Arquivo do blog

Novo R-105. Ep. 05. CAC, você está convocado.

Novo R-105. Episódio 04. Nova legislação sobre armas de defesa.

Novo R-105. Episódio 03. Mensagem à Segurança Privada.

Novo R-105. Episódio 02. Mensagem para a POLÍCIA.

Novo R-105 – Episódio 01. Merda no ventilador

Magno Malta é relator do PLS 176/2011

Brasília, 19 de maio de 2016.

Senador Magno Malta (PR/ES) é o novo relator do PLS 176/2011, de autoria do Senador Cristovam Buarque (PPS/DF).

O projeto, considerado um atentado ao voto democrático, propõe passar por cima da decisão proferida pelo povo brasileiro, por meio do Referendo de 2005, e proibir totalmente a comercialização e aquisição de armas de fogo no Brasil.

Saiba mais:

Em 2005, Magno Malta defendeu o “sim” no Referendo, lutando pela proibição total das armas no Brasil e, em 2015, reiterou seu posicionamento, criticando o PL 3.722/12.

É importante e urgente que todos os brasileiros fiquem atentos para a tramitação do PLS 176/2011 e, principalmente, entrem em contato com o Senador solicitando a emissão de um relatório CONTRÁRIO à aprovação do texto.

Confiram e divulguem  os dados de contato do parlamentar:

Relator do PLS 176/2011 a partir de 19 de Maio de 2016, Sen. Magno Malta:

Magno Malta – ES ES
Bloco Moderador – PR

Período 2011-2019
Magno Malta

Dados Pessoais

Nome civil:
Magno Pereira Malta
Data de Nascimento:
16/10/1957
Naturalidade:
Macarani (BA)
Gabinete:
Senado Federal Anexo II Bloco A Ala Tancredo Neves Gabinete 57
Telefones:
(61) 3303-4161 / 5867
FAX:
(61) 3303-1656
E-mail:
magno.malta@senador.leg.br
Site pessoal:
Site pessoal (página de responsabilidade do gabinete do senador)
Escritório de apoio:
RUA CASTELO BRANCO, 723. PRAIA DA COSTA, VILA VELHA, ES. CEP:29101-485
Escritório de apoio:
AVENIDA JOSÉ FÉLIX CHEIN, 212. NOVA BRASÍLIA, CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM, ES. CEP:29101-350

Facebook: https://www.facebook.com/magnomalta/ 

 

 

 

Autor do PLS 176/2011:

Cristovam Buarque – DF DF
Bloco Parlamentar Socialismo e Democracia – PPS (Líder)

Período 2011-2019
Cristovam Buarque

Dados Pessoais

Nome civil:
Cristovam Ricardo Cavalcanti Buarque
Data de Nascimento:
20/02/1944
Naturalidade:
Recife (PE)
Gabinete:
Senado Federal Anexo II Bloco A Ala Teotônio Vilela Gabinete 10
Telefones:
(61) 3303-2281
FAX:
(61) 3303-2874
E-mail:
cristovam.buarque@senador.leg.br
Site pessoal:
Site pessoal (página de responsabilidade do gabinete do senador)

Facebook: https://www.facebook.com/Cristovam.Buarque/?fref=ts

Com o impedimento de Dilma, como fica o porte de armas?

Lucas Silveira é presidente do Instituto DEFESA

Lucas Silveira é presidente do Instituto DEFESA

Depois da vitoriosa votação pela admissibilidade do processo de impedimento contra a atual Presidente da República, Dilma Rousseff, no dia de ontem (17), o Instituto DEFESA vem recebendo uma enxurrada de questionamentos de mesmo teor:  com a queda do PT do poder, como fica a questão das armas?

