Os mitos sobre a “impressão” de armas de fogo

Muito tem se discutido, principalmente depois da reportagem exibida no Jornal Nacional, sobre a “impressão” de armas de fogo em casa, e o risco que isso representa para a segurança pública.

O fato é que, muito do que se imagina, e quase tudo o que foi dito na reportagem não é verdade, e explico.

Primeiramente, é importante frisar o seguinte:

Não existe arma de fogo viável inteiramente de plástico

Simples assim: Isso simplesmente não existe pois ainda não inventaram plástico capaz de resistir a deflagração de um disparo de munição.

Atualização de 07/05/2013: Sim, estou ciente que a Defense Distributed acabou de lançar a Liberator, pistola 98% de plástico, monotiro, de baixo calibre (9mm ou .380), e com percursor de metal. Apesar de ser uma arma funcional, é inviável. Não serve para defesa, não serve para assalto e não serve para esporte. Cada recarga leva quase 1 minuto, e a arma em si não resiste a mais do que 3 disparos, além de não ter precisão alguma em distância superior a 2 metros.

A arma pode ser confeccionada quase completamente de plástico, porém, o cano, o ferrolho, a câmara, o percursor, a culatra e as molas ainda precisam ser de AÇO. Não existe outro material substituto para estes componentes.

Já existem armas feitas de plástico a muitos anos… muito antes das impressoras 3D. A Glock, por exemplo, fabrica armas feitas 80% de plástico desde 1970. Porém, o cano, câmara, ferrolho e sistema de percussão sempre são de aço, como em qualquer outra arma.

Glock G21 - Armação de polímero (Plástico), ferrolho de aço.

Glock G21 – Armação de polímero (Plástico), ferrolho de aço.

Isso significa que ainda não é possível passar armado por um detector de metais sem ser percebido.

Posto isso, agora convido-o para pensar um pouco comigo: Imagine que imprimir todos os componentes de uma arma fosse possível. E a munição? Vai imprimir ela também?
Como vai conseguir polvora específica para o uso em munições? E o cartucho de latão? E a espoleta? E o projétil de chumbo? Ou vai atirar plástico nas pessoas?

O que muita gente não sabe é que, muito antes das impressoras 3D, já era possível produzir armas em casa. Uma espingarda simples pode ser feita com um cano de aço de meia polegada, uma mola qualquer e alguns parafusos, e tudo isso pode ser encontrado em qualquer casa de materiais de construção por menos de R$ 30,00. Em menos de duas horas de trabalho, terá uma arma rudimentar e 100% funcional.

Espingarda caseira

Com um pouco mais de tempo, é possível até criar armas mais elaboradas, com carregadores de maior capacidade, sistemas de repetição e cano com alma raiada. Qualquer torneiro mecânico faz um fuzil semiautomático em um ou dois dias de trabalho. O projeto é fácil de encontrar na internet.

Então, se você está preocupado com armas fabricadas em casa, relaxe… Você já vive em um mundo infestado delas desde que nasceu… Só não sabia ainda.


Publicado em Artigos
17 comentários sobre “Os mitos sobre a “impressão” de armas de fogo
  1. Iversen F Boscoli disse:

    Bom… daqui a pouco o Jornal Nacional vai acordar para o fato de que armas são feitas em Tornos Mecânicos…Será que eles vão fazer uma matéria falando que por isto é possível fazer uma arma em casa???

  2. Rodrigo Cesar disse:

    Os tornos mecânicos mais antigos são incapazes de produzir um cano de alma raiada porque não tem o passo lento o bastante para isso, mas dá para fabricar (com eles) uma ferramenta manual capaz de fazer isso, mesmo assim exige um pouco de criatividade, eu acredito que uma espingarda cal 12 full-auto seria mais simples de fabricar que um bom rifle de caça com mecanismo de ferrolho.

  3. Murillo disse:

    Hoje a tarde vi uma comentