Análise e teste do Revolver Taurus RT 817

Lucas Silveira em mais uma vídeo-análise. Desta vez, do revolver Taurus RT 817

Fabricante: Taurus Forjas do Brasil
Modelo: RT 817
Tipo: Revolver
Percussão: Dupla ação (Ação simples e ação dupla)
Cano: 2 polegadas
Capacidade: 7 munições
Calibre: 38 SPL (Calibre permitido)
Peso: 625 gramas
Preço médio: R$ 2.400,00


Publicado em Vídeos
92 comentários sobre “Análise e teste do Revolver Taurus RT 817
  1. Jhon disse:

    Poxa Pena que no Brasil é um saco conseguir arma de fogo.

    • Paulo Véras Simões Pires disse:

      Inicialmente, peço desculpas por opinar. Na apresentação do vídeo RT817, em duas oportunidades, me pareceu ter havido equivoco. Na primeira quanto ao municiamento do revolver com a mão esquerda o que é pouco tático.Recomendo segurar a arma com a mão esquerda, colocando os dedos anular e medio por dentro da armação. O indicador e o mínimo seguram a armação.Municia-se com a mão direita.A boca do cano virada p/baixo. Para desmuniciar ou retirar os estojos basta virar a bôca do cano para cima e pressionar a vareta do extrator com o polegar.Segundo: Aparece um atirador com os polegares cruzados ao segurar o revólver.Empunhadura pouco recomendável, até porque se ela for condicionada, no dia em que for atirar de istola o recuo do ferrolho poderá lhe retirar um pedaço do polegar.Esta situação já ocorreu em treinamento preenciado por mim. Um abraço a todos.

  2. brun o disse:

    legal esse revolver, praticamente não tem recuo, e é leve permitindo assim um disparo mais preciso.

  3. Evandro Camacho disse:

    Matéria legal e a arma é ótima, já atirei muito com uma igual. Eu tenho o porte de um Taurus RT85S 2”. Acho que é a melhor arma para defesa pessoal. Portabilidade é o item numero 1 desta ferramenta de defesa e a autonomia de 5 tiros é mais do que o suficiente para eu tentar me defender.

  4. bruxo cigano disse:

    hoje em dia continua prevalecendo os direitos dos bandidos os cidadãos de bem não tem o direito de legitima defesa…eu continuo com a seguinte opinião, ando na ilegalidade..prefiro ser julgado por sete..do que ser carregado por quatro..na Argentina se compra um 357..que usa a mesma munição do 38..e a precisão é incrivel..é uma ferramenta ótima..

  5. Nelson Korb disse:

    Por que não mostram os alvos e como foram os tiros? Eu tive um revolver de cano curto anos atrás,mas devido a isso impreciso e sem força…Prefiro de cano médio pra cima. Os da Rossi cortavam mais e eram mais precisos. Hoje só tem Taurus, e deixam para nos os refugos e munição ruim também a preços proibitivos.

    Hoje esse governo corruPTo quer nos desarmar de todas as maneiras, nem a Polícia não pode mais usar .357 Magnum, 44,45 9mm entre outros. Armas que não eram proibidas no tempo do Regime Militar.E ainda falam que era ditadura.Ditadura começou desde do Lula pra cá.Onde se gasta milhões para desarmar o povo e não se respeita referendos.Uma lástima. Parabéns a voces pela luta na qual me incluo.

  6. James disse:

    O 817 possui a armação do mod. 82 sendo um pouco maior que o modelo 85. Seria interessante um video comparando ambos os modelos (817&85). É uma excelente arma.

  7. Renato disse:

    Bela materia! Bem produzida, e boa para “desmistificar” questoes sobre a segurança e o uso de um Revolver.
    Parabens!

