PL 3.722/12 precisa ser aprovado na Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional (CREDN)

PL 3.722/12, que revoga o Estatuto do Desarmamento, ainda está em debate na CREDN. Entre em contato com os membros da comissão e solicite a aprovação conforme o texto original.

Confira a lista dos membros da CREDN, que têm o poder de votar a favor ou contra a aprovação do Projeto de Lei. Não deixe de entrar em contato com cada um deles.

Ao final deste artigo você encontra apenas os endereços de e-mail, que poderão ser recortados e colados em seu editor de e-mail.

Membros titulares

Foto Nome Partido Email Posição
Alfredo Sirkis PV/RJ dep.alfredosirkis@camara.leg.br Indeterminado
Antonio Carlos Mendes Thame PSDB/SP dep.antoniocarlosmendesthame@camara.leg.br Indeterminado
Átila Lins PSD/AM dep.atilalins@camara.leg.br Indeterminado
Carlos Alberto Leréia PSDB/GO dep.carlosalbertolereia@camara.leg.br Contra nós
Carlos Zarattini PT/SP dep.carloszarattini@camara.leg.br Indeterminado
Claudio Cajado DEM/BA dep.claudiocajado@camara.leg.br A nosso favor
Damião Feliciano PDT/PB dep.damiaofeliciano@camara.leg.br Indeterminado
Dr. Luiz Fernando PSD/AM dep.dr.luizfernando@camara.leg.br Indeterminado
Eduardo Azeredo PSDB/MG dep.eduardoazeredo@camara.leg.br Contra nós
Elcione Barbalho PMDB/PA dep.elcionebarbalho@camara.leg.br Contra nós
Emanuel Fernandes PSDB/SP dep.emanuelfernandes@camara.leg.br Indeterminado
Geraldo Thadeu PSD/MG dep.geraldothadeu@camara.leg.br Indeterminado
Gonzaga Patriota PSB/PE dep.gonzagapatriota@camara.leg.br Indeterminado
Henrique Fontana PT/RS dep.henriquefontana@camara.leg.br Indeterminado
Hugo Napoleão PSD/PI dep.hugonapoleao@camara.leg.br Indeterminado
Íris De Araújo PMDB/GO dep.irisdearaujo@camara.leg.br Indeterminado
Jair Bolsonaro PP/RJ dep.jairbolsonaro@camara.leg.br A nosso favor
Janete Rocha Pietá PT/SP dep.janeterochapieta@camara.leg.br Indeterminado
Jaqueline Roriz PMN/DF dep.jaquelineroriz@camara.leg.br Indeterminado
Jefferson Campos PSD/SP dep.jeffersoncampos@camara.leg.br Indeterminado
Josias Gomes PT/BA dep.josiasgomes@camara.leg.br Indeterminado
Márcio Marinho PRB/BA dep.marciomarinho@camara.leg.br Indeterminado
Marco Maia PT/RS dep.marcomaia@camara.leg.br Indeterminado
Nelson Marquezelli PTB/SP dep.nelsonmarquezelli@camara.leg.br Indeterminado
Nelson Pellegrino PT/BA dep.nelsonpellegrino@camara.leg.br Indeterminado
Perpétua Almeida PCdoB/AC dep.perpetuaalmeida@camara.leg.br Contra nós
Roberto De Lucena PV/SP dep.robertodelucena@camara.leg.br Indeterminado
Urzeni Rocha PSD/RR dep.urzenirocha@camara.leg.br Indeterminado
Vitor Paulo PRB/RJ dep.vitorpaulo@camara.leg.br Indeterminado
Walter Feldman PSDB/SP dep.walterfeldman@camara.leg.br Indeterminado
Zequinha Marinho PSC/PA dep.zequinhamarinho@camara.leg.br Indeterminado

Membros suplentes

Foto Nome Partido Email Posição
Antonio Brito PTB/BA dep.antoniobrito@camara.leg.br Indeterminado
Arnaldo Jardim PPS/SP dep.arnaldojardim@camara.leg.br Indeterminado
Arnon Bezerra PTB/CE dep.arnonbezerra@camara.leg.br Indeterminado
Benedita Da Silva PT/RJ dep.beneditadasilva@camara.leg.br Indeterminado
Cândido Vaccarezza PT/SP dep.candidovaccarezza@camara.leg.br Contra nós
Devanir Ribeiro PT/SP dep.devanirribeiro@camara.leg.br Indeterminado
Dr. Rosinha PT/PR dep.dr.rosinha@camara.leg.br Contra nós
Edson Ezequiel PMDB/RJ dep.edsonezequiel@camara.leg.br Indeterminado
Fabio Reis PMDB/SE dep.fabioreis@camara.leg.br Indeterminado
Fábio Souto DEM/BA dep.fabiosouto@camara.leg.br Indeterminado
Geraldo Resende PMDB/MS dep.geraldoresende@camara.leg.br Contra nós
Iara Bernardi PT/SP dep.iarabernardi@camara.leg.br Indeterminado
Ivan Valente PSOL/SP dep.ivanvalente@camara.leg.br Indeterminado
João Ananias PCdoB/CE dep.joaoananias@camara.leg.br Contra nós
Lelo Coimbra PMDB/ES dep.lelocoimbra@camara.leg.br Indeterminado
Leonardo Gadelha PSC/PB dep.leonardogadelha@camara.leg.br Indeterminado
Luiz Alberto PT/BA dep.luizalberto@camara.leg.br Indeterminado
Marcelo Aguiar DEM/SP dep.marceloaguiar@camara.leg.br Indeterminado
Mendonça Filho DEM/PE dep.mendoncafilho@camara.leg.br Indeterminado
Nilson Pinto PSDB/PA dep.nilsonpinto@camara.leg.br Indeterminado
Osvaldo Reis PMDB/TO dep.osvaldoreis@camara.leg.br Indeterminado
Paes Landim PTB/PI dep.paeslandim@camara.leg.br Indeterminado
Pedro Novais PMDB/MA dep.pedronovais@camara.leg.br Indeterminado
Raul Henry PMDB/PE dep.raulhenry@camara.leg.br Contra nós
Raul Lima PP/RR dep.raullima@camara.leg.br Indeterminado
Renato Molling PP/RS dep.renatomolling@camara.leg.br Indeterminado
Rodrigo De Castro PSDB/MG dep.rodrigodecastro@camara.leg.br Indeterminado
Rubens Bueno PPS/PR dep.rubensbueno@camara.leg.br Contra nós
Vicente Arruda PROS/CE dep.vicentearruda@camara.leg.br Indeterminado
Vieira Da Cunha PDT/RS dep.vieiradacunha@camara.leg.br Indeterminado

Informações sobre a Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional (CREDN)

A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional é uma das 20 comissões permanentes da Câmara dos Deputados, que têm entre suas funções precípuas a elaboração das leis e o acompanhamento das ações administrativas no âmbito do Poder Executivo. Além dessas funções, as Comissões promovem, também, debates e discussões com a participação da sociedade em geral, sobre todos os temas ou assuntos de seu interesse.

A Comissão foi criada por Resolução, em 15 de setembro de 1936, com a denominação de “Diplomacia e Tratados” – Art. 25, alínea 4ª, do Regimento Interno da Câmara dos Deputados.

Em 5 de setembro de 1947, teve a denominação alterada pelo Regimento Interno da Câmara dos Deputados, passando a chamar-se “Diplomacia” – Resolução nº 10, art.20, inciso III.

