Cidadão armado impede bandido armado no RJ sem disparar um tiro sequer.

Lucas Parrini

Parrini é colaborador do Instituto DEFESA, estudante de segurança pública e curioso em criminologia e assuntos relacionados a combate.

Rio de Janeiro, 30/06/2018

Bandido armado se rendeu aos gritos de “Perdi!” quando um cidadão armado reagiu ao assalto, e não precisou disparar nenhum tiro para isso. O caso aconteceu no Rio de Janeiro, Centro, ontem a tarde.

O cidadão em questão é Alexandre Knoploch, empresário e pré-candidato a deputado estadual no RJ pelo PSL, que através de sua assessoria contou ao Instituto DEFESA o ocorrido.

Alexandre é atleta do tiro (CAC) devidamente autorizado por lei a portar sua arma municiada e na cintura, e estava indo para o clube que é filiado, o Colt 45, conhecido pela excelência de treinamentos que ministra para seus membros. Em sua rota para o clube, em algum momento sua atenção foi atraída por gritos de “Pega ladrão!” e quando notou o bandido correndo, conseguiu intervir sem precisar efetuar nenhum disparo, pois quando o bandido mesmo armado com um revólver 38 se deu conta que ali havia um cidadão armado, se rendeu aos gritos de “Perdi! Perdi!”. Será um sinal de inteligência nessa espécie?

“… quando o bandido mesmo armado com um revólver 38 se deu conta que ali havia um cidadão armado, se rendeu aos gritos de “Perdi! Perdi!”.”

Com a ajuda de policiais militares que chegaram ao local, os procedimentos legais foram adotados.

O tralhudo fez a famosa “saidinha de banco” e sua vítima era outro cidadão, um senhor de 78 anos que havia acabado de sacar R$ 5.000,00. Pra quem conhece o conceito “Defesa de Terceiros”, este é um ótimo exemplo. Parabéns e obrigado, Alexandre!

Se nosso judiciário podre não usar nosso sistema penal mais podre ainda para soltá-lo na Audiência de Custódia, o desgraçado vai se lascar na cadeia enquanto pensa que está vivo por pouco.

Alexandre é a favor de todo cidadão ter o direito de portar sua arma para legítima defesa, como aconteceu ontem. Já concedeu entrevista para o ID (veja aqui) e já foi entrevistado pelo Café com Pólvora (veja aqui).

O vídeo da prisão pode ser conferido aqui: https://www.facebook.com/aknoploch/videos/1843893152579318/

Colaborador do Instituto DEFESA e curioso em criminologia e assuntos relacionados a combate e segurança.


Marcado com: , , , , , , , , , , , , , , , , ,
Publicado em Notícias, Reação armada
5 comentários sobre “Cidadão armado impede bandido armado no RJ sem disparar um tiro sequer.
  1. Vaniltom Lima dos Santos disse:

    Nós Brasileiro, temos que fazer a nossa legítima defesa, porque não podemos esperar nada de quem é pago para nós defender que é a nossa segurança pública.

  2. Rodrigo Fontanari disse:

    Excelente notícia, que não aparecerá na grande mídia suja e vermelha do Brasil! Conteve o marginal, parabéns.

  3. FERNANDO ALVES BARROSO disse:

    Parabéns Alexandre

  4. Paulo Andrade disse:

    Senhores vamos acompanhar de perto, vamos seguir o Defesa.Org e vamos nos mobilizar para revogar o estatuto de desarmamento!

    Temos que acabar com o R105 que foi criado pelos militares na década de 30 no Governo Getúlio Vargas para desarmar a população, alguns anos depois Getúlio Vargas deu um golpe de Estado onde morreram dezenas de manifestantes!

    O Exército Brasileiro muito esperto se apoderou do R105 para manter a legislação sobre seu tacão!

    Vamos tirar a legislação de armas de defesa das mãos da Polícia Federal que é claramente desarmamentista e do Exército Brasileiro que usa lei para tirar e controlar a vida do cidadão de bem!

    Lugar de militar e no quartel e cuidando de material bélico!

    Que todos os Brasileiros lutem pela sua liberdade, porque o Exército Brasileiro/ COLOG / DFPC / R105, estão tirando nossos direitos mais básicos, o direito de defender a própria vida!

    Hoje no Brasil temos 70 mil assassinatos, por ano, um genocídio por ano.

    As supostas autoridades não estão nem aí para os seus direitos!

    Eles não estão nenhum um pouco preocupado se você ou alguém da sua família vai ser assassinado ou não!

    Vamos à luta, vamos remover estes militares do direito de leslisjar sobre armas de defesa, que tanto mal já fez ao cidadão de bem!

    Segue a notícia que nas eleições em 2018 pode ser colocado em votação a revogação do estatuto do desarmamento!

    Perguntem ao Lucas Silveira que sabe e acompanha tudo a respeito de manter o direito do cidadão ter o direito a se defender!:

    UOLNotícias
    Como outros países regulamentam o porte de armas de fogo.

    28/11/2017 – 09h54.

    Comissão de Constituição e Justiça do Senado analisa proposta para população decidir nas eleições de 2018 se restrição ao porte de armas no Brasil continua valendo.

    Veja como licenças são concedidas em outros países.

    A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado deverá analisar nesta quarta-feira (29/11) a proposta para realização de um plebiscito, simultaneamente às eleições de 2018, em que a população brasileira decida sobre a revogação ou não do atual Estatuto do Desarmamento, que restringe a circulação e o porte de armas de fogo e munições no país.

    As três questões seriam: deve ser assegurado o porte de armas de fogo a cidadãos que comprovem bons antecedentes e com residência em área rural?

    O Estatuto do Desarmamento deve ser revogado e substituído por uma nova lei que assegure o porte de armas de fogo a quaisquer cidadãos que preencham requisitos objetivamente definidos por lei?

    A terceira pergunta, quase idêntica, substitui apenas “porte” por “posse de armas”.

    “Posse” significa manter uma arma de fogo em casa ou no trabalho, enquanto “porte” se refere ao direito de circular armado em público.

    Caso seja aprovada pela CCJ, a proposta teria ainda que passar pelo plenário do Senado e, depois, pela Câmara dos Deputados.

    O Estatuto do Desarmamento, sancionado em 2003, proíbe o porte de armas por cidadãos do Brasil, a menos que seja comprovada efetivamente a necessidade, pelo exercício de atividade profissional de risco ou por ameaça à integridade física.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*