  8. agnaldo disse:

    muito bom

  9. nelson disse:

    e um belo revolver sou apreciador arma possuo um 38 85 s 5 tiros e idêntico a esse

  10. Antono de Oliveira Netoi disse:

    Lucas,observando o teste prático,convém advertir o Silvio,p/corrigir a empunhadura,pois se o teste tivesse sido realizado com qq pistola semi-automática,teria sido encerrado na participação dele,com ferimento no polegar!
    O objetivo do comentário é evitar acidentes,pois msm sem eles,já temos gente suficiente p/criticar o uso de armas de fogo.
    Abração!
    Neto

  11. Vagno disse:

    Parabéns pela vídeo aula. Gostaria de ver o da pistola PT 938 da Taurus. Obrigado.

  12. vanildo disse:

    Me interessa na aquisição de um …qual o valor moro em Blumenau SC

  13. kelen disse:

    ola gostaria de saber se esse modelo rt 817 aguenta muniçao +P ou +P+?

  14. Jorge Ferraz disse:

    Oi Lucas…sempre acompanho seus testes e sou seu fã, pela simplicidade como explica para leigos e experts o manejo e funcionamento das armas…
    Nunca me manifestei, mas desta vez não pude deixar passar, pois me diverti muito quando você disse, para que caso a munição falhasse, era só apertar novamente a TECLA do gatilho…
    Acho que você está passando muito tempo no computador, e menos nos stands de tiro….kkkkk abração e continue com o ótimo trabalho…

    • Lucas Silveira disse:

      Oi Jorge,

      Obrigado pelo contato. Fico feliz que esteja acompanhando e gostando dos vídeos. Já temos outros 10, aproximadamente, já gravados e aguardando unicamente a edição.

      Todavia, devo alertar, que o termo Tecla não foi usado de brincadeira e nem está errado. O gatilho é a parte toda do mecanismo. A tecla do gatilho é isso que a gente aperta pra atirar. :-)

      Um abraço!
      Unidos somos invencíveis.

      • Jorge Ferraz disse:

        Que chique ! Vivendo e aprendendo. É que eu achei estranho, porque trabalhei por 32 anos como investigador de polícia e dei muito tiro, mas nunca apertei a “tecla”….kkkkkkk Novos tempos, novas nomenclaturas…e nós temos que nos adaptar e renovar sempre. Obrigado pela atenção, pela aula, e um abração.

  15. Jakson José da Silva disse:

    Gostaria muito que fosse avalido o RT 838.

  16. John disse:

    Cara, muito bom. Seria possível obter uma dessa legalmente? Como e onde?

  17. vitor antonio estrella disse:

    pergunta: o mod taurus rt 817, suporta o cal 38+p ?

  18. ali reslan disse:

    ótima arma para defesa, na minha opiniao muito melhor do que uma pt.380, pois se ja temos poucas opçoes em calibre permitido entao o melhor é optar pelo calibre que tem o maior poder de parada , que seria o .38 spl.

  19. Valeriano disse:

    Estou numa dúvida grande.
    Pra porte velado, qual compensa mais, o RT 817 ou o RT 85s?

    Obrigado e parabéns pelos vídeos.

  20. Jhon David disse:

    Gostei muito da analise, porem vc poderia fazer um outro video comparando os dois rt 817 e rt 85 bem como mastrar agrupamentos pois temos muitos videos de analise porem 95% nao fala e mostra os agrupamento e principalmente a 10 metros…
    Parabens Lucas pelos videod

  21. Marcelle de Paula disse:

    Olá! Adquiri o revolver 817 UL, porém um colega me falou que por esse revolver ser de alumínio tem uma peça que empena conforme o uso do revolver. Estou super preocupada com isso pois eu comprei um revolver justamente por escutar muitas pessoas falando que as pistolas trepam as munições e dão muitos problemas, além da manutenção que tem que ser muito mais frequente que um revolver.
    Aguardo contato de algum colega que possa me tirar essa dúvida.

    • Pedro disse:

      Paula,

      Quanto às pistolas, realmente a “probabilidade geral” de falhas – comparadas a revolveres – é maior, mas está muito longe de ser algo como você está pensando, quando diz que “as pistolas trepam as munições e dão muitos problemas”. Muita, mas muita gente porta pistolas, sabendo que elas são confiáveis. Uma pistola que foi testada, que você sabe operar e sabe cuidar, vai ser confiável para portar.

      Não posso falar muito sobre essa questão do alumínio, pois não conheço muito. Imagino que as armas nesse material não sejam tão resistentes quanto aquelas em aço, mas é bem provável que essa diferença só vai ser percebida depois de muitos e muitos disparos. É importante salientar que arma de porte deve ser testada, mas NÃO DEVE ser usada para tiro esportivo ou treino intenso; toda e qualquer arma vai se desgastar com o uso. Veja bem, estamos falando de milhares de tiros, e não dezenas ou centenas com munição de treino na maior parte das vezes.

  22. PAULO ROBERTO disse:

    COMPANHEIRO LUCAS SILVEIRA ESTOU PENSSANDO EM ADIQUIRIR UM 817 TITANIUM ADORO MUNIÇÕES +p+ POSSO USAR NELE SEM MEDO ALGUM?OTIMO VIDEO OBRIGADO PELA ATENÇÃO!

    • luciano disse:

      Paulo: também estava interessado no 817 Ultra Lite, mas tentei comprar e inclusive entrei em contato com a Taurus hoje, e eles confirmaram que foi descontinuado a partir de 20/01/15. Por dois dias não consigo comprar eheheeh. Parece que agora a única opção é o de inox. E AÍ FICA MINHA DÚVIDA: VALE MAIS A PENA o 817 em inox OU O 889? Esse peso informado aí acima não é o do Ultra Lite?

  23. jack disse:

    Rapaziada da defesa respondam a dúvida da maioria.
    Esse revolver aguenta munição +p?

  24. adalberto disse:

    Sim. o 817 em aço inox aguenta SPL+ e SPL+P+. Todo revolver Taurus de Sete tiros e de Oito aguenta esta munição, ocorre algumas ressalvas no uso continuo em armas de armação de alumínio e outras mais antigas: posteriormente publico uma tabela da Taurus referente à carga da munição.

  25. adalberto disse:

    Sobre uso de munição. 38 +P+ em revólveres Taurus: esta munição não está prevista pelas normas da SAAMI (Estados Unidos) e CIP (Europa) e devem ser seguidas as observações abaixo quanto ao seu uso em revólveres Taurus.

    – Revólveres de 5 tiros: NÃO USAR
    – Revólveres de 6 tiros: usar somente nos fabricados a partir de 1988 (identificados com numeração alfa-numérica)
    – Revólveres de 7 tiros: pode usar em todos os modelos em aço carbono ou aço inoxidável. Não usar em revólveres com armação de alumínio e/ou tambor de titânio.
    – Revólveres de 8 tiros: pode usar em todos os modelos

    IMPORTANTE: Munições tipo +P+ geram solicitações bem acima daquelas para as quais os revólveres calibre .38 foram destinados. Assim, mesmo para modelos que suportam estas munições, o seu uso contínuo pode reduzir a durabilidade da arma.

    Sobre uso de munição. 38 +P em revólveres Taurus:
    – Revólveres de 5 tiros: usar somente em revólveres fabricados a partir de 1986 (Número de série iniciando por “F” ou posterior). Evitar o seu uso contínuo, ou muito freqüente, em revólveres com armação de alumínio e/ou tambor de titânio.
    – Revólveres de 6 tiros: usar somente em revólveres fabricados a partir de Junho/78 (Número de série maior que 1212980 ou com numeração alfa-numérica)
    – Revólveres de 7 tiros: pode usar em todos os modelos em aço carbono ou aço inoxidável. Evitar o seu uso contínuo, ou muito freqüente, em revólveres com armação de alumínio e/ou tambor de titânio.
    – Revólveres de 8 tiros: pode usar em todos os modelos.

  26. jack disse:

    Muito obrigado pela resposta Adalberto.
    Com toda certeza VC nos tirou a dúvida sobre munições + p no 817.