A Resolução nº 115, de 12 de novembro de 1957, deu nova denominação à Comissão de Diplomacia, que passou a se chamar “Comissão de Relações Exteriores”.

Por fim, com a Resolução nº 15, de 1996, passou a denominar-se “Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional” – art. 32, inciso XI.

Nos termos do Regimento Interno da Câmara dos Deputados, compete à Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional apreciar matérias referentes aos seguintes campos temáticos ou áreas de atividade:

a) relações diplomáticas e consulares, econômicas e comerciais, culturais e científicas com outros países; relações com entidades internacionais multilaterais e regionais;

b) política externa brasileira; serviço exterior brasileiro;

c) tratados, atos, acordos e convênios internacionais e demais instrumentos de política externa;

d) direito internacional público; ordem jurídica internacional; nacionalidade; cidadania e naturalização; regime jurídico dos estrangeiros; emigração e imigração;

e) autorização para o Presidente ou o Vice-Presidente da República ausentar-se do território nacional;

f) política de defesa nacional; estudos estratégicos e atividades de informação e contra-informação;

g) Forças Armadas e Auxiliares; administração pública militar; serviço militar e prestação civil alternativa; passagem de forças estrangeiras e sua permanência no território nacional; envio de tropas para o exterior;

h) assuntos atinentes à faixa de fronteira e áreas consideradas indispensáveis à defesa nacional;

i) direito militar e legislação de defesa nacional; direito marítimo, aeronáutico e espacial;

j) litígios internacionais; declaração de guerra; condições de armistício ou de paz; requisições civis e militares em caso de iminente perigo e em tempo de guerra;

m) outros assuntos pertinentes ao seu campo temático;

Mesa

Foto Nome Partido Ocupação na mesa Email Posição
Nelson Pellegrino PT/BA Presidente dep.nelsonpellegrino@camara.leg.br Indeterminado
Perpétua Almeida PCdoB/AC 1º Vice-presidente dep.perpetuaalmeida@camara.leg.br Contra nós
Íris De Araújo PMDB/GO 2º Vice-presidente dep.irisdearaujo@camara.leg.br Indeterminado
Eduardo Azeredo PSDB/MG 3º Vice-presidente dep.eduardoazeredo@camara.leg.br Contra nós

Distribuição dos partidos

Membros Titulares

Partido Quantidade Percentual
PSD 6
19%
PT 6
19%
PSDB 5
16%
PV 2
6%
PMDB 2
6%
PRB 2
6%
PSB 1
3%
PTB 1
3%
DEM 1
3%
PP 1
3%
PCdoB 1
3%
PDT 1
3%
PMN 1
3%
PSC 1
3%

Membros Suplentes

Partido Quantidade Percentual
PMDB 7
23%
PT 6
20%
PTB 3
10%
DEM 3
10%
PSDB 2
7%
PPS 2
7%
PP 2
7%
PSC 1
3%
PDT 1
3%
PSOL 1
3%
PCdoB 1
3%
PROS 1
3%

E-mails

Titulares

dep.alfredosirkis@camara.leg.br,
dep.jairbolsonaro@camara.leg.br,
dep.janeterochapieta@camara.leg.br,
dep.jaquelineroriz@camara.leg.br,
dep.jeffersoncampos@camara.leg.br,
dep.josiasgomes@camara.leg.br,
dep.marciomarinho@camara.leg.br,
dep.marcomaia@camara.leg.br,
dep.nelsonmarquezelli@camara.leg.br,
dep.robertodelucena@camara.leg.br,
dep.urzenirocha@camara.leg.br,
dep.vitorpaulo@camara.leg.br,
dep.walterfeldman@camara.leg.br,
dep.zequinhamarinho@camara.leg.br,
dep.hugonapoleao@camara.leg.br,
dep.henriquefontana@camara.leg.br,
dep.antoniocarlosmendesthame@camara.leg.br,
dep.atilalins@camara.leg.br,
dep.carlosalbertolereia@camara.leg.br,
dep.carloszarattini@camara.leg.br,
dep.claudiocajado@camara.leg.br,
dep.damiaofeliciano@camara.leg.br,
dep.dr.luizfernando@camara.leg.br,
dep.elcionebarbalho@camara.leg.br,
dep.emanuelfernandes@camara.leg.br,
dep.geraldothadeu@camara.leg.br,
dep.gonzagapatriota@camara.leg.br,
dep.nelsonpellegrino@camara.leg.br,
dep.perpetuaalmeida@camara.leg.br,
dep.irisdearaujo@camara.leg.br,
dep.eduardoazeredo@camara.leg.br

Suplentes

dep.antoniobrito@camara.leg.br,
dep.luizalberto@camara.leg.br,
dep.marceloaguiar@camara.leg.br,
dep.mendoncafilho@camara.leg.br,
dep.nilsonpinto@camara.leg.br,
dep.osvaldoreis@camara.leg.br,
dep.paeslandim@camara.leg.br,
dep.pedronovais@camara.leg.br,
dep.raulhenry@camara.leg.br,
dep.raullima@camara.leg.br,
dep.renatomolling@camara.leg.br,
dep.rodrigodecastro@camara.leg.br,
dep.rubensbueno@camara.leg.br,
dep.vicentearruda@camara.leg.br,
dep.leonardogadelha@camara.leg.br,
dep.lelocoimbra@camara.leg.br,
dep.arnaldojardim@camara.leg.br,
dep.arnonbezerra@camara.leg.br,
dep.beneditadasilva@camara.leg.br,
dep.candidovaccarezza@camara.leg.br,
dep.devanirribeiro@camara.leg.br,
dep.dr.rosinha@camara.leg.br,
dep.edsonezequiel@camara.leg.br,
dep.fabioreis@camara.leg.br,
dep.fabiosouto@camara.leg.br,
dep.geraldoresende@camara.leg.br,
dep.iarabernardi@camara.leg.br,
dep.ivanvalente@camara.leg.br,
dep.joaoananias@camara.leg.br,
dep.vieiradacunha@camara.leg.br

Publicado em Projetos de lei em tramitação
46 comentários sobre “PL 3.722/12 precisa ser aprovado na Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional (CREDN)
  1. felipe bevilacqua disse:

    Segue conteúdo e destinatarios (todos os deputados citados):

    Prezado(a) Deputado(a), venho por meio deste email demonstrar meu APOIO e confiança no PL 3.722/12.
    Vossa Senhoria como representante da vontade e do poder que emana do POVO ( pelo menos é assim que deveria ser), Deve votar a favor desse Projeto de LEI , sem alterar seu código original. O povo já sofre a 10 anos, com este ‘Estatuto do Desarmamento’, que foi entubado goela abaixo da sociedade brasileira. Sociedade esta, que em consulta feita pelo ESTADO no REFERENDO, votou a favor da comercialização de armas de FOGO.
    É público e notório que as armas da criminalidade não vem dos cidadãos comuns. Bandido utiliza armamento pesado, Fuzis SEMI-AUTO, AUTO de grosso calibre, pistolas de calibre restrito das forças armadas.

    O ESTADO BRASILEIRO, não tem como desarmar a Criminalidade. Deixar o cidadão comum desarmado a força é uma barbárie.
    O Emprego de Legitima Defesa, está na Constituição, é direito SAGRADO, é inclusive Bíblico.

    Tenho a confiança de que Vossa Senhoria, terá discernimento para AJUDAR que a vontade do POVO, seja concretizada.

    Obrigado. Tenha uma boa semana.

    dep.carloszarattini@camara.leg.br,dep.henriquefontana@camara.leg.br,dep.janeterochapieta@camara.leg.br,dep.josiasgomes@camara.leg.br,dep.marcomaia@camara.leg.br,dep.nelsonpellegrino@camara.leg.br,dep.elcionebarbalho@camara.leg.br,dep.irisdearaujo@camara.leg.br,dep.antoniocarlosmendesthame@camara.leg.br,dep.carlosalbertolereia@camara.leg.br,dep.eduardoazeredo@camara.leg.br,dep.emanuelfernandes@camara.leg.br,dep.atilalins@camara.leg.br,dep.dr.luizfernando@camara.leg.br,dep.geraldothadeu@camara.leg.br,dep.hugonapoleao@camara.leg.br,dep.jeffersoncampos@camara.leg.br,dep.urzenirocha@camara.leg.br,dep.jairbolsonaro@camara.leg.br,dep.alfredosirkis@camara.leg.br,dep.gonzagapatriota@camara.leg.br,dep.walterfeldman@camara.leg.br,dep.claudiocajado@camara.leg.br,dep.damiaofeliciano@camara.leg.br,dep.nelsonmarquezelli@camara.leg.br,dep.robertodelucena@camara.leg.br,dep.zequinhamarinho@camara.leg.br,dep.perpetuaalmeida@camara.leg.br,dep.marciomarinho@camara.leg.br,dep.vitorpaulo@camara.leg.br,dep.jaquelineroriz@camara.leg.br,dep.beneditadasilva@camara.leg.br,dep.candidovaccarezza@camara.leg.br,dep.devanirribeiro@camara.leg.br,dep.dr.rosinha@camara.leg.br,dep.iarabernardi@camara.leg.br,dep.luizalberto@camara.leg.br,dep.edsonezequiel@camara.leg.br,dep.fabioreis@camara.leg.br,dep.geraldoresende@camara.leg.br,dep.lelocoimbra@camara.leg.br,dep.osvaldoreis@camara.leg.br,dep.pedronovais@camara.leg.br,dep.raulhenry@camara.leg.br,dep.luizcarloshauly@camara.leg.br,dep.nilsonpinto@camara.leg.br,dep.rodrigodecastro@camara.leg.br,dep.raullima@camara.leg.br,dep.renatomolling@camara.leg.br,dep.fabiosouto@camara.leg.br,dep.marceloaguiar@camara.leg.br,dep.mendoncafilho@camara.leg.br,dep.vieiradacunha@camara.leg.br,dep.antoniobrito@camara.leg.br,dep.arnonbezerra@camara.leg.br,dep.paeslandim@camara.leg.br,dep.arnaldojardim@camara.leg.br,dep.rubensbueno@camara.leg.br,dep.leonardogadelha@camara.leg.br,dep.joaoananias@camara.leg.br,dep.vicentearruda@camara.leg.br,dep.ivanvalente@camara.leg.br

  2. Henrique Marcelo Biasoli disse:

    Senhores deputados, o cidadão de bem tem o DIREITO de pois arma de fogo. Somente em países com regimes de ditadura este direito e cerceado. Todo cidadão tem o direito e o dever de defender a sua vida e dos seu familiares.

  3. Jose roberto longo filho disse:

    espero que os políticos votem a favor desse Projeto de LEI o mais rápido possível pois não podemos ficar a mercê dos criminosos se nenhuma defesa

  4. Leonardo disse:

    Fiz a minha contribuição, mandei esse email a todos os deputados citados.

    Venho através deste email demonstrar meu APOIO e confiança no PL 3.722/12.

    Gostaria de pedir, que não nos deixe a mercê de bandidos e ladrões, pois é com muito suor de nosso trabalho que conquistamos nossos bens e principalmente nossa família, infelizmente não tenho poder aquisitivo para manter uma segurança privada. Moro sozinho no interior, na cidade de Caçador – SC, e já tivemos muitos casos de pessoas que morreram por não poder ter uma arma em mãos, mesmo sem reação nenhuma das vítimas eles as executaram a sangue frio, o que prova que o estatuto do desarmamento só serve para desarmar o cidadão de bem, e a garantia para o bandido que não vai encontrar reação ao praticar um delito.

    Eu como um cidadão de bem e que ainda acredita na política séria e em políticos (as) como os senhores (as), Peço a sua contribuição para aprovação do PL 3,722/12. Sabemos que a maioria dos cidadãos já votaram contra o desarmamento em 2005 apesar de todo o esforço da mídia e do governo para proibir completamente as armas no Brasil.

    Realmente não sei se alguém perderá seu tempo lendo isso, porém se surtir algum resultado me sinto muito feliz exercendo minha função de cidadão e com certeza ficarei feliz por saber que existem políticos sérios preocupados com os problemas da sociedade.

    Att. Leonardo Rottava.

  5. Marcus de Aquino Resende disse:

    Escrevi para cada deputado da lista.

    Sr. Deputado,

    Espero a sua aprovação do PL 3.722/12 que precisa ser levado à frente na íntegra do seu texto original. Como cidadão brasileiro entendo que faz parte da cidadania o direito à defesa de minha vida ou defesa da vida de meus familiares e meu próximo. Vamos tornar esse paí mais justo. O cidadão de bem deve ter o direito a andar armado enquanto o marginal às leis deve ser desarmado e punido severamente pela justiça brasileira.

    Obrigado por sua atenção. O ano de 2014 está prestes a começar, nós estamos de olho em todos os passos.

  6. PAULO FERNANDO DA COSTA PEREIRA disse:

    Com a lei do desarmamento, ficou muito mais fácil para a bandidagem, para eles nada mudou e agem na certeza que não haverá reação, pois sabem que o cidadão de bem, jamais reagirá, pois o ESTADO retirou este direito da legítima defesa.

  7. MARCELO PORTELA disse:

    GENTE., A VENDA DE ARMAS E FOGO ESTA LIBERADA SIM., NAO ESTOU INTENDENDO.,
    A REIVINDICAÇÃO É PARA O PORTE?

    • Lucas Silveira disse:

      Marcelo,

      Embora a lei 10.826 permita a aquisição de até 6 armas “de uso permitido” por cidadão, a realidade é bem distante. Em primeiro lugar o DPF não cumpre a lei e trata o ato de aquisição como se fosse discricionário, em seguida, a aquisição de munições é fortemente controlada, impedindo o treinamento com as armas, mesmo que eventual.

      Além disso, o porte de armas é proibido no Brasil, ressalvadas as exceções – que são poucas e destinadas aos chamados “amigos do rei”.

      Acompanhe nossa ONG e entenda melhor nossas reivindicações.

      Unidos somos invencíveis.

  8. Carlos Alberto Dib disse:

    É um direito meu ter arma e fazer o uso dela. Eu particularmente não gosto de armas e não sei utiliza-las, Não quero ter uma arma em casa ou na minha cintura, mas quem quer e pode ter e sabe fazer o uso correto da arma tem o direito disto. Não se pode tosar o direito de se defender a altura dos bandidos, espero que meu vizinho me acuda quando eu precisar. Se todos andassem armados não teríamos bandidos nas ruas .

