Vítima reage a roubo e toma a arma de bandido

Rolim de Moura: O fato aconteceu na tarde de sexta-feira (28/06/2013), numa cerâmica, localizada no bairro Industrial, foi alvo de dois criminosos armados que chegaram ao estabelecimento e anunciaram o roubo, exigindo dinheiro e objetos pessoais dos funcionários.

A dupla chegou em uma motocicleta Yamaha Factor de cor preta, sendo que o garupa utilizava um capuz para esconder o rosto. Este último entrou no escritório da cerâmica e diante de ameaças e com duas armas em punho, rendeu dois funcionários exigindo alguns objetos pessoais, como corrente e celular. Depois, os trancaram em um banheiro e após pegar uma certa quantia em dinheiro saiu do local, porém acabou se deparando com o proprietário da cerâmica. Houve luta corporal. Mesmo após sofrer uma coronhada na cabeça, o proprietário conseguiu desarmar o assaltante e efetuar dois disparos contra o mesmo.

Após ser baleado, o assaltante, que foi identificado como sendo Walison Reis da Cruz, empreendeu fuga e durante o trajeto acabou dispensando uma das armas, sendo uma pistola .380. Após percorrer alguns metros, acabou caindo em um pátio de uma laminadora que fica próximo do local. Ao ver um homem ensanguentado, funcionários chamaram o Corpo de Bombeiros e Polícia Militar.

Após ser resgatado pelos bombeiros, o acusado foi encaminhado ao pronto socorro e, segundo informações, os disparos atingiram a boca e o tórax e seu estado clínico, aparentemente é grave.

O outro assaltante que estava esperando pelo lado de fora, conseguiu fugir.

Extraído de http://www.vilhenanoticias.com.br/materias/news_popup.php?id=12620


Publicado em Reação armada
2 comentários sobre “Vítima reage a roubo e toma a arma de bandido
  1. João Antonio Carvalho disse:

    Excelente trabalho e superando o medo e a falta de treinamento, vocês surpreende explicando que é possível SIM reagir, desde que tenha conhecimento básico de armas e direção (pontaria) além de uma boa dose de coragem.
    Parabéns.
    João

  2. Manoel F, Inacio disse:

    Gostei do tema sobre as armas de uso restrito e não restrito.
    O aparato policial brasileiro é muito competente, competente ou pouco competente no combate a violência? Se é tão competente como afirmam seus comandantes, por que o crime cada dia aumenta mais? Programas de TVs como o brasilurgente, cidadealerta e outros como policia 24 horas e operação de risco, comtribuem para a segurança?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*