  27. Luciano disse:

    Acabei de comprar o RT817 inox (fev/2015), já que a Taurus me informou que não fabrica mais o modelo Ultralite. Não sou especialista e tenho pouca experiência em armamento. MAS ACHEI O RT817 SENSACIONAL! Ele é um pouco pesado (860g contra 620g do Ultralite), e um pouco maior que um RT85, mas muito portátil. O RECUO É MÍNIMO, e a PRECISÃO FANTÁSTICA para um 2″. Muito além das minhas expectativas. RECOMENDO para todos os revolveiros. Obrigado pelo vídeo, que ajudou muito na escolha. Paguei R$2.495,00 em 04 vezes.

  28. Adalberto disse:

    Boa noite, o Luciano, onde você comprou o seu 817 nesse preço? Aqui em Minas o mais em conta que encontrei foi de R$2.850,00. Esse seu preço apesar de alto ainda esta melhor.
    Parabéns pela aquisição e seja feliz. “grandes poderes exigem grandes responsabilidades.”

  29. Adalberto disse:

    Em tempo esse preço somente à vista, aqui em BH tem dele ultralite nas casas de armas.

  30. Valeriano disse:

    Eu tinha visto falar que o 817 inox que tinha sido descontinuada sua fabricação. No site da Taurus não tem mais o 817 inox.
    Alguém sabe qual o modelo do 817 saiu de fabricação.
    Grato…

  31. Guiomar disse:

    Afinal, qual Revolver 817 saiu de linha? O Inox ou o Ultralite?
    Pois olho no site da taurus, o que não tem mais em catalago é o inox…
    Aqui em Goiânia encontrei um inox em estoque e o comprei por R$ 2755,00.
    O vendedor me disse q o 817 inox tinha sido descontinuado desde dezembro de 2014…

  32. luciano disse:

    Pessoal: segue email enviado pela TAURUS quando questionei sobre o RT817. Na época, eles disseram que iriam atualizar o site.

    Sr. Luciano,

    Sim, a RT817 UL, foi descontinuada desde o dia 20/01/2015.
    Está sendo providenciado a retirada do site e dos catálogos.

    Agradecemos o seu contato.

    Atenciosamente

    Paula Cavalheiro
    Respondendo por:
    Eliz Regina Maldonado
    Marketing
    SAC
    http://www.taurus.com.br

  33. Valeriano disse:

    A empunhadura (cabo) do RT 817 Ultralight serve no RT 817 Inox ?

  34. Adalberto disse:

    Olha, o cabo do 817 inox é um pouco peculiar, ele tem um parafuso único embaixo para fixação: o ultralite que eu vi tinha um parafuso central como o convencional; deveria ver na loja especializada essa possibilidade. Mas o cabo do ultralite não aguenta óleo em excesso. Caso isso ocorra o cabo(coronha) derrete, fica melando,perde aqueles fios de borracha que aderem e facilitam a empunhadura e ficam solidas e quebradiças como plastico. Principalmente com o Wite-Lub.

  35. George Lacerda disse:

    Olá!

    Sou militar e possuo uma IMBEL .40SC MD2 (“XODÓ) e uma TAURUS PT 138 PRO MILLENNIUM no Calibre .380ACP. Estou comprando mais uma arma (tem que ser em calibre de Uso Permitido) e estou em dúvida se vou pelo Calibre diferente e mais potente do Revólver .38SPL (o modelo seria o “Snub” RT 817, com Capacidade para 7 tiros e uso indicado de munições +P+) ou pela maior Capacidade e, no caso de falha/quebra, a Intercambiabilidade da munição de outra Pistola .380ACP (no caso, o modelo PT 938), ambos das Forjas Taurus.

    Alguém poderia me ajudar com sua opinião?!

    Desde já agradeço a atenção.

    Att,
    George Lacerda.

    • Felipe disse:

      As duas armas que queres comprar são boas e registram poucos históricos de problemas na linha dos produtos taurus. A 938 é a melhor plataforma de pistola da taurus em .380. A linha 900 da taurus é muito boa. A 940, 938… O revólver 817 só ganha da pistola 938 na portabilidade. A 938 ainda é “gordinha” pra porte velado. Mas já que VC é militar e não tem esse problema, a autonomia de 19+1 compensa.
      Essa é minha opinião: se quiser porte velado, leve o rt817. Se puder portar sem preocupação de demonstrar um pouco de volume, pegue a rt938.

    • Wederson disse:

      Ola George ,devo lhe aconselhar o rt 817 pois um otima arma ,pouco recuo e sem contar a incrivel precisao da mira ,muito confiavel ,cabo se modela na mao e muito confortavel a portabilidade !!!

  36. Wagner Porfirio disse:

    Gostaria de saber se esse revolver tem a mesma potência de outro 38, tipo o de 8 tiros por exemplo?

    • Felipe disse:

      O que influência na “potência” do disparo é o comprimento do cano da arma e a munição utilizada. Veja o canal do defesa.org e do Alexandre Lima no YouTube.

  37. Anderson Zancanaro disse:

    estou na duvida entre um rt88 pelo porte mas pouca munição ou rt838 devido mais munição mas o tamanho de 4″ ou a pt 838 por ter menos recuo ser mais rápida numa cadencia de tiro e mais munição

  38. Anderson Zancanaro disse:

    gostaria que fabricassem rt817 em 3″ ou rt838 em 3″

  39. Vinicius disse:

    Tenho uma dúvida, o RT817 também é fabricado com armação de aço? Gostaria de adquirir um, mas só se existir um modelo todo em aço.

    • Cristiano disse:

      Olá Vinicius, posso afirmar a você que o RT 817 Inox é fabricado todo em aço inox (inclusive o gatilho e o cão). Eu fiz um teste com imã de geladeira no meu… kkk. Também tinha essa dúvida, pois o site da Taurus é muito “porco” e tem algumas lojas ai na net que seguem o mesmo caminho!
      Um abraço!

  40. Daniel disse:

    Bom noite pessoal,
    Possuo um revólver RT 85 UL TITANIUM. Li e ouvi vários comentários a respeito de sua fragilidade devido ao fato de não ser robusto quanto ao de aço. Adquiri a arma a 4 meses e tenho aproximadamente uns 400 disparos com ele. Estou satisfeito com o desempenho dele, um revólver preciso mesmo por só ter 2″ de cano e até agora não apresentou problema algum. Gostaria da ajuda dos caros colegas que possuam revólveres Ultralite há mais tempo que eu e com mais disparos efetuados para que possamos juntos tentar dismificar esse mito e até amenizar possível problemas. Agradeço a todos e que Deus os abençoem!

  41. MARCELO disse:

    Sou Policial Civil e uso em serviço uma .40 24/7 Police e estava pensando em pegar para backup esse revolver 817 de 7 tiros para usar na perna, velado. Pensava em usar exatamente com a munição +p+ mas pelo que o pessoal falou não é aconselhado, entao qual seria a arma utilizada de uso permitido para backup?

    Lembrando que ja possuo essa minha arma .40 da instituição e antes que muitos falem, ela nunca me deixou na mão. Ja dei uns 100 tiros em stand e o unico falhamento que ela apresentou foi do ferrolho nao fechar todo, mas nada demais levando em consideração que estava atirando com munição recarregável e só bastava uma “tapinha” para fechar.

  42. Cristiano souza disse:

    Prezados, boa tarde!!!
    Marcelo, releia as especificações sobre as munições, que nao é o que você colovou do rt817 nao. O rt 817 suporta sim as munições +p+.

  43. Cristiano souza disse:

    A armação e o tambor do rt 817 é o mesmo usado para os calibres 357, só muda a profundidade dos furos do tambor(o 357 é mais comprido)

  44. Germano de Oliveira disse:

    Olá pessoal sou um grande admirador do site e dos vídeos. Pessoal sou policial civil em Minas, e estou querendo comprar uma arma para backup quero um 38 em 2″ ai vai a minha grande dúvida. Estou entre o rt817 e o rt85s, com preferência pelo de sete tiros, mas como moro no interior e não tenho como comparar los gostaria de saber sobre a diferenca de tamanho entre eles, se é possível portar o rt817 no tornozelo? Obrigado pessoal.

  45. Luciezio disse:

    Bom dia, gostaria de saber se o revólver 38 rt 817 inox se o gatilho e o mesmo material, ou seja se ele e de inox também?desde já lhes agradeço pela atenção

  46. Michael disse:

    Gostei mt do video sua um apreciador de revólver tenho um 817 7 tiros de alumínio excelente arma gostaria de saber se realmente aguenta +p +p+ desde ja obrigado.

  47. bruno disse:

    alguem sabe me dizer, se a pistola mesmo com calibre 380 no caso 638, seria melhor, os dois poussi vantagem e desvantagens, no caso do revolver é a recarga, o adilson é atirador, mas nota-se demora na recarga isso é normal, agora uma pistola se voce tem 2 carregadores, somente solta um e carrega outro, mas desvantagem é as panes.

    uma pergunta fora do assunto: alguem sabe o valor total (tirando valor da arma) documentação para comprar um revolver ou pistola ? é necessário ter o CR ?

  48. Carlos Dente disse:

    Tenho uma dúvida técnica sobre o Taurus RT 817, e agradeceria se alguém pudesse me ajudar: nesta matéria, bem como em alguns folders da Taurus, o peso deste revólver é indicado como 625g, porém, no site do fabricante, consta 846g (http://www.taurusarmas.com.br/assets/files/content/products/rt_817_port_09-2015.pdf). Alguém saberia me indicar o peso correto?

    Não pude manejá-lo, ainda, diferente dos modelos RT 85S e PT 638 PRO, que me agradaram bastante pela leveza. Se o RT 817 ficar nesta faixa de peso de “seiscentos e poucos”, seria ideal para mim.

    Desde já, agradeço!

    Post-Scriptum: a Taurus aparentemente descontinuou a produção do RT 817 UL (ultra-lite) há algum tempo.

    • Cristiano disse:

      Olá Carlos, respondendo a sua dúvida quanto ao peso do RT 817 Inox, posso dizer que ele pesa em torno de 830 gramas descarregado e por volta de 936 gramas com carga total. Comprei e pesei o meu, pois também tinha essa dúvida.Se observar, até o pessoal aqui do site Defesa.org caiu no erro, pois colocaram “Peso: 625 gramas” na descrição da arma. O site da Taurus deixa muito a desejar, lá ainda constam várias informações erradas do modelo mencionado. Inclusive, consta que o RT 817 Inox tem armação em alumínio…
      Se é inox como pode ser armação de alumínio? Posso afirmar que a arma é toda em aço inox (inclusive gatilho e cão)! Fiz teste com imã de geladeira, kkk, pois eu gosto de armas feitas de aço.
      Creio eu, que estavam se referindo, no site, ao peso do modelo Ultra light (625 gramas)que parece que foi descontinuado…
      Quanto a portabilidade, posso dizer que é excelente! Não incomoda em nada o peso. E na cintura, no porte velado, ele some! No tornozelo ainda não testei, mas pelo tamanho da arma, acredito que não tenha problemas…
      Um abraço!

  49. Antonio Marcos Teotonio Junior disse:

    Lucas boa tarde sou acompanho os videos do defesa.org.
    Sou fã do trabalho de vocês. Estou tentando tirar meu porte. e me espelho muito no trabalho do Defesa.Org. Um Forte abraço à todos e Feliz Ano Novo. Unidos somos Invenciveis.

  50. Neto disse:

    Bom dia.

    Estou escrevendo pra ver se alguém pode responder uma dúvida. Soube que o revolver rt838 tem sérios problemas com o tambor, que começa a travar depois dos 2000 disparos devido ao seu tamanho muito grande e à fragilidade do sistema que o rotaciona a cada disparo (por isso desisti de comprá-lo), gostaria de saber se no caso do rt817 ocorre o mesmo, pois o tambor de 7 tiros também é bem grande.

    Desde já obrigado e parabéns pelo excelente trabalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*