Confira a breve análise de Lucas Silveira no vídeo de hoje. Leia o artigo completo »

Deputado Peninha publica perguntas e respostas sobre PL 3.722/12 em sua página

O Dep. Rogério Peninha Mendonça, autor do PL 3.722/12 que revoga o Estatuto do Desarmamento, publicou na sua página no Facebook uma série de perguntas e respostas reiteradamente feitas sobre a iniciativa.

peninha abril

Colocamos o texto aqui na íntegra e convidamos a todos a curtirem a página do Deputado Peninha no Facebook para acompanhar eventuais futuras publicações.

“Muitas pessoas me questionam diariamente sobre o andamento do PL 3722/12, de minha autoria, que revoga o Estatuto do Desarmamento e cria regras mais razoáveis para que os brasileiros honestos possam adquirir uma arma de fogo LEGALMENTE, com o objetivo de protegerem as suas vidas, suas famílias e seu patrimônio.

Nesta postagem, respondo a algumas perguntas.

QUANDO O PL VAI SER VOTADO?
Há um compromisso da Mesa Diretora da Câmara, de pautar o PL 3722 no plenário da Casa tão logo finde o processo de impeachment. É impossível, em virtude do atual momento político, votarmos o projeto antes disso.

O QUE PODE ATRASAR A VOTAÇÃO?
Faremos uma sondagem minuciosa nas bancadas, deputado por deputado, para medirmos a probabilidade de vitória. Caso não haja certeza, trabalharemos nos bastidores para reverter os votos necessários. Só quando houver garantia de vitória, o PL 3722 irá à votação. Às vezes é necessário aguardar mais alguns dias para vencermos a guerra, do que sermos derrotados e voltarmos à estaca zero.

ESTÁ SENDO FEITO TRABALHO DE BASTIDORES?
Elegemos um coordenador do PL 3722 em cada partido. Este grupo se reúne semanalmente para tratar de estratégias no intuito de aprovarmos o projeto. Cada coordenador traz para a reunião, um retrato de sua bancada. A partir daí, analisamos os votos que podem ser revertidos, quais argumentos utilizaremos, quem tem influência sobre determinado parlamentar… Nenhuma informação vaza.

SE A VOTAÇÃO FOSSE HOJE, VENCERÍAMOS?
Provavelmente não. Há uma margem de deputados indecisos acerca do tema, e que só formarão opinião a nosso contento, se houver um apelo popular muito forte. Na votação da proposta que estendia o porte de arma para auditores e analistas da Receita Federal, oficiais de Justiça, peritos criminais, auditores do Trabalho e fiscais federais agropecuários – no mês passado – saímos derrotados, mesmo que por uma margem pequena. Nosso time votou SIM. Veja o resultado:
NÃO – 55,1%
SIM – 43,4%
ABSTENÇÃO – 1,5%

QUAL O CLIMA NO SENADO?
Apesar de ser uma Casa mais governista, senadores de peso já foram contatados e asseguram que, quando Renan Calheiros deixar a presidência, há chances reais de a matéria ser aprovada. Temos muitos e bons senadores nos apoiando nos bastidores. Pelo menos oito deles já conversaram comigo para serem relatores do PL 3722.

E SE A PRESIDENTE VETAR?
Pra começar, não creio que Dilma Rousseff seja Presidente da República quando o texto for para sanção. Sobre o posicionamento de Michel Temer, não há clareza ainda. Sabemos que ele tem uma linha ideológica mais conservadora, mas nunca houve uma declaração pública a respeito do desarmamento. Em última hipótese, caso o Presidente da República vete a matéria, o Congresso Nacional pode derrubar o veto com maioria absoluta dos votos.

DERRUBADO O VETO, O PROJETO VIRA LEI?
Sim.

Amigos, sei que há mais uma infinidade de dúvidas. Espero respondê-las nos próximos dias, em outra postagem.

Seguimos firmes na luta.

Abraço forte!”

Filie-se ao Instituto DEFESA e fortaleça a luta para aprovação deste e de todos os outros projetos que assegurem a liberdade de acesso às armas.

Dep. Onyx Lorenzoni retifica MP 693 para não proibir importações

Brasília, 24 de Fevereiro de 2016.

Esclarecimentos sobre MP693 e importação de armas