Resposta o Exmo. Sr. Gen Theophilo sobre críticas a portaria 28

O Exmo. Sr. General Theophilo, chefe do COLOG e responsável pelas maiores restrições a armas do Brasil não gostou das críticas relacionadas ao serviço prestado pelo Exército Brasileiro acerca do tema.
Em sua página no Facebook, o militar acusou o presidente do Instituto Defesa, Lucas Silveira, de desconhecer a legislação e de ter sido rude no tratamento.
Pedimos ajuda ao Sr. Dr. André Perretti para nos explicar a melhor hermenêutica da legislação, com boa educação e notório conhecimento jurídico Confira.
Lattes: http://lattes.cnpq.br/1364394215631787


Publicado em Vídeos
2 comentários sobre “Resposta o Exmo. Sr. Gen Theophilo sobre críticas a portaria 28
  1. Claudio Guimarães disse:

    Olá, acabei de assistir ao vídeo e sinceramente a coisa mais clara que obtive dele é que as portarias, leis e etc… são extremamente complexas e cheias de ressalvas…
    Se eu sou um CAC e for ao meu estande de tiro posso levar uma arma de calibre restrito – devidamente registrada – carregada e alimentada, na cintura até o meu destino e retorno ao meu local de guarda ?
    Se na hipótese acima eu decidir ir ao posto de gasolina a 3 quadras de distância fora de meu trajeto, já posso ser punido por porte ilegal ?
    Claramente estou considerando o rigor e interpretação plena da lei do desarmamento com a portaria 28 incluída.
    Se entendi bem, como estão as coisas e, se eu não quiser arriscar minha liberdade, o melhor é desmuniciar, desmontar e trancar a arma no porta malas no trajeto ao estande ?
    Desculpe minha dificuldade de entendimento e agradeço desde já a gentileza de uma ajuda ao entendimento deste artigo.
    Parabéns a todos aqui, vocês são um exemplo de cidadania.
    Muito obrigado.

  2. Paulo Andrade disse:

    • DEPUTADO ROGERIO MENDONÇA PENINHA

    ✓ O Brasil registrou em 2014 o maior número absoluto de assassinatos e a taxa mais alta de homicídios desde 1980.

    ✓ Foram 59.681 mortes. O Brasil é o país com o maior número de homicídios do mundo! Média brasileira: 29,1 vítimas fatais para cada 100 mil habitantes – quatro vezes maior que a média mundial.

    ✓ A cada 17 horas, um policial é morto no Brasil O Brasil tem 2,8% da população mundial, mas registra 11,4% dos assassinatos.

    ✓ O Estatuto do Desarmamento, em vigor desde 2003, não reduziu o índice de homicídios. Em 2005, 60 milhões de eleitores rejeitaram o desarmamento civil.

    ✓ A voz das urnas não foi respeitada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*