Mais uma chacina numa escola

Lucas Silveira é presidente do Instituto DEFESA e Instrutor-chefe da Academia Brasileira de Armas

Antes mesmo de concluírem as investigações sobre os homicídios acontecidos hoje, 13 de março, numa escola no interior paulista, não demorou para que os mesmos urubus da grande mídia pairassem sobre os corpos das crianças procurando pautar o trágico evento de acordo com a sua ideologia perniciosa.

Abismado, recebi no Instagram do Instituto DEFESA a interpelação do usuário João Paulo Acatauassú: “Gostaria de saber se irão escrever um post aobre a chacina em um colégio hj…” (SIC).

Honestamente, fico enojado ao ver esse debate político permeando os cadáveres de inocentes, pautado por emoções ardilosas. Foi, contrariado, entretanto, dando continuidade à afronta do Sr. Acatauassú, que percebi: ainda precisamos esclarecer o óbvio!

Perdoem-me os familiares das vítimas desta barbárie, mas eu vou ter que, portanto, elencar alguns pontos direcionados ao confrontante e àqueles que mantêm linhas tão rasas de raciocínio, notadamente da nossa degradante classe política.

  1. O crime aconteceu no Brasil, um país com uma das legislações mais draconianas sobre armas do mundo.

Não adianta propor restringir as armas para evitar incidentes como este, que acontecem, por exemplo, aqui no país do Estatuto do Desarmamento e também na Noruega, país com alta restrição a armas.

Nenhuma lei em vigor impediria que isso tivesse acontecido.

 

  1. O estudo Mass Shootings in America: Moving Beyond Newtown, Homicide Studies, 2013 reafima o que todos já sabem intuitivamente: se houver alguém armado para responder à ameaça, o número de vitimas é menor. Em Português claro: apenas um homem bom com uma arma pode parar um homem mau com uma arma.
  2. Quando um incidente desta natureza acontece, qual é o primeiro procedimento? Sim, chamar a polícia, armada.
  3. Ainda que por um milagre qualquer uma lei tivesse impedido o acesso destes assassinos ao revólver utilizado, um efeito muito parecido poderia ter sido causado com uma faca ou com uma chave de fenda. Como instrutor de Combate com Facas há mais de 10 anos, tenho incontáveis horas de teste com instruendos em cenários que simulam isso. Em regra, o sujeito armado com uma faca (ou chave de fenda, ou pedaço de vidro, ou espeto de churrasco, ou vergalhão de construção, ou qualquer objeto perfurocortante) nos treinamentos consegue acertar mais de 10 pessoas antes de ser parado. Quando o grupo está armado este número raramente passa de 1.
  4. As informações sobre o atentado, no momento em que eu escrevo este texto, ainda são bastante inconsistentes. Especula-se, contudo, que os assassinos fossem reincidentes, que já tinham uma vida pregressa de infrações. Talvez se na primeira experiência deles com o crime a vítima tivesse reagido com força letal, as vítimas de hoje estaria salvas.
  5. Ainda que as leis realmente pudessem ter evitado este massacre de hoje, é preciso lembrar que a maior causa de morte no século XX foi o DEMOCÍDIO – A morte pelo Estado. Ainda assim, seria não apenas justificável como absolutamente necessário que todo cidadão tivesse o direito de ter e portar suas armas.

 

Para que o mal triunfe, basta que os bons não façam nada. (Edmund Burke)

 

 


Publicado em Artigos
28 comentários sobre “Mais uma chacina numa escola
  1. Alessandro Leal disse:

    Excelente explicação

  2. Roberto disse:

    É dificil entrar na cabeça de algumas pessoas que o problema não é o cidadão armado e sim a impunidade para os bandidos

  3. Valdeci rodrigues disse:

    Sou a favor do cidadão de bem andar armado já tive arma legalizada tenho CERTEZA tenho certeza que maus intencionado vam pensar tres vezes antes de agir

  4. Alex disse:

    MT bom artigo, lucido racional, infelizmente o povo brasileiro é um povo emotivo são manipulados pela emoção e terceirizam a capacidade de raciocínio logico a terceiros, por isso são facilmente manipulados por essas política as subversivas que se vestem de boas políticas mas por trás está o aprisionamento da liberdade da capacidade do inviduo se expandir passando seus poderes ao coletivismo, a coerção da massa, leis estas q funcionam apenas na teoria e em um mundo de fantasia. Infelizmente os lobos em pele de cordeiros estão ganhando essa batalha. Perfeita a frase no final de Edmund Burke. Infelizmente o bons estão calados e o mal prevalecendo. Vamos mudar essa realidade.

  5. Emilio Jose Leite Osorio disse:

    Boa noite! Eu sempre fui favorável as armas, esempre as tive e tenho legalmente.
    As armas nao matam sozinhas, é preciso ter uma pessoa má intencionada ou bem intecionada pata matar a outra ou o criminoso.
    Portanto, as armas nao sao os reponsáveis pelos crimes, sejam elas facas, revolvers, metralhadoras, foice, etc…
    Os seres humanos sim é quem sao os criminosos ou defensores com as armas…

  6. Freitas disse:

    Enquanto não mudarmos as nossas leis brasileiras , então vamos continuar na mesmisse.

  7. Edson Alves de Oliveira disse:

    Essa tragédia não tinha como ser evitada, pois os delinquentes agiram imprevisivelmente.

  8. Valdemar Santana disse:

    ao contrario do que a midia ainda fala em desarmamento. acho que se tiverse alguem armado ali poderia ter salvado algumas vitimas. posse de armas já.

  9. Luiz Eduardo Varotti disse:

    Sou solidário as palavras do Sr Lucas , me parece óbvio que mesmo estando em vigor a lei do desarmamento , tragédias como está continuam a acontecer ! Se aprovado o projeto na qual este instituto defende , com certeza haveria alguém armado para defender nossas crianças , poderia não evitar mais a os atiradores pensariam 3 vezes antes do ataque pois saberiam que possivelmente encontrariam alguém devidamente treinado para coibir os atos !

  10. Geraldo Junior disse:

    Toda escola deveria ter guarda armado e capacitado a um provável enfrentamento com um individuo destes! E o parar de uma forma ou outra.

  11. madailtevares Donizetti Ferreira da Rosa disse:

    Esse texto é um raciocínio lógico e capaz de dimencionar o grau de ignorância do povo Brasileiro qto ao Direito de resposta a uma injusta agressão, defender-se é tão puro qto ao direito de nascer.

  12. SALVADOR JOSE disse:

    Nós brasileiros sempre delegamos para o outro fazer, não assumimos nossas responsabilidades, deveres, algumas pessoas comuns preparadas
    seria suficiente para reduzir as vitimas. Na minha casa eramos em 10 pessoas, tinhamos arma de cano longo ficava pendurada na parede, sempre vivemos em paz porque nosso pai tinha como nos defender.

  13. LIBANIO SILVA ROCHA disse:

    Perfeita a sua colocação e reflete o pensamento aqui na minha região. Não há mais uma virgula ou ponto a acrescentar e fica apenas os nossos pesares aos familiares das vítimas.

  14. Carlos disse:

    Tanto o que vc escreveu é verdade que os monstros assassinos utilizaram-se de machadinha, arco e flecha, como poderiam ter utilizado faca e outros objetos como mencionado no testo acima. Quanto às armas, que no Brasil é proibida o porte e dificultada a posse, somente vale para nos, pessoas de bem, para bandidos de qualquer espécies, elas são liberadas, como temos visto pelos meios de comunicação algumas apreensões. Podemos ter certeza que as apreensões são pequenas perto da quantidade que chegam até os marginais. Nossa mídia “carniceira” ficam afoita para a melhor imagem, o melhor ângulo, a mais dramáticas respostas de pessoas que estão sofrendo a perda de um ente querido. Estas mesma mídia, “adoram” veicular reportagens de ataques a escolas, metros, estádio e outros locais de concentração de pessoas,mundo afora, isto deveria ser proibido, pois alimentam a cabeça doente de pessoas do mal incitando-os a fazer a mesma coisa. Como exemplo, cito um edifício em uma cidade vizinha da minha em que algumas pessoas usavam para suicídio e, claro, viravam noticias…. mas, por uma bela iniciativa da imprensa séria, isto parou de ser veiculado e, acabaram-se os suicídios naquele local.

  15. JAILSON BARBOSA disse:

    É isto mesmo o cidadão tem sim que ter seu direito se defender,é ter sua arma 24 horas com ele.

  16. Miguel Louzada disse:

    Prezados,

    Para os Acatauassússs… o silêncio do desprezo é a melhor opção de resposta. Meu ponto de vista, ” apesar da resposta estar bem redigida, não convém dar o que querem… “, e o que querem é deturpar. Continuemos no rumo de um Brasil com mais cidadãos de bem se armando para evitar o que for necessário! Brasil acima de tudo, Deus acima de todos.

  17. Felipe Pedrozo disse:

    Tentar falar negativamente sobre o acesso a armas fazendo correlação com essa ocorrência é esquecer-se de que recentemente um indivíduo entrou numa escola no Brasil, portando um GALÃO DE GASOLINA, derramou em várias crianças dentro de uma escola e ateou-lhes fogo. Quem fala que arma é um problema é RETARDADO MENTAL do ponto de vista específico e quiçá de um até mesmo de um ponto de vista geral.
    Simples asssim

  18. José Roberto de Oliveira Neves disse:

    Prezado Lucas, compartilho do mesmo sentimento de nojo e indignação, ao ler comentários oriundos de seres (não sei se posso classificá-las como pessoas) que utilizam fatos como este ocorrido em Suzano, para sair vomitando asneiras, protestando por protestar, tripudiando sobre cadáveres de inocentes, à guisa de defesa do desarmamento. Como você escreveu, é preciso esclarecer o óbvio.
    Causa revolta, ver, ler e ouvir, comentários lastreados em ideologias perniciosas, sem fundamento, sem coerência, demonstrando total falta de respeito para com as pessoas envolvidas na situação.
    Coloco aqui uma questão. Se esta escola, estivesse sob proteção armada de um ou dois guardas municipais; teria ocorrido o fato??…….se, sabendo que no local, poderia se encontrar resistência armada, ou seja, a altura da ameaça, teria ocorrido o fato??….outra questão, os assassinos, frequentavam sites na Deep Web, frequentada por pedófilos, terroristas, hakers e toda sorte de gente “boa”, inclusive buscando informação de onde conseguir uma arma.
    Outra pergunta: A arma utilizada era legal, né??!!!
    É difícil fazer entender que, se existe a dúvida, por vezes a ação não se concretiza, no entanto, quando existe a certeza de que haverá resistência, este fator é muito importante na tomada de decisão para que a ação não se concretize.
    Houvesse alguém armado naquela escola, ou nas outras que passaram pelo mesma situação, com certeza, teríamos outro tipo de noticia sendo veiculada.

  19. Luiz Eduardo Badin disse:

    Parabéns, concordo plenamente,isto aqui é o país de idiotas que só falam besteiras e culpam o objeto e não o criminoso.

  20. Antonio Sergio dos Santos. disse:

    Um atentado terrorista brutal medieval , no vídeo aparece o disparo no vidro da secretaria , a seguir as senas selvagens .Portão aberto da escola , sem nenhum sinal de segurança 100% vulnerável .Partindo dai , é fácil e simplório dizer que foi abusado , a nossa mídia defende o criminoso . Não podemos tolerar esse ataque a nossas crianças , devemos criar leis severas principalmente a maioridade penal , e assassinos como esse ser julgados como maiores , não são seres humanos .Com profundo pesar , peço a Deus misericórdia para o Brasil!!!

  21. lucio bandeira disse:

    Aprecio muito seus posts e seu posicionamento contrário ao estatuto do desarmamento, mas acho que o item 5 está fora de contexto. Baseado em hipóteses certamente não comprovadas e incitante a violência.
    O que me preocupa é que, se os agressores não se matassem, o menor de idade estaria solto daqui três anos para cometer nova barbárie. Temos que mudar nossas leis…

  22. JARELLI SOUZA RODRIGUES disse:

    BOM DIA, FOI O MEU GRANDE MEDO, VEIO APARECER E EU COMO PEÇA PEQUENA NO JOGO E ESTANDO EM DESVANTAGEM DE DEFESA CONTRA ESTES URUBUS TEMOS QUE TER UM ESCUDO, E VEJO ISSO EM VOCÊ QUE DÁ A CARA PARA A SITUAÇÃO SEM MEDO E COM GRANDES INFORMAÇÕES QUE COLOCA QUALQUER ASSUNTO CONTRARIO EM XEQUE E DETONA O QUE NOS PREJUDICA, CONTINUE ASSIM, NÃO DESISTA DA NOSSA CLASSE QUE VIVE COMO ALVO DA HOSTILIDADE DELES, FICA COM DEUS MEU AMIGO ESTAREMOS COOPERANDO, MEU FILHO HOJE DE MANHA ME DISSE QUE SI EU ESTIVESSE SERIA DIFERENTE, AQUILO ME DEIXOU DE UM JEITO INEXPLICÁVEL, NÃO TENHO PALAVRAS, POIS UM DIA QUANDO EU LEVAVA AINDA ELE NA ESCOLA E FICAVA NO CARRO ESPERANDO DENTRO DO CARRO COM ELE ATÉ OS PORTÕES DE MANHA ABRIR UM AVISTEI UM CASAL DISCUTINDO FEIO NA PORTA COM A NETA PRESENTE, CRIANÇAS EM VOLTA NA IDADE DE 5 ANOS E OUTROS PAIS PRESENCIANDO AQUILO QUANDO O CIDADÃO SACA UMA FACA DE CAÇA E COLOCA NA GARGANTA DELA, TODOS GRITARAM E DESEMBARQUEI COM ARMA EM PUNHO E DESARMEI-O ENTREI NO CARRO E FUI EMBORA NEM DEIXEI MEU FILHO E AGORA A PERUA ESCOLAR QUE LEVA E MUDEI ELE DE ESCOLA, TERRÍVEL, MAS ALGUÉM DEVERIA TOMAR ATITUDE.

  23. José Roberto de Oliveira Neves disse:

    A realidade que vivemos nos dias de hoje, difere e muito da do que vivíamos há bons anos, isto é, havia respeito, as pessoas se respeitavam, as autoridades eram respeitadas, os pais eram respeitados, tínhamos direitos sim, mas tínhamos também obrigações e deveres. De uns tempos pra cá, temos visto apenas pessoas reclamarem de direitos, mas não aceitam que inerentes a ele, há também obrigações e deveres. É o famoso, “venha a nós” apenas. Não se aceita repreensões, não se aceita correções, sem antes questionar “os meus direitos”. Quando a ordem, direitos deveres e obrigações for restabelecida, suprimindo-se aqueles que só querem “seus direitos” e não querem assumir deveres o obrigações, quem sabe as coisas começam a funcionar novamente. A escola, deveria instruir e formar um cidadão culturalmente, aos pais cabe fornecer aos filhos a educação voltada aos três pilares que sustentam uma sociedade democrática, quais sejam: direitos, deveres e obrigações. Nos meus 60 janeiros, NUNCA vi nação nenhuma se rebelar pelo fato do governo instruir as escolas ao canto do hino nacional. Até em países onde imperam regimes totalitários, se cultuam seus símbolos. O mais interessante é que se vê figuras públicas do mundo político, dizerem que aqui vivemos uma democracia. No meu entender, vivemos aqui é uma verdadeira bagunça. Invertem-se valores, desdenha-se dos símbolos nacionais, o certo está errado e o errado está certo, direitos constitucionais não são respeitados e vai por aí a fora……até quando???……será preciso derramamento de sangue para que o Brasil do brasileiros de verdade, volte a ser um País??
    EU SOU A FAVOR DO ARMAMENTO DO CIDADÃO DE BEM.

  24. Claudio Antonio da Silva disse:

    Parabéns Lucas Silveira!
    Realmente é fácil perceber que o povo reticente as armas é um povo que se apavora com os crimes conforme a mídia publica, sempre fazendo muita menção as armas utilizadas.
    Nosso povo tem medo de armas porque só ouve ou presencia atos cometidos 90% por criminosos que não tem nada a perder, o cidadão de bem tem muito a perder em um confronto, tem a perder a sua própria vida e de seus familiares, sem chance de defesa o Brasileiro continuará a ser o principal alvo das maiores desgraças.
    Pergunto: Nesta barbárie de Suzano já se fez presente algum membro ou Comissão de Direitos Humanos?
    Fica aqui a minha indignação quanto ao desarmamento do cidadão de bem.

  25. Carlos Henrique de Toledo disse:

    Perfeito comentário e texto escrito! Li um comentário hoje que resume tudo isso: “Nós vivemos numa geração de pessoas emocionalmente fracas onde tudo tem que ser abafado porque é ofensivo, inclusive a verdade”

  26. tomazini logan disse:

    Bem pautada todas as considerações.

    Quando falamos em falta de segurança, ou facilidade de entrada em escolas ou locais públicos acham que estamos, viajando no imaginário
    quando ocorreu tragédia semelhante no RJ, o homicida era ex-aluno
    o que facilitou sua entrada.
    De outro modo, nossas crianças não sao preparadas, para evacuação em caso de incêndio. desabamentos ou quaisquer tipo de urgência, ou seja para ocorrer algo desse tipo, os pilares preventivos são ignorados.
    Oramos para que os familiares e as crianças se recuperem, e que nossa cultura possa evoluir.

  27. Victor Melo de Araujo / Membro #4818 disse:

    Não poderia exemplificar melhor!! Excelente artigo!!

  28. René Jamil Larach Massis disse:

    Se tivesse alguém com preparo e armado no local do crime, não tenho duvidas que neutralizaria os criminosos, tendo um desenlace bem diferente e não uma chacina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*