12 Replies to “Deputado Claudio Cajado sinaliza que seu parecer será favorável ao PL 3722/12”

  1. Parabéns ao Dep. Cláudio Cajado, falou muito bem, eu infelizmente no referendo disse sim ao desarmamento, pois não tinha o conhecimento que tenho hoje, daria meu voto CONTRA O DESARMAMENTO. Não tenho armas, não por enquanto!!! Adoro armas!!! Mais uma vez parabéns!!! Continue com essa luta junto ao Movimento Viva Brasil – Do Bené Barbosa!!!

  2. eu tenho duas armas legalizada venceu o documento para atualizar ta um absurdo picicotequinico mais caro q CNH curso de tiro que eu acho que deveria ser como a CNH uma veis só , eu não faço baliza toda veis que renovo a CNH ,renovar o documento da arma tinha de ser também de 4 em 4 anos por que 3 anos
    A minha ideia seria uma abilitação para armas como o carro renovada de 4 anos só com picicotequinico , que eu sei atira não esqueço.

    1. Me desculpe, mas com esse seu “vasto conhecimento” da escrita eu preferiria não tê-lo como apoiador da causa. Educação básica, adquirida no primário, seria o mínimo do mínimo para portar uma arma. Você é um péssimo exemplo.

      1. Desculpe Pavel, mas você está totalmente enganado.

        Felizmente ninguém foi ignorante o bastante até agora para propor um teste de “língua portuguesa” para aquisição de armas.

        NO Instituto DEFESA defendemos o direito de acesso às armas a todo cidadão idoneo, o que está bem distante do adequado uso ou não do vernáculo.

        Além disso, ao contrário do que você diz, Diegues Landim não foi um péssimo exemplo. Não faltou com a educação em nenhum momento, ao contrário de você, de maneira que o único aqui que deu indícios do despreparo para o porte de armas foi você e não ele.

        1. Nada acrescento nem retiro do comentário de Lucas Silveira para responder de maneira clara e objetiva o que eu queria falar para o Sr Pavel.

  3. O Deputado mudou o texto e transformou o projeto de lei em um novo estatuto do desarmamento, “não tem conversa o povo em sua maioria foi a favor e pronto” Não tem que escutar a organização x ou y tem que fazer valer a vontade do povo. O deputado fica de conversa fiada mas pega o projeto que ele finalizou e compara com o estatuto do desarmamento é a mesma coisa ou pior em alguns aspectos. No Brasil comprar uma arma ilegal é simples R$ 1000 você compra um 38, é isso que o deputado quer um pais com 30 milhões de armas e uma legislação hipócrita.

  4. DEP.Claudio cajado o senhor estar atrapalhando o DEP. Peninha me faz um favor não atrapalhe deicha só a polícia federal cuidar dos documentos de posse de arma vai ficar a mesma merda eles não libera nunca e tudo difícil,do jeito que o DEP.Peninha disse dando direito aos estados como polícia sivil e militar liberando os documentos e muito melhor se o cidadão passou em todos os testes não tem o porque leva 5 ou 10 meses pra pegar tua arma teu projeto cinseramente e muito pior do que o do DEP.Peninha

  5. Parabéns! Excelente vídeo com a entrevista do Deputado Claudio Cajado. Ainda vejo uma certa morosidade por parte das autoridades em resolver a situação em que foi posta ao cidadão de bem. Que dizer que o bandido pode estar armado e o cidadão que vai defender sua família e seus bens não pode. Quando encontrar um cidadão armado irão perguntar você é policia? A resposta é não. Então é bandido. E mais uma vez o cidadão de bem é tachado de bandido. E só em ABRIL/2016 ou mais para frente é que teremos ou se teremos um resultado positivo a expressão do querer de quem defende a sua própria defesa.

  6. Realizei uma pesquisa e única coisa de bom que eu constatei que esse tal deputado federal baiano Claudio Cajado fez de bom para a nação e o o bem comum, foi votar a favor do impeachment da presidenta Dilma, do mais; não me lembro de outras coisas úteis feitas por ele, o que se sabe é que o cara é uma tremenda “trava” ou melhor, uma pedra de tropeço nos caminhos da PL 3722 do integro e probo Deputado federal Catarinense o ilustre Rogério Peninha criador da supracitada PL.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *