Criminoso é morto com tiro de pistola após anunciar assalto em panificadora

09/08/2013 – Campina Grande/PB
O cliente de uma padaria, localizada no bairro Monte Santo em Campina Grande no Agreste Paraibano, reagiu a um assalto por volta das 19h, desta sexta-feira (9), e matou o criminoso com um tiro. O fato foi registrado pelo Centro de Operações da Polícia Militar (COPOM).

a1

Josinaldo Henriques tinha 18 anos

De acordo com a soldada Renalli Souza, o assaltante, identificado como Josinaldo Henriques da Silva, de 18 anos de idade, entrou no estabelecimento comercial armado com um revólver e anunciou o assalto. O que ele não esperava é que um dos clientes da padaria também estivesse armado e reagisse.

a2

a3

Quando o homem percebeu a ação criminosa, ele sacou uma pistola e disparou um tiro contra o jovem, que morreu no local do crime, antes da chegada do atendimento médico.

A bala atingiu o tórax do assaltante, que residia no mesmo bairro onde a padaria está instalada. O corpo foi removido para o Instituto de Medicina Legal (IML), em Campina Grande.

A mãe do rapaz, a dona de casa, Joselucia Henriques da Silva, o rapaz não tinha envolvimento com crimes. “Eu não sabia que ele assaltava. Acho que o revólver nem dele era. Espero que a polícia faça justiça” comentou.

a4

a5

a6

a7

Fonte: https://www.blogdomarciorangel.com/2013/08/campina-grandepb-cliente-mata.html

22 Replies to “Criminoso é morto com tiro de pistola após anunciar assalto em panificadora”

  1. A mãe do “rapaz” (criminoso) espera que a polícia faça justiça? Primeiro que a polícia não faz justiça e sim o judiciário, e segundo que a justiça já está feita! Graças ao corajoso cliente armado temos hoje um criminoso a menos no Brasil.
    É lamentável, apesar de compreensivo, ver uma mãe defendendo um filho criminoso. Dizem que mães amam de uma forma que só uma mãe pode amar e nisso eu acredito, mas será que essa mãe educou o filho? Será que essa mãe fez algo além de dar a luz a criança? Uma mãe de verdade não apenas da luz a um filho, mas educa, ensina o que é certo, e não permite que o filho entre no mundo do crime.
    Me desculpe Joselucia, mas devia se importar com seu filho antes dele morto, antes dele apontar uma arma a um padeiro, um trabalhador de bem.
    Novamente parabéns ao cliente armado! Criminoso bom é criminoso morto. (Para quem defende criminosos, leve-os para sua casa e vá cria-los com seus filhos!)

    1. Realmente, “amou” tanto o filho mas não o suficiente para educá-lo no sentido de ser um cidadão honesto… Sei não… Pena que desse “amor de mãe” o mundo está cheio…

  2. Na reportagem o mãe do assaltante diz “Espero que a polícia faça justiça”, mas qual justiça ela quer se seja feita, pois o agressor apesar de ter morrido na ação era ele o agente criminoso, se fosse ele o autor do disparo que tivesse vitimado alguém (inocente no caso), tenho certeza que a mãe dele não estaria na porta da padaria pedindo justiça. Não é o meio certo, mas muito provavelmente a mãe tem grande parcela de culpa, pois a educação começa em casa, se tivesse sido educado mesmo que as condições financeiras não sejam favoráveis, muito provavelmente isso não teria acontecido. Agora quem atirou se não tiver porte nem registro da arma ou mesmo com arma registrada vai estar encrencado, pois a justiça não tolera esse tipo de atitude, temos que ser todos ovelhas e deixar que roubem a vontade, o governo diz “NÃO REAJA”. Parabéns para o autor do disparo, um tiro uma queda.

  3. “Eu não sabia que ele assaltava. Acho que o revólver nem dele era. Espero que a polícia faça justiça” comentou.

    Pior de tudo é ouvir isso.
    Minha senhora, a justiça já foi feita.
    Seu filho, vagabundo, assaltante, foi pro saco preto.
    Não vai mais assaltar ninguém, nem ferir ou matar.

    Pior de tudo é que o cliente que estava armado e reagiu é capaz de ir preso e responder processo, ser condenado…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.