  9. Rogério disse:

    [[[ Só tem uma coisa errada com este projeto… Está demorando muito pra seu aprovado… ]]]

  10. Cleoni Salvador disse:

    Nobres deputados;

    Sou um cidadão brasileiro, mas um cidadão de bem.
    Através deste, e na oportunidade quero pedir-lhes encarecidamente que os senhores aprovem o PL 3722/12, que revoga o Estatuto do Desarmamento.
    Todo o cidadão de bem, ciente das suas faculdades mentais, com treinamento adequado e passando por todos os critérios estabelecidos e exigido por lei, tem o direito do porte e a aquisição de pelo menos 2 armas de fogo. Não sendo assim, pelo menos uma.
    Não podemos mais ficar a merce de criminosos e presos dentro de nossas próprias casas, o Estado e União não garantem mais nossa segurança.
    Em quanto isso criminosos de alta periculosidade andam a solta…livremente e garantidos pela impunidade que impera esse país.
    Então por favor, pensem melhor e aprovem o PL 3722/12.

    Muito obrigado.

  11. Domingos Octavio Martire disse:

    Excelentíssimo(a) Senhor(a) Deputado(a),

    Venho por meio deste email pedir para Vossa Excelência que, como representante da vontade e do poder que emana do POVO (ao menos é assim que se entende e que deveria ser), também apoie e confie no PL 3.722/12, através do seu voto favorável a esse Projeto de Lei e sem alterar o seu código original.

    O povo vem sofrendo a mais de uma década com este ‘Estatuto do Desarmamento’, o qual foi imposto para a sociedade brasileira a exemplo de inúmeros Ditadores e que fizeram o mesmo para evitar serem derrubados do poder. Uma vez, que eu ainda acredito que estamos vivendo em uma democracia e não em uma ditadura e, que tanto se fala sobre uma Ditadura Militar anterior a este estado democrático, ao que concerne a atual situação, parece que aquele período não foi uma, mas o atual sim, pois naquele período jamais se cogitou tomar tal atitude contra a sociedade brasileira e no entanto, este governo que se diz o defensor perpétuo da democracia atua como se tal não o fosse.

    A sociedade brasileira, em consulta feita pelo ESTADO através de REFERENDO, majoritariamente votou a favor da comercialização de armas de FOGO.

    É público e notório que as armas da criminalidade não vem dos cidadãos comuns. Marginais fazem uso de armamento pesado, FUZIS SEMI-AUTOMÁTICOS, AUTOMÁTICOS de grosso calibre, pistolas de calibre restrito das Forças Armadas.

    O ESTADO BRASILEIRO, não tem como desarmar a Criminalidade e deixar o cidadão comum desarmado à força é um atentado ao sagrado direito de defesa da própria vida.

    Eu, respeitosamente pergunto para Vossa Excelência, se já se colocou no lugar do cidadão que o elegeu? Já imaginou ser atacado e ficar à mercê da vontade de um bandido e não ter a mínima condição de ter como se defender?

    Ou então, já imaginou isso ocorrendo com um filho ou filha seu(sua)? Não?, Por favor, então analise, raciocine e vote favorável ao “PL 3.722/12″, pois antes de ser uma personalidade política, Vossa Excelência é um cidadão(ã) oriundo(a) da sociedade da nossa amada Nação Brasileira.

    Excelência, eu peço permissão para lembrar que ‘O Emprego de Legitima Defesa’, está na nossa Magna Carta, a Constituição, é portanto um direito SAGRADO e inclusive Bíblico.

    Tenho plena confiança de que Vossa Excelência terá o discernimento para FAZER PREVALECER E ASSIM CONCRETIZAR A VONTADE DO POVO!

    Com a minha atenção e respeito,

    Domingos Octavio Martire

    dep.carloszarattini@camara.leg.br,dep.henriquefontana@camara.leg.br,dep.janeterochapieta@camara.leg.br,dep.josiasgomes@camara.leg.br,dep.marcomaia@camara.leg.br,dep.nelsonpellegrino@camara.leg.br,dep.elcionebarbalho@camara.leg.br,dep.irisdearaujo@camara.leg.br,dep.antoniocarlosmendesthame@camara.leg.br,dep.carlosalbertolereia@camara.leg.br,dep.eduardoazeredo@camara.leg.br,dep.emanuelfernandes@camara.leg.br,dep.atilalins@camara.leg.br,dep.dr.luizfernando@camara.leg.br,dep.geraldothadeu@camara.leg.br,dep.hugonapoleao@camara.leg.br,dep.jeffersoncampos@camara.leg.br,dep.urzenirocha@camara.leg.br,dep.jairbolsonaro@camara.leg.br,dep.alfredosirkis@camara.leg.br,dep.gonzagapatriota@camara.leg.br,dep.walterfeldman@camara.leg.br,dep.claudiocajado@camara.leg.br,dep.damiaofeliciano@camara.leg.br,dep.nelsonmarquezelli@camara.leg.br,dep.robertodelucena@camara.leg.br,dep.zequinhamarinho@camara.leg.br,dep.perpetuaalmeida@camara.leg.br,dep.marciomarinho@camara.leg.br,dep.vitorpaulo@camara.leg.br,dep.jaquelineroriz@camara.leg.br,dep.beneditadasilva@camara.leg.br,dep.candidovaccarezza@camara.leg.br,dep.devanirribeiro@camara.leg.br,dep.dr.rosinha@camara.leg.br,dep.iarabernardi@camara.leg.br,dep.luizalberto@camara.leg.br,dep.edsonezequiel@camara.leg.br,dep.fabioreis@camara.leg.br,dep.geraldoresende@camara.leg.br,dep.lelocoimbra@camara.leg.br,dep.osvaldoreis@camara.leg.br,dep.pedronovais@camara.leg.br,dep.raulhenry@camara.leg.br,dep.luizcarloshauly@camara.leg.br,dep.nilsonpinto@camara.leg.br,dep.rodrigodecastro@camara.leg.br,dep.raullima@camara.leg.br,dep.renatomolling@camara.leg.br,dep.fabiosouto@camara.leg.br,dep.marceloaguiar@camara.leg.br,dep.mendoncafilho@camara.leg.br,dep.vieiradacunha@camara.leg.br,dep.antoniobrito@camara.leg.br,dep.arnonbezerra@camara.leg.br,dep.paeslandim@camara.leg.br,dep.arnaldojardim@camara.leg.br,dep.rubensbueno@camara.leg.br,dep.leonardogadelha@camara.leg.br,dep.joaoananias@camara.leg.br,dep.vicentearruda@camara.leg.br,dep.ivanvalente@camara.leg.br

  12. Maicon Pereira disse:

    Escrevi a todos os Deputados a seguinte mensagem

    No dia 23 de outubro de 2005, o povo brasileiro foi consultado sobre a proibição do comércio de armas de fogo e munições no país. A alteração no art. 35 do Estatuto do Desarmamento (Lei nº 10.826/2003) tornava proibida a comercialização de arma de fogo e munição em todo o território nacional, salvo para as entidades previstas no art. 6º do estatuto. Como o novo texto causaria impacto sobre a indústria de armas do país e sobre a sociedade brasileira, o povo deveria concordar ou não com ele. Os brasileiros rejeitaram a alteração na lei.

    O Senhor se declarou contra o PL 3.722/12 O povo já declarou que quer ter o direito de defesa, mais os senhores como sempre nunca atendem o pedido do povo! Foi feito um referendo em 2005 o povo optou por poder ter arma de fogo ,agora eu pergunto aos senhores Deputados que se dizem lutar pelo povo (CADE A DEMOCRACIA?) Ou a democracia só é valida em época de eleição? Pense nisso !

  13. José Elias disse:

    Senhores Deputados da Comissão de Defesa Nacional:

    Peço respeitosamente aos Senhores que reconheçam meu direito à auto defesa.
    Todo cidadão brasileiro adulto tem direito à posse de uma arma de fogo, já que a Polícia não pode estar em todos os lugares ao mesmo tempo.
    Peço aos Senhores que reconheçam nosso direito à posse de uma arma de fogo.

    José Elias

  14. Elias Geová Elias disse:

    Senhores Deputados da Comissão de Defesa Nacional Peço respeitosamente aos Senhores que reconheçam meu direito à auto defesa. Uma vez que estamos inseguros quanto ao nível de violência que assola este país.
    Outra coisa, os senhores estão aí para defender os direitos dos cidadãos e não interesse próprio, o povo brasileiro no referendo optou pelo direito do armamento e não foi isto que realmente aconteceu, foi imposta regras absurdas que é quase impossível o cidadão adquirir sua arma para defender-se. Não é para seguir-mos o que pede o povo?! então peço-lhes aos Senhores que reconheçam nosso direito à posse de uma arma de fogo.
    OBS; No Brasil á taxa de homicídios é 25,e alguma por 100 mil habitantes, que isso é uma verdadeira chacina, pois o cidadão esta desarmado, enquanto nos EUA à população tem direito livremente á posse de e a taxa é 4 por 100 mil, é muito baixa pois os bandidos sabem que podem morrer e os cidadãos defendem-se. Portanto devolva-nos o nosso direito, É um direito nosso adquirido e vocês estão aí para atender este direito. Obrigado.

  15. Daniel Barbi disse:

    Mandei o e-mail e disse o seguinte, copiei parte de nossos amigos nessa luta.

    Eu, DANIEL BARBI DA SILVA, Brasileiro, Casado, Funcionário Publico, Acadêmico em TEOLOGIA.
    Peço Sr. Deputado,
    Sua aprovação do PL 3.722/12 que precisa ser levado à frente na íntegra do seu texto original. Como cidadão brasileiro entendo que faz parte da cidadania o direito à defesa de minha vida ou defesa da vida de meus familiares e meu próximo. Vamos tornar esse paí mais justo, nós os cidadãos em cooperação com os poderes estamos rumo a um BRASIL cada vez melhor!. O cidadão de bem deve ter o direito a andar armado enquanto, os que infringirem a lei devem ser punido severamente pela justiça.

    Obrigado por sua atenção. O ano de 2014 está prestes a começar, estamos de olho em todos os passos.

    O Emprego de Legitima Defesa, está na Constituição, é direito SAGRADO, é inclusive Bíblico
    Ester 8:11 / 1 Samuel 13:19 / Neemias 4:18 / Jó 40:1

    PL 3.722/12 na íntegra

  16. Francisco Carvalho Dias Freire de Britto disse:

    Galera,

    Já mandei lá!
    Prezados Senhores/Senhoras,

    Sou um cidadão de bem e venho por meio desta solicitar sua ajuda e seu apoio para a aprovação do PL 3.722/12 que revoga o estatuto do desarmamento.
    É direito básico de todo e qualquer cidadão poder defender sua própria vida, sua família e seu patrimônio.
    A campanha do desarmamento não contribuiu em nada para uma diminuição da violência, muito pelo contrário, os números crescem a cada dia que passa, pois a campanha só serviu para desarmar cidadãos de bem.
    Acredito que com o devido controle e rigor, o porte de arma deve ser permitido para aqueles devidamente capacitados e treinados.
    Certo de sua compreensão e entendendo que vossas senhorias sabem da real situação de nossa segurança pública, peço encarecidamente que avaliem com cuidado o projeto e o aprovem.
    Muito obrigado desde já!

    Abs a todos!

  17. Bernardino Nunes disse:

    Lei de armas no Brasil é considerada exagerada

    São Paulo, 06 de novembro de 2013 – Em curso sobre o Estatuto do Desarmamento, realizado nos dias 29 e 31 de outubro e 5 de novembro, na Escola Paulista de Magistratura, o desembargador doTribunal de Justiça do Estado de São Paulo, José Damião Pinheiro Machado Cogan, declarou que a atual legislação brasileira para regulamentação de armas “é exagerada”.

    “Existem muitas falsas verdades sobre essa questão. Dizem que aqui não há controle sobre as vendas de armamentos. Muito pelo contrário, aqui existe extremo rigor. Porém, a lei em vigor hoje é exagerada. Não existe outro país que tenha essa legislação”, disse o desembargador.

    Cogan afirmou ainda que todas as iniciativas de outros países para proibir a venda de armamentos causaram aumento de criminalidade. “A Austrália, por exemplo, que recolheu mais de 200 mil armas da população em 1996, viu no ano seguinte seus índices de criminalidade saltarem quase 100%. A Jamaica baniu as armas em 1974 e é um dos países com o maior índice de roubo, estupro e homicídios do mundo”, diz Cogan.

    O curso “Estatuto do Desarmamento após 10 anos” contou também com a presença do ex-governador de São Paulo, Luiz Antonio Fleury Filho, que apresentou um resumo dos projetos de lei que hoje tramitam na Câmara dos Deputados e defendeu modificações profundas no Estatuto do Desarmamento, em especial no que diz respeito ao poder discricionário da Polícia Federal.

    Já o deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS) defendeu o direito do cidadão de possuir e portar armas de fogo, ressaltou a importância do Projeto de Lei 3722/12, proposto pelo deputado Rogério Peninha Mendonça (PMDB-SC), que sugere novas regras para a aquisição e a circulação de armas de fogo no país, e fez uma grave denúncia. O parlamentar comentou que um superintendente da Policia Federal do Rio Grande do Sul ordenou que os psicólogos reprovassem aqueles que estivessem pleiteando o porte de armas.

    Os números de registros de armas de fogo que “sumiram” do cadastro do Sistema Nacional de Armas (SINARM) também causou espanto em muitos presentes. Bene Barbosa, presidente da ONG Movimento Viva Brasil citou que, atualmente, mais da metade das 16 milhões de armas de fogo que circulam pelo país não estão devidamente registradas no SINARM. Das que estão, em 2010 havia 8.974.456 de armas de fogo com registro ativo. Já em 2012, o número passou para apenas 1.291.661. “Com isso, 7.682.795 de armas encontram-se irregulares, em virtude da política de desarmamento do governo, aliado ao excesso de burocracia e a inexistência de estrutura do órgão responsável pelos registros”, afirmou.

    Os participantes do debate realizado no último dia do curso, com exceção de Melina Risso, diretora do Instituto Sou da Paz, criticaram a falta de capilaridade e estrutura da Polícia Federal para gerenciar o Sistema Nacional de Armas e defenderam que as polícias civis dos estados voltem a cuidar do registro e porte de armas.

  18. Leonardo Leahy disse:

    Acabei de mandar.

  19. elias ferraz barros disse:

    temos q ter direito a defesa própria já que a policia brasileira se encontra em estado precário,
    sou a favor do porte de arma pra autodefesa , isso claro com devido treinamento necessário…
    aguardo vossas excelências tomar a devida providencia e votar essa lei

  20. Gregorio Repsold disse:

    Excelentíssimo(a) Senhor(a) Deputado(a),

    Venho por meio deste email pedir para Vossa Excelência que, como representante do povo brasileiro , também apoie e confie no PL 3.722/12, através do seu voto favorável a esse Projeto de Lei e sem alterar o seu texto original.

    Em 2005 o povo brasileiro, através do Referendo realizado deixou claro sua posição quanto ao desarmamento: NÃO. Foram 59.109.265 votos pelo NÃO, totalizando 63,94% dos votos. Nenhum presidente, deputado ou senador em toda a história de nosso país obteve tantos votos para ser eleito, e apesar disso vemos a decisão tomada no Referendo ser ignorada pelo governo, enquanto as eleições politicas são obedientemente respeitadas.

    É chegado o momento de corrigir esse desrespeito a vontade do povo brasileiro e honrar a decisão democrática e de direito feita em 2005.

    Como um cidadão de bem e que ainda acredita na política séria e em políticos (as) como os senhores (as), Peço a sua contribuição para aprovação do PL 3,722/12.

    O Estatuto do Desarmamento desarmou apenas os cidadãos de bem, esportistas, agricultores familiares e pais de família. Nosso país não quer nem precisa disso. O povo brasileiro precisa do direito de se defender quando a polícia não estiver presente, o direito de praticar um esporte (que é inclusive olímpico), o direito de defender sua terra, propriedade e família. O povo brasileiro precisa de leis mais duras com criminosos que usam armas (normalmente ilegais e oriundas de contrabando internacional) para tirar a vida de pessoas de bem, indefesas e incapazes de se defender devido ao estatuto já repudiado em votação democrática.

    Gostaria de lembrar, excelência, que ‘O Emprego de Legitima Defesa’, está na nossa Magna Carta, a Constituição, é portanto um direito SAGRADO e inclusive Bíblico, do qual cito algumas passagens: Ester 8:11 / 1 Samuel 13:19 / Neemias 4:18 / Jó 40:1.

    Tenho plena confiança de que Vossa Excelência cumprirá com seu dever representativo e votará a favor do PL 3.722/12 fazendo valer a vontade do povo brasileiro já comprovada nas urnas!

    Obrigado por sua atenção. O ano de 2014 está prestes a começar, todos acompanhamos suas decisões e como tem nos representado.

    Com a minha atenção e respeito,

  21. Fábio disse:

    Fiz minha parte enviei o Email usando o modelo que nosso amigo deixou acima e a lista com todos os nomes dos Deputados agora espero que nossa voz possa ser ouvida e possamos juntos ter nosso direito democratico garantido de defendermos nossa integridade e da nossa familia! abraços a Todos que estão nesta Luta!

  22. Jose Ariston Queiroz disse:

    Senhores Deputados: O comercio ilícito de armas de fogo no Brasil,sempre existiu e toda população sabe disso, esta tal de Lei do desarmamento é conversa fiada, coisa de que não tem o que fazer. Nós atiradores desportistas ou colecionadores, não podemos portar uma arma para defender nosso patrimônio, o pior é que a bandidagem anda por ai exibindo suas armas de grosso calibre, e minguem toma providencias, o cidadão de bem se for abordado numa blitz, conduzindo arma de fogo, vai preso e processado.E ai, vamos aprovar o PL 3.722/12?

  23. Sílvio Ferreira disse:

    Cópia do e-mail encaminhado a todos os deputados, titulares e suplentes do CREDN, assinado por mim e mais cinco pessoas da família.

    Sr(a). Deputado(a), saudações.
    Acredito que a sua segurança e de sua família seja algo muito precioso.
    A minha e de minha família também.
    É obrigação do Estado assegurar essa segurança para todos os cidadãos, mas sabemos que não é o que ocorre.
    Os órgãos de segurança são mal aparelhados, com número de policiais muito aquém do necessário e, não raramente, omissos.
    Mas, isso certamente os senhores sabem.
    Poderia me estender nos motivos e nas estatísticas da criminalidade mas, para não ser enfadonho e querer que esta mensagem seja lida até o fim, não vou fazê-lo. Os dados estão à disposição de todos pela internet, inclusive cobrindo o período anterior e subseqüente a essa nefasta Campanha do Desarmamento.
    A Campanha do Desarmamento fez com que os cidadãos de bem e cumpridores da lei entregassem as suas armas e ficassem indefesos à mercê dos bandidos, a quem a Campanha não abrangeu. E a criminalidade e mortes por armas de fogo não diminuiu. Pelo contrário.
    Os senhores foram eleitos com o voto da população. A mesma população (59.109.265 de eleitores) que no referendo do desarmamento disse um sonoro NÃO à proibição do comércio de armas de fogo no Brasil.
    Peço-lhes que escutem essa mesma população e aprovem na íntegra, conforme o texto original, o PL 3.722/12.
    Estamos atentos se os nossos representantes realmente representam a nossa vontade.

  24. Samuel Motta disse:

    bom, tá aí o texto que eu mandei, foi o que consegui aqui com as minhas limitações gramaticais… hehee

    Nobre Deputado:

    É notória a ineficácia do desarmamento civil, que já vem sendo aplicado há dez anos no Brasil, e em todos os outros países em que foi implantado, ficou ratificado o fracasso.

    Todo mundo sabe que como é fácil se conseguir uma arma ilegal no Brasil (e em qualquer outro lugar do mundo). A Lei do Desamamento só dificulta o acesso às armas ao cidadão de bem, pois para quem vive às margens dela, nada mudou. Ladrões, homicidas, estupradores e toda a sorte de criminosos continuam armados, e nós, cumpridores da Lei, estamos à mercê deles.

    Também é fato que o Estado, por mais eficiente que seja, não pode ser onipresente.

    Nós, cidadãos cumpridores da Lei, reivindicamos com esse PL o direito de defender nossas famílias!

    Os criminosos estão agindo tranquilamente, sabendo que existe uma Lei que nos torna indefesos, Somos presas fáceis nas mãos deles, e os crimes estão se tornando cada vez mais bárbaros.

    Se os cidadãos tivessem um acesso mais justo às armas, os ladrões iriam pensar duas vezes antes de invadir uma residência, ou abordar um veículo num semáforo. Um estuprador pensaria dez vezes antes de abordar a sua vítima. Sem armas nos tornamos cordeirinhos na fila do abate pra eles.

    Para não me alongar demais, deixo um Link com argumentos melhor explicados em cada ponto da nossa reivindicação: http://www.defesa.org/cat/mitos-e-verdades/

    Peço ao Nobre Deputado que considere a vontade do povo, já expressada pelo referendo de 2005! Queremos nosso direito à defesa!

    Atenciosamente,

    Samuel Motta
    Blumenau-SC

  25. Samuel Motta disse:

    esses nove nobres representantes do povo não aceitam emails do povo:

    dep.marceloaguiar@camara.leg.br (MARCELO AGUIAR – DEM/SP)
    dep.ivanvalente@camara.leg.br (IVAN VALENTE – PSOL/SP)
    dep.antoniocarlosmendesthame@camara.leg.br (ANTONIO CARLOS MENDES THAME – PSDB/SP)
    dep.damiaofeliciano@camara.leg.br (DAMIÃO FELICIANO – PDT/PB)
    dep.dr.rosinha@camara.leg.br (DR. ROSINHA – PT/PR)
    dep.edsonezequiel@camara.leg.br (EDSON EZEQUIEL – PMDB/RJ)
    dep.rodrigodecastro@camara.leg.br (RODRIGO DE CASTRO – PSDB/MG)
    dep.henriquefontana@camara.leg.br (HENRIQUE FONTANA – PT/RS)
    dep.emanuelfernandes@camara.leg.br (EMANUEL FERNANDES – PSDB/SP)

    PS: tentei duas vezes

  26. Ricardo Rodrigues disse:

    Usei um e-mail que já estava aí para incluir alguns outros argumentos.

    Prezado(a) Deputado(a),

    venho por meio deste e-mail demonstrar meu APOIO e confiança ao PL 3.722/12.

    Vossa Senhoria como representante da vontade e do poder que emana do POVO (pelo menos é assim que deveria ser), deve votar a favor desse projeto de lei sem alterar seu código original. O povo já deu sua opinião no referendo de 2005 em clara rejeição ao Estatuto de Desarmamento, por votar a favor da comercialização de armas de fogo.

    É público e notório que as armas da criminalidade não vem dos cidadãos comuns. Bandido utiliza armamento pesado ou ilegal, e para ele pouco importa se há Estatuto do Desarmamento ou não.

    Há diversas estatísticas que provam que é falacioso falar em desarmar a população e o crime por consequência diminui. Basta ver o aumento do crime no Nordeste, e o contínuo aumento de crimes contra patrimônio até em Estados que diminuíram as taxas de homicídio, como São Paulo.

    Tenho a confiança de que Vossa Senhoria terá discernimento para AJUDAR que a vontade do POVO seja concretizada.

    Obrigado. Tenha uma boa semana.

  27. samur disse:

    Bom dia Sr. Parlamentar;

    Pela aprovação da PL3722/12 original

    No Paraná a polícia civil fez um levantamento dos 40000 portes de armas concedidos e apenas 03 deram problema: 02 deles por entrarem armados em lugares públicos. Quem tem porte de arma não faz burrice, pois sabemos que é difícil obtê-lo.

    Motivos para ter uma arma:

    1) Defender-se de injusta agressão de si ou de outrem mediante grave ameaça.
    Ex. Uma pessoa com uma faca, pedaço de ferro ou outro meio, o ameaça ou a outra pessoa por um motivo que não roubo, pode-se fazer uso da arma para cessar a agressão. OBS: Não é necessário tirar, pois o simples fato de se mostrar a arma pode dissuadir o agressor a cometer o crime.

    2) Uma pessoa ou bando tenta invadir sua casa para praticar roubo, estupro, assassinato, sequestro ou outro motivo.
    Ex. Como se defender se você tem somente uma faca ou uma vassoura? A arma é o único meio eficaz para evitar a injusta agressão.

    3) É único meio para que um idoso, um deficiente, uma mulher, um menor, possa se defender contra um homem de 90 kg ou um drogado ou um bando de homens com tacos de beisebol, que tentam praticar algum tipo de crime.
    Ex. Uma idosa em seu lar sozinha percebe que estão querendo entrar em sua casa para roubar sua aposentadoria e em muitos casos são agredidas e mortas, como evitar isso? Chamando a polícia? Até a PM atender (se atender) e enviar a uma viatura pode levar minutos.

    4) MUITOS ESTADOS QUE PRATICARAM O DESARMAMENTO NO PASSADO, FIZERAM ISSO PENSANDO EM DAR UM GOLPE E SE TORNARAM ESTADOS TOTALITÁRIOS, VERDADEIRAS DITADURAS, ONDE MILHÕES FORAM ESTRIPADOS, DEGOLADOS, ESTUPRADOS E MORTOS. EX: ALEMANHA, CAMBOJA, RÚSSIA, TURQUIA, PAÍSES DA ÁFRICA, ENTRE OUTROS.

    AQUELES QUE NÃO SE LEMBRAM DO PASSADO, TENDEM A REPITI-LO(George Santayna)

    O que acontece quando a LEGÍTIMA DEFESA é contra a Lei?
    O que acontece quando os PROTETORES SE TORNAM PREDADORES?
    O que acontece quando INOCENTES são traídos?
    Resposta: 170.000.000 de mortos!

    FAVOR ASSISTIR AO LINK ABAIXO:
    História do Controle de Armas (desarmamento)
    http://youtu.be/SlFQwr4x6yU

    5) ESTADOS DE CALAMINADE PÚBLICA(CATÁSTROFES NATURAIS , EPIDEMIAS E PANDEMIAS, ESTADOS DE SÍTIO ETC.)
    Como você poderá se defender em um caso em que o SISTEMA DO GOVERNO PARA DE FUNCIONAR, onde bandos armados que se sentem seguros no caso em que a segurança pública, o Exército e outros param de existir.
    Ex:Imagine uma pandemia de gripe onde milhões são mortos, o Estado se Desfaz (políticos, policiais e forças de segurança também morrem) e o que sobra?
    Algumas pessoas, pois são imunes ao vírus ou demoraram mais para morrer.

    O que irá acontecer?
    Lei da Selva, onde o mais forte prevalece.

    Como poderemos dividir os sobreviventes?
    Tipo 01) Pessoas boas, como nós e que podem se tornar más pela questão da sobrevivência;
    Tipo 02) Pessoas más, que já são criminosos.

    O que acontecerá e quais os riscos para uma família que sobreviveu?
    Procura por comida e água é essêncial.
    Os riscos são que invasores irão procurar alimentos e outros produtos nas casas e também poderão praticar crimes como estupro e assassinatos.

    Como se defender?
    Pense.

    6) Em caso de assaltos em que você é pego de surpresa é melhor não reagir, pois você perdeu o fator surpresa. Mas se você tem o elemento surpresa você não deve permitir que o meliante se aproxime, pois você pode vítima de latrocínio.

  28. Marcos Gomide disse:

    Mandei hj (27/11) a msg abaixo, para a lista de deputados indicada. Realmente vários emails foram rejeitados, mas torço para que pelo alguns cheguem, desses, alguns sejam lidos e, quem sabe, pelo menos uma opinião consigamos mudar. Não seria suficiente agora, mas já seria mais uma semente…

    Marcos Gomide

    =====================================================
    Date: Wed, 27 Nov 2013 11:20:37 -0200
    Subject: DESARMAMENTO – Projeto de Lei 3722/12
    Sr. Deputado,

    Ao votar no projeto em referência, que pretende fazer algumas modificações no Estatuto do Desarmamento, por favor tenha em mente :

    1.Quem deve ser desarmado é o bandido (que compra no mercado negro) e não o cidadão comum;

    2.O Estatuto do Desarmamento cerceia – para o cidadão comum – o Direito de Legítima Defesa, garantido pela CFB, que frequentemente não conta com a Polícia para defendê-lo;

    3.A maioria da população votou CONTRA a proibição de vendas de armas no país – portanto, não é coerente – nem moralmente correto – querer impedir ou cercear a sua venda através da legislação;

    4.Armas sozinhas não matam. Matarão se forem mal utilizadas, assim como facas de cozinha, automóveis, venenos, etc.

    Grato pela sua atenção

    Marcos Gomide

  29. Rafael Cassolato disse:

    Contribuição dada.

    Vamos lutar pelos nossos direitos, e também, para que os POUCOS que temos, a DPF não haja contra a lei e continue negando nossas autorizações de compra de arma.

  30. Gabriel disse:

    Pessoal vesti a camisa, já fiz um pouco, agora fico a espera de novidades.

  31. Marcelo Emílio Monteiro disse:

    Li e utilizei o texto de alguns emails enviados, acrescentando partes que entendo necessárias.

    Retornaram os seguintes emails:

    dep.edsonezequiel@camara.leg.br
    dep.lelocoimbra@camara.leg.br
    dep.candidovaccarezza@camara.leg.br
    dep.ivanvalente@camara.leg.br
    dep.marcomaia@camara.leg.br
    dep.emanuelfernandes@camara.leg.br
    dep.eduardoazeredo@camara.leg.br
    dep.urzenirocha@camara.gov.br
    dep.iarabernardi@camara.gov.br

    O texto enviado foi o seguinte:

    Excelentíssimo(a) Senhor(a) Deputado(a),

    Venho por meio deste email pedir para Vossa Excelência que, como representante do povo brasileiro, também apoie e confie no PL 3.722/12, através do seu voto favorável a esse Projeto de Lei e sem alterar o seu texto original.

