONSEGUIR ATE MAIS DE UMA, QUE OS VAGABUNDOS ROUBAM DOS POLICIAS E SAEM VENDENDO POR CERCA DE 800 REAIS COMO JA ESCUTEI POR AI E EM REPORTAGENS NA TV

  10. Fortunato disse:

    Excelente post. O resumo comentado ajuda muito a entender o que ficou definido e qual foi o posicionamento do instituto defesa.

  11. Matteus Pinheiro disse:

    Gosto muito da “instituição” Exército Brasileiro, acredito que essas novas normas, diga-se de passagem, ridículas, são imposição desse governo ridículo, corrupto e comunista do PT! Sou cac a 5 anos, e não comprei minha arma Pq sómente completo 25 anos em fevereiro de 2015. Já sabia das dificuldades que iria enfrentar, mas agora, com essas exigências imbecis acho que vou ficar mofando muito tempo para realizar meu sonho e exercer meu direito. Tenho vontade de competir com armas longas, em especial o .308, acho que agora vai ser impossível! Força e honra!

  12. Ricardo Aparecido Arcova disse:

    ainda bem que não mexeram com a recarga, ai sim acabaria com o esporte.

  13. Adriaan Willem disse:

    3/15 foram possitivos o restante foi negativo ‘-‘
    Isso doi ao meu ver, o exercito está nos abandonando mesmo.
    Muitas pessoas passam a praticar ilegalmente, eu mesmo que tenho 17 anos, e adoro armas, tive as famosas armas BB’s e outros (nerf quando criança e etc.) Queria adquerir a minha arma por causa de segurança, a minha cidade, tem sofrido de varios ataques e EXECUÇÕES de traficantes que simplesmente te viram na rua e decidiram te matar, por pura diversão.
    E mesmo para o meu terreno será necessario ter a minha arma privada, e mesmo que o exercito não libere eu terei, porque eu defenderei a minha propriedade a qualquer custo!!!

    • Ricardo Aparecido Arcova disse:

      17 anos não é muito novo não? você mora sozinho? se não peça para um adulto (pai ou mãe) registrar uma arma pra proteger seu lar.
      e mesmo que eles registrem, vc não pode sair na rua com a arma, isso é porte ilegal em nosso querido país, e te garanto, pra matar traficante vc precisa de muito treino de tiro, e sai caro te garanto, a arma em si não fará diferença alguma em um combate.

  14. Ricardo Aparecido Arcova disse:

    “Exige a comprovação da efetiva necessidade para aquisição de arma de fogo (Art. 94, I)”

    mas essa regra não se aplica apenas no SINARM?

    • Lucas Parrini disse:

      Eu ainda não li a portaria, mas é sério que agora tem que ter “efetiva necessidade” até pra ser CAC?

      O que o EB dirá a pessoa que quer ser atleta? “Caro cidadão, nós do Exército Brasileiro entendemos que o Sr. não precisa praticar o esporte.” uahuauhauhauhauhahuahuauhahua!

      • Ricardo Aparecido Arcova disse:

        Sr. Comandante, a necessidade afetiva para que eu precise de uma arma é que eu quero furar alvos de papel com projéteis expelidos por ela pois com o estilingue não estou conseguindo agrupar as pedras e os outros competidores tem pelo menos uma pistola Ruger SR22 e eu não estou conseguindo ganhar nem entrar no clube mais.

  15. everton zastawny disse:

    VIROU E MEXEU FICO PIOR, CONTINUAMOS DE MÃOS ATADAS, ATE QUANDO?

  16. adeilson disse:

    pra mim a lei noa mudou nada ta a mesma merda

  17. Marcello disse:

    Pra mim não houve nenhuma evolução… ficou a mesma porcaria de antes. CAC’s, mudem de nação!

  18. Thiago Pires disse:

    Cara, na boa, já não tá dando mais não, aqui no Brasil se ter uma arma para defesa ou tentar virar praticante de tiro esportivo é muito complicado. Infelizmente à cada dia que passa, mais e mais cresce a minha vontade de morar nos Estados Unidos, pelo menos lá as armas são direito do cidadão garantidos pela constituição, e não é uma constituição pobre e fala como a nossa, e sim uma excelente! Mesmo acompanhando as dicas daqui, me sinto cada vez mais impotente perante às complicações dessa terra, é lamentável não termos esse direito.

  19. Cristiano Augusto Pereira disse:

    O atirador iniciante não poderá adquirir nenhumas arma de fogo? Terá que atingir o nível I para ter autorização? É isso mesmo ?

  20. Ronaldo disse:

    Pelo que vejo, se não trocar o governo pouco avanço teremos. E quanto a recarga para atiradores, como ficou?

  21. Cristiano Augusto Pereira disse:

    Outra questão: Liberam até 3 kg de pólvora para atirador nível I e proíbem a aquisição de equipamento de recarga…É o que tá escrito lá …muito incoerente….Tá osso…..

  22. SANCHES BRASIL disse:

    Parabéns Sr GAL…e os meliantes também se enquadram nestes artigos do CP?
    O que o SR pensa que esta fazendo?
    Está a favor do vermelhos né?

    DEUS NOS DEFENDA DOS INCRÉDULOS,SÓ ELE PARA NOS AJUDAR.

  23. Sérgio Reinrt disse:

    Faltou citar que daqui para diante só poderá recarregar munição que estiver ranqueado.

  24. Jailson disse:

    Baita Portaria … e mais não saiu nada sobre as armas de pressão ou airsoft…. bah tao de brincadeira né , cada vez melhora mais …
    Brasil acima de todos…

  25. J.T. disse:

    Esse documento repete várias burrices do EB e apenas tirou serviço deles.

    – Arma de Pressão com CR: Isso non ecsiste! Tentem apostilar uma arma de pressão para ver que simplesmente não dá!

    – Teremos que enviar fotos e descrição do local de guarda na solicitação/renovação de CR.

    Há vários outros itens, estou sem tempo de listar todos.

    6 meses para isso, EB? Que merda.

  26. Felipe disse:

    Isso é resposta ao tal PNDH-3… Aqui no Brasil o plano para o desarmamento da população esta andando corretamente, conforme planejado pelo governo. O presidente do senado (PMDB) foi o autor da lei do desarmamento, acha que ele vai deixar votar outra lei??? o PNDH-3 “manda” que todos os órgãos e entidades promovam ações que visam o desarmamento da população… isso esta escrito lá, é só ler! Outra coisa… isso só vai mudar quando começarmos a financiar candidatos a deputado e senador… só dinheiro na bunda deles que vamos conseguir tramitar uma lei nas duas casas legislativas!!!

  27. Fabio disse:

    Pra resumir, o exército mais uma vez mostrou sua falta de compromisso com a nação e que não é digno de confiança. Instituição falida e tomada por comunistas, mal sabem que serão as primeiras vítimas, estão tecendo a corda que os enforcará…

  28. odamafdutra disse:

    estamos rodeados por bandidos!!!
    militares que não passam de bandidos de estrelas no ombro! tenho nojo desse pais de merda com corruptos fazendo leis para sufocar o cidadão de bem.
    exercito PT bandido é tudo sinônimo

  29. adson cardoso disse:

    Lucas meu registro venceu e vi no site que vcs indicam um pessoal de botucatu porem entrei em contato com eles e nunca me responderam ja que meu caso e atipico meu registro e da bahia porme ja moro em sao paulo a 4 anos a arma esta aqui eles alegam que teria que tirar identidade aqui em sp,mas ai emperra na declaração do alistamento militar que é de la e ai que o amigo me aconselha??e o que podemos fazer nesse caso??pq vendio o registro nao pode ficar nao e verdade?/agradeço mai

  30. Luiz Alcides disse:

    Para quem está no meio do processo de emissão do CR, a princípio, muda alguma coisa?

  31. luiz augusto faria de avellar disse:

    bom caro amigo lucas silveira e a todos os amigo CACs depois desta aberrações que o exercito chama de nova portaria ta mais para nova porcaria cabe a todos nos e a cada um de nos e o instituto defesa org e todos os demais unirmos e cobrar de nosso deputados federal e senadores principalmente do nosso deputado federal Rogério peninha que venha incluir urgentemente todas as sugestões&propostas e projeto do interesse dos CACs inclusive todas as sugestões já apresentada pelo nosso amigo srº luca silveira e fazer emendas urgente no PL 3722/12 QUE REVOGA O ESTATUTO DO DESARMAMENTO só assim o CACs serão realmente atendidos e garantidos por lei federal e não mais ficando a merce da vontade do exercito e policia federal temos que lutar desde ja por nosso direitos constitucionais.

  32. Arthur Wolf Oberg disse:

    Extranho a palavra caça no contesto, pois a caça no Brasil é crime, certo?

  33. Idevan disse:

    Isso não é PORTARIA! Pode-se chamar de PORCARIA.

  34. everton zastawny disse:

    pelo que sei só a caça de subsistência e permitido.

  35. roberto rivelino disse:

    e o que eu seio dizer e que cada vez mas essas leis obriga mas o cidadao a andar cada vez mas errado porque o bandido pode tudo o cidadao que paga os seus inposto para sustentar corrupto no congresso nao pode ter uma arma registrata para se defender moro no pais que mim obriga um cidado a andar errado isto e uma vergonha

  36. cicero feliciano de freitas disse:

    Estou no tiro esportivo a 30 anos e a restrição de um numero máximo de 10 armas permitidas a um clube possuir deixa de lado o fundamento da instituição que é o de ser uma escola e o inicio da formação do atirador desportivo. Como formar novos adeptos do esporte se com esse numero de armas mal se conseguirá ter as armas possiveis para os esportes praticados?
    O que essa incoerencia causará é fazer com que os clubes trabalhem de forma ilegal pois a cada grupo de curso de tiro serão necessárias mais opções do que a lei permita.

  37. paulo negreiros disse:

    em primeiro lugar quero parabenisa vc LUCAS SILVEIRA pelos seus exforsos e dedicação. com sertesa os bandidos devem estar sorindo como ja falei cidadão desarmado bandido encorajado hoje no pais agrande maioria dos omicidios são cousados pelas armas inligais que estão nas mãus dos bandidos e desarmando o cidadão so torna mais facio a vida dos criminosos. Eu não abro mão da minha arma de forma alguma pra minha defesa pessoal e da minha familia e minha residencia e estou pronto pro conbate a qualquer hora para agir com caltela friesa e precizão. espero que isto mude um dia e que nossos direitos sejão respeitados. e como fala o lucas silveira UNIDOS SOMOS IVENCIVEIS

  38. renan Mattos disse:

    Isso é sério?

    O atirador iniciante não poderá adquirir nenhumas arma de fogo? Terá que atingir o nível I para ter autorização? É isso mesmo ?

  39. Victor disse:

    Imagino o general gordo que fica atrás disso tudo dando baixa nos papéis.

  40. Marcello disse:

    Quando comentei com um amigo americano que no Brasil precisa de CR para adquirir Air softs à gás, ele quase morreu de rir. Ainda tirou uma da minha cara!
    Ele disse também; “suas leis são infantis ou é impressão minha”.

    Falei; não é impressão sua não… não só infantis como irresponsáveis e tendenciosas.

  41. Alex disse:

    Foda-se essa merda, ja estou poraqui dissa patifaria, o jeito vai ser recorrer a ilegalidade, impossivel seguir esse lixo de leis desarmamentistas, nosso pais esta em ruinas e logo logo ira por agua abaixo qd a soberania nacional for destruida por esses comunistas nojentos.

  42. Nelson Antunes de oliveira disse:

    Até quando vamos ter que oobedecer essa cambada de policos ignorantes se não for autorizado vamos comprar no Paraguai quem manda é o povo NÃO esses imcopetentes

  43. Paulo José Valiente Leiria disse:

    Gostaria de saber, com as novas normas, como fica a situação do acervo de colecionamento de quem ja tem CR e as armas registradas não se enquadram nos (des)critérios agora estabelecidos?

  44. Cidadão do Bem disse:

    Olá a todos.

    Sinto me indignado por essas mudanças e por tantas outras coisas que vem acontecendo em “nosso” Brasil, que de nosso só resta as obrigações e os deveres..
    E cada vez mais se abre as portas para a ilegalidade em nosso paisinho de 3º Mundo.
    Onde tudo é possível, basta ter poder, influencia ou dinheiro.

  45. luciano gasparetto disse:

    o governo quer somente desarmar a população para poder dar o golpe que quer. povo desarmado não luta, não revida, não tem como se defender. o contrabando não serve só pro bandido, o governo pode barrar o que quer, mas que quiser ter sua arma, vai tê-la de qualquer jeito. nem que seja por meios ilicitos. se o governo pode ser ilicitos, o cidadão também pode. o que não podemos é deixar nossa propriedade e nossa integridade sem segurança.

  46. SANCHES BRASIL disse:

    Pessoal,estamos fudidos…o E.B SE RENDEU AOS VERMELHOS..NOSSAS ESPERANÇAS SE ACABARAM,OS MARGINAIS VENCERAM NOVAMENTE E CIDADÃOS DE BEM?
    FODAM SE.

  47. Rodrigo Cirilo disse:

    Certa vez ouvi um amigo tenente da reserva da PM/RR, disse que só existirá uma revolução, quando o homem perder sua dignidade, portanto, enquanto tiver comida na mesa e (diga-se de passagem) futebol/novela na televisão, nada vai mudar, ninguém vai levantar a bunda do sofá pra pegar em um fuzil (que seja um pedaço de pau) para começar um revolução, somente quando a população estiver passando fome ai talvez parem de tirar selfie e vamos lutar contra a falsa democracia instaurada aqui!

    Portanto baixemos as cabeças e vamos nos contentar com o que tem (enquanto ainda tem) não vejo mudança a curto/medio prazo!!!

  48. paulo negreiros disse:

    este nosso país e uma verdadeira vergonha pode ter sertesa que coisas piores estão por ví. as drogas estão destruindo as familias e eles estão preocupado e em tira o nosso direito da propia defesa o direito de praticarmos um espoerte (EITA PAÍS BOSTA)

  49. paulo negreiros disse:

    LOGO-LOGO vão dizer o que devemos comer o que devemos vestir a onde podemos andar nada que eles fiserem sera favoravel anos que samos cidadõens de bem …

  50. paulo negreiros disse:

    outro dia presenciei um asalto liguei pro copon da minha cidade eles fizerão pouco caso da denuncia mais si eu esteverse sacado minha arma estiverse atirado contra os bandidos consertesa eu estaria preso por porte inlegal tentativa de omicidio despara em via publica e outras coisas mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*