Votos pelo direito ao porte de armas batem recorde no Senado

O Portal E-Cidadania – Ideias Legislativas

ecid

Neste espaço todo cidadão tem a possibilidade de contribuir com a função legislativa do Senado. Aproveite e proponha a criação de uma nova lei para o nosso país.

Se a sua ideia for aprovada pelas outras pessoas e receber a quantidade de apoios necessários, ela será avaliada pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa e poderá tramitar formalmente no Senado.

Em 18 de Fevereiro de 2014, um dos membros do Instituto DEFESA formalizou nesta Casa o pedido do direito de porte de armas ao brasileiro.

A ideia legislativa permanecerá publicada no portal e-Cidadania por até quatro meses para receber o apoio de outros cidadãos. A Ideia que receber 20.000 (vinte mil) apoios durante seu prazo de publicidade será remetida, pelo Presidente do Senado, à Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), a fim de ser apreciada pelos Senadores. É importante destacar, pois, que se trata de proposta de projeto de lei ou de emenda à constituição. Ficará a juízo dos Senadores a conversão da ideia em proposição, bem como sua posterior aprovação ou rejeição.
Se, no decorrer do período, a ideia legislativa não alcançar a quantidade de apoios necessários, a proposta será automaticamente encerrada para votação, ficando disponível para consulta em área específica do portal.
As ideias legislativas remetidas à Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa também ficarão disponíveis para consulta, e você poderá consultar sua tramitação no portal de Atividade Legislativa.
Além do texto integral da ideia e do número de apoios recebidos, constará do material encaminhado à Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa, a completa identificação de seu autor.

 

Repercussão do Direito ao Porte de Armas

 

Entre todas as ideias já enviadas para o portal e-cidadania, a proposta do direito de acesso às armas foi a mais votada, em toda a história de funcionamento desta seção.

Até então, o projeto mais votado era pela redução no preço dos livros, com 2.306 apoios. Nosso projeto, no momento em que este texto é escrito, tem 16.068 apoios. Praticamente 8 vezes mais.

Ainda assim precisamos chegar aos 20.000 votos para fechar esta Campanha com chave de ouro. Se você ainda não votou, vote agora. Se já votou, convença alguém a votar também.

 

Você pode encontrar o ranking de todos os projetos neste link:

http://www12.senado.gov.br/ecidadania/principalideia 

 

Você deve votar pelo direito de porte de armas e ajudar a divulgar a ideia com esse link:

http://www.defesa.org/senado 

 


Publicado em Notícias

Warning: mysqli_num_fields() expects parameter 1 to be mysqli_result, boolean given in /home/wp_rhsrt6/defesa.org/dwp/wp-includes/wp-db.php on line 3078
122 comentários sobre “Votos pelo direito ao porte de armas batem recorde no Senado
  1. João Batista Zunstein disse:

    Perdem-se inúmeras vidas em acidentes de transito e de trabalho, mas nada é tão traumático quanto perder a vida por causa de uma lei que privilegia criminosos em detrimento de de cidadãos que levam a vida para sustentar os donos do poder e de suas concepções pseudo humanistas. As autoridades cometem o crime de imprudência, negligência e imperícia que levaria qualquer cidadão comum para a cadeia!!!

  2. carlos roberto wilchenski disse:

    sou a favor do porte de armas para todos os cidadãos de bem, porem não sou a favor da diminuição da idade de 25 para 21 anos pois tem muitos garotos desta idade de 21 anos que são descabeçados , e sou tambem a favor de portar arma dentro de nossos carros pois é uma estenção de nossas casas, e é nos carros que somos abordados por marginais, portanto , temos que ter o direito de dar o nosso cartão de visitas, a esses marginais, pois hoje o fato de vc não reagir, não siguinifica que vc vai ficar vivo, ok então não abro mão de ter o direito de me defender!!!!!!

  3. vilmar f silva disse:

    porte para todos os cidadãos de bem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*