    Em 2005 o povo brasileiro, através do Referendo realizado deixou claro sua posição quanto ao desarmamento: NÃO. Foram 59.109.265 votos pelo NÃO, totalizando 63,94% dos votos. Nenhum presidente, deputado ou senador em toda a história de nosso país obteve tantos votos para ser eleito, e apesar disso vemos a decisão tomada no Referendo ser ignorada pelo governo, enquanto as eleições politicas são obedientemente respeitadas.

    É chegado o momento de corrigir esse desrespeito a vontade do povo brasileiro e honrar a decisão democrática e de direito feita em 2005.

    Como um cidadão de bem e que ainda acredita na política séria e em políticos (as) como os senhores (as), Peço a sua contribuição para aprovação do PL 3,722/12.

    O Estatuto do Desarmamento desarmou apenas os cidadãos de bem, esportistas, agricultores familiares e pais de família. Nosso país não quer nem precisa disso.

    Foram 10 anos de desarmamento, um absoluto fracasso! Aumento de estupros, aumento da criminalidade, aumento da insegurança, invasões de terras… e por fim invasão de supermercados!!! Onde querem chegar???
    O povo brasileiro precisa do direito de se defender quando a polícia não estiver presente, o direito de praticar um esporte (que é inclusive olímpico), o direito de defender sua terra, propriedade e família. O povo brasileiro precisa de leis mais duras com criminosos que usam armas (normalmente ilegais e oriundas de contrabando internacional) para tirar a vida de pessoas de bem, indefesas e incapazes de se defender devido ao estatuto já repudiado em votação democrática.
    Gostaria de lembrar, excelência, que ‘O Emprego de Legitima Defesa’, está na nossa Magna Carta, a Constituição, é portanto um direito SAGRADO e inclusive Bíblico, do qual cito algumas passagens: Ester 8:11 / 1 Samuel 13:19 / Neemias 4:18 / Jó 40:1.

    Tenho plena confiança de que Vossa Excelência cumprirá com seu dever representativo e votará a favor do PL 3.722/12 fazendo valer a vontade do povo brasileiro já comprovada nas urnas!

    Obrigado por sua atenção. O ano de 2014 está prestes a começar, todos acompanhamos suas decisões e como tem nos representado.

    Obrigado por sua atenção. Um 2014 pautado em trabalho, dedicação, seriedade e comprometimento.

    • MARCELO ROGERIO MANNI disse:

      Já Fiz a minha parte !
      Votei a favor do PL3.722/12 que REVOGA o Estatuto Do Desarmamento que só serviu p/ desarmar o cidadão e armar o ladrão… Sou a favor do cidadão devidamente treinado dentro dos requisitos legalmente exigidos em lei p/ possuir e utilizar armas de fogo em Legítima Defesa.

  32. Thalles Costa disse:

    Fiz minha parte ! Acreditem na luz no fim do túnel.

  33. Thalles Mota disse:

    Fiz minha parte e enviei e-mail a todos os deputados listados, demonstrando meu apoio ao PL 3,722/12.

  34. Elison disse:

    Ja mandei meu pedido, democracia já!

  35. Nanci Correa Martins disse:

    Povo desarmado é povo desprotegido e ,destruido!

  36. jeison lopes disse:

    Só uma pergunto aos senhores(as). Acha certo privar a população da possibilidade de ter mais uma forma de se defender?

  37. Kleber Thomaz disse:

    Aos excelentíssimos Sres. Deputados Federais.

    Venho perante aos nobres deputados, manifestar minha vontade popular pela aprovação da PL 3.722/12. sendo esta digna casa representação direta do povo, peço que atentem a vontade popular , que por intermédio de referendo sobre o desamamento mostrou-se contrario a politica desarmamentista comprovadamente com uma votação expressiva, sendo o voto maior demonstração de democracia, façam vale esta democracia, neste tempos que a politica esta descreditada pela sociedade, uma grande oportunidade de se mudar isto.
    Porem ainda acredito que esta nobre casa esta repleta de grandes pessoas que buscam transformar este pais ainda mais em uma das potencias mundiais e um lugar maravilhoso para se viver, e para que isto ocorra e de suma importância que os direitos e vontades da população sejam respeitados, para desta forma os governantes e população caminhem juntos em busca da ordem e progresso estampada em nosso pavilhão nacional.
    Demonstrem com a aprovação do projeto de lei 3.722/12 que estamos caminhando junto para este futuro que a população sonha.

    Muito obrigado pela atenção.

    Kleber Thomaz

  38. João Evangelista Chagas Neto disse:

    Srs. Parlamentares. V.Exªs tem o dever de restituir o direito dos cidadãos em adquirir armamentos para sua própria segurança ou de terceiros. Isto foi o que deixou claro o plebiscito. A paz não pode ser imposta por totalitarismos, mas sim com educação de qualidade para todos. O que precisa ser desarmado é o espírito do povo. Não se pode tirar de um ser humano um direito que é da própria natureza: o de defender-se quando em perigo. Não se pune a elocubração; nem a periculosidade pode ser presumida. Até mesmo um animal acuado tem o direito de autodefesa. Antes de desarmar o cidadão, tem de ser desarmado o criminoso com sentença condenatória transitada em julgado. Pela verdadeira democracia, um povo estarrecido com a escalada de crimes com requintes de crueldade acobertado pelo fato de que o marginal sabe, de antemão, que a vítima está desarmada, contamos que este direito sagrado seja assegurado ao cidadão.

  39. Rodrigo Ferreira disse:

    Nobres parlamentares,

    Atraves deste email, venho ensejar a minha vontade, e de muitos outros brasileiros natos, e pessoas de bem,
    protegidos pela Constituição Federal, outorgada por esta mesma casa o DIREITO de requerer respeitosamente
    a sua atenção para a aprovação na INTEGRA do texto do PL 3.722/12.

    Entendo que nossa nação, composta por cidadãos que conquistaram democraticamente o direito ao voto, de ir e vir,
    a liberdade de culto, liberdade de expressão deve ter tambem o legitimo direito de se defender.
    As forças de segurança publicas, as quais tenho a maior extima, não são suficientes para nos garantir 24 horas por dia
    7 dias por semanaa segurança de toda uma população, visto que o numero de bandidos fora da lei cresce pelo simples
    fato de não haver resistencia por parte de um pai de familia, sabendo que este não possui prontamente um meio de
    defesa à altura da ameaça.
    Seja esta arma para defesa pessoal, para pratica de esportes, ou mesmo item de coleção, é sabido que não serão estas
    armas que fatalmente serão contabilizadas nos fatos policiais e criminais, não serão estas armas que ceifarão a vida de
    uma criança, de um estudante, de um pai de familia de um idoso.

    É sabido e notório também, que no pais em que a população têm seu direito de posse de uma arma de fogo garantido o
    indice de criminalidade é muito reduzido.

    Meu lar é meu castelo, e pleiteio junto a esta casa, o direito de defende-la a todo custo e cautela.

    Muito Respeitosamente

    ROdrigo
    Brasileiro, paulistano.

  40. Gilberto Dias disse:

    Deixo aqui meu apoio a PL3722 pela luta pela vida e pela ordem pela vida do próximo e pelo direito ao laser e a Segurança nos locais de Trabalho bem como o direito de ir e vir com direito a legitima defesa…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*