Cidadãos tem 400 milhões de armas. Militares tem apenas 4 milhões e meio.

Lucas Parrini

Lucas Parrini é colaborador do Instituto DEFESA e curioso em criminologia e assuntos relacionados a combate e segurança.

Cidadãos comuns nos EUA possuem aproximadamente 400 milhões de armas de fogo, de acordo com a pesquisa publicada esta semana pela Small Arms Survey, onde constatou que as armas de fogo em posse do cidadão é absurdamente superior a dos policiais e militares.

Para termos idéia, de acordo com a pesquisa, do total de mais de 1 bilhão de armas de fogo no mundo, 393.300.000 pertencem ao cidadão norte-americano.

Em compração, os militares norte-americanos possuem aproximadamente 4,5 milhões de armas, e todas as polícias estaduais e locais juntas somente um pouco mais de 1 milhão. Além disso, a propriedade de armas particulares continua a subir nos Estados Unidos.

De acordo com o FBI e suas checagens de antecedentes criminais, cidadãos compraram mais de 2 milhões de armas somente no mês passado. Em todo o ano de 2017, mais de 25 milhões dessas checagens – necessária toda vez que for comprar uma arma – foram feitas pelo FBI.

Ao mesmo tempo que esta posse nos EUA aumenta, pesquisadores sugerem que esta tendência afeta o mundo inteiro, onde o número de propriedade de armas também aumenta.

“No final de 2017 existiam aproxiadamente 1 bilhão de armas de fogo em 230 países e regiões independentes, onde 84,6% eram de propriedade de civis, 13,1% dos militares e 2,2% das forças de segurança pública.” foi relatado na pesquisa.

O total de 1 bilhão de armas superou o total de 2006, que era de 875 milhões, além disso, o número de armas identificáveis subiu 15,7%. Essa mudança se deve muito ao fato da estimativa de aumento de 32% das armas de civis. O percentual em relação ao militares e polícias apresentou uma pequena queda, nada considerável, possivelmente estimulada pela mudança de procedimentos.
O país mais próximo dos EUA em números absolutos de armas nas mãos de cidadãos é a índia, com 70 milhões.

Rússia possui um número maior de armas nas mãos das polícias e militares do que os EUA. As polícias de Moscow por exemplo, possuem 2,4 vezes mais armas do que as dos EUA e os militares russos possuem 6,7 mais armas do que os militares norte-americanos.

A pesquisa alerta também que apesar das estimativas, os números podem não ser perfeitamente precisos. A organização responsável utilizada dados de governos, relatórios de agências estatais, consultas a dados militares e também coleta de dados em pesquisas privadas.
Ressalta também que por motivos óbvios, as armas não registradas e as ilegais não foram inclusas nas estatísticas.

“A maioria das armas são propriedade privada, o que torna o registro de dados em cima dos números exatos um verdadeiro desafio. Registros oficiais provém a maior parte dos dados, mas é importante lembrar que eles não nos mostram todas as armas nas mãos dos cidadãos.” diz o pesquisador.

 

Link da pesquisa:
http://www.smallarmssurvey.org/about-us/highlights/2018/highlight-bp-firearms-holdings.html

Tradução livre do site:
https://americanmilitarynews.com/2018/06/us-civilians-own-400-million-guns-compared-to-militarys-4-5-million-survey-shows/

Colaborador do Instituto DEFESA e curioso em criminologia e assuntos relacionados a combate e segurança.


Publicado em Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Próximos eventos
  1. Curso IAT – Instrutor de Armamento e Tiro – TNT Cursos

    setembro 13 @ 8:00 - setembro 23 @ 17:00
  2. 1º Workshop de Segurança Privada do Estado de Goiás

    outubro 6 @ 8:00 - outubro 7 @ 17:00