Delegado da Delegacia de Homicídios de Curitiba fala sobre a ineficácia do desarmamento

Assista o vídeo a seguir.


Delegado-de-Curitiba-Fala-sobre-a-falencia-do-desarmamento1

9 Replies to “Delegado da Delegacia de Homicídios de Curitiba fala sobre a ineficácia do desarmamento”

  1. Sou totalmente favorável a Campanha do Armamento de acordo com o conteúdo programático. Não podemos ficar a mercê de bandidos e facínoras reincidentes que praticam barbáries certos da impunidade ou porque já estão sentenciados. Parabéns pela iniciativa. Sou jornalista e publicitário. (65) Gostaria de conhecer as instalações.
    Resido em São José dos Pinhais – (41) 9657.3405

  2. Apoio 100% a Campanha do Armamento. A população tem o direito legal de possuir e portar sua arma de fogo! Isso já foi discutido e o direito do povo conquistado na urna em 2005 não está sendo respeitado!

  3. Não da para combater a criminalidade com rosas e flores como diz a campanha do desarmamento, precisamos que seja comprida a constituição que nos assegura o direito a legitima defesa, esta que o governo simplesmente cagou em cima, tambem precisamos um sistema de educação que preste não este que o proprio aluno bate no professor, vende droga e vai armado para sala de aula

  4. Quando o governo Lula fez aquele famigerado plebiscito, nós conquistamos o direito de permanecer armados.Existe a possibilidade, mas a quantidade de exigências é tão grande, que inviabiliza o cidadão de bem portar sua(s) arma(s). Disse à época e reafirmo agora: os bandidos AGRADECEM!

  5. -Se a maioria da população em 2005 votou pela aprovação do armamento, e está ocorrendo o contrário, isto é a simples e temida ditadura, e os responsáveis devem ser punidos.
    Todos os 65 porcento da população q votou a favor pelo armamento deveriam entrar na justiça para requerer seus direitos, eu não entrei ainda porque uma andorinha só não faz verão.

  6. ola amigos nos temos que acabar com essa sacanagem que esses politicos traidores fizeram contra nós pessoas de bem, roubaram o nosso direito que foi mais uma vez ganho no referendo de 2005,e esses palhaços nos colocaram nas maos dos criminosos e nos tiraram o direiro de nos defender,entao gente vamos nos unir e nos manifestar e exigir de volta os nossos direito porque juntos somos invencíveis, vamos pras rua em todo o brasil e vamos cobrar o que nos roubaram. valeu amigos pela oportunidade.

  7. Essa lei palhaça, cretina, imbecil, começou ainda na era do FHC, quando uma autoridade da Inglaterra visitou o Brasil dizendo que lá no país dele só as autoridades e militares tem acesso a armas, aos demais é totalmente proibido o acesso a armas de fogo, aí botou na cabeça do crápula do FHC que isso seria uma boa pro Brasil, aí o presidente de merda Fernando Henrique quis dar uma cara de primeiro mundo ao país e começou os esforços para a criação do tal do estatuto do desarmamento – escrevo em minúscula de propósito mesmo – e o Lula terminou de fazer a burrada, em 2003. É óbvio que somente cidadãos ordeiros apareceram para se desfazer de suas armas, o crime organizado continua mais organizado e bem armado que nunca, acho que o FHC pensou que o traficante Beira-Mar e o Marcola do PCC iriam ser atingidos por uma ventania de bondade e devolveriam seu arsenal enorme de armas de guerra pra colaborar com a campanha do desarmamento, sem mencionar o plebiscito de 2005 que consumiu uma grana do caralho pra nada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *