Postagem decorrente de ação judicial

Prezado leitor,

Na data de 21 de março de 2016, a Companhia Brasileira de Cartuchos – CBC (CNPJ 57.494.031/0001-63), impetrou ação de Indenização por Dano Moral com valor de causa de Cem Mil Reais (R$100.000,00)  contra o Instituto DEFESA e seu presidente, Lucas Silveira, decorrente de posts considerados imprecisos por aquela companhia. O processo está registrado no Poder Judiciário do Paraná sob o número 0007130-61.2016.8.16.0001 e pode ser consultado na íntegra por quem desejar.

A empresa considerou incorretas as informações veiculadas pela Campanha do Armamento e por Lucas Silveira, que afirmavam que 1) “a CBC trabalha para que você não possa comprar uma Glock G25, e seja obrigado a adquirir uma ‘similar nacional'”; 2) “um produto CBC seria menos confiável para defesa pessoal do que um paralelepípedo” e 3) comparação do jogo “Monopoly” com a política administrativa da empresa autora desta ação.

Em atendimento a obrigação legal decorrente desta ação, reproduzimos abaixo a seguinte nota de esclarecimento, a quem interessar possa:

 

Nota de Esclarecimento

 

Nos dias 23.12.2015, 01.02.2016 e 02.02.2016 divulgamos publicações envolvendo a empresa CBC – Companhia Brasileira de Cartuchos.

 

Contudo, diante de alguns esclarecimentos que nos foram prestados, nos foi dado conhecimento de que as veiculações podem ter contido alguns equívocos.

 

Reafirmando nosso compromisso de prestar informações corretas ao público, compartilhamos os seguintes esclarecimentos:

 

– A definição da política de importação de munições, armamentos e acessórios bélicos e a regulamentação de sua venda no mercado nacional é definida exclusivamente pelo Ministério da Defesa, especificamente pela DFPC – Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados do Exército Brasileiro, nos moldes do Decreto nº 6.7013/2008. Ou seja, a regulamentação do setor cabe a órgãos governamentais e, diante da importância estratégica deste mercado, é o Ministério da Defesa quem credencia as chamadas EED (Empresas Estratégicas de Defesa), sujeitas a intensa fiscalização – entre as quais, a CBC.

 

– A CBC fabrica única e exclusivamente armas longas (rifles, carabinas de pressão e armas com canos entre 14 e 24 polegadas de comprimento), voltadas especialmente para caça, pecuária e tiro esportivo. A CBC não fabrica armas curtas.

 

– A CBC informou que atua com Certificação de Qualidade Internacional ISO9001 há mais de 15 (quinze anos) e mantém modernos laboratórios balísticos e centros de pesquisa voltados para o desenvolvimento de novos produtos e ensaios de qualidade.

 

 


Publicado em Notícias
2 comentários sobre “Postagem decorrente de ação judicial
  1. thiago disse:

    e so fazer os testes com as municoes desta empresa com municoes importadas , e tmbm os coletes balisticos.

  2. Cosme Mendes de Almeida disse:

    Acho que todo MUNDO direito, correto, com residência fixa e sem nenhum problema com a justiça, tem que ter direito a uma arma para se defender e a sua família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Próximos eventos
  1. Curso de Estudos de Política e Estratégia – CEPE – Paraná

    março 13 @ 8:00 - julho 31 @ 17:00
  2. Kalis Ilustrissimo no Brasil!

    setembro 16 @ 8:00 - setembro 17 @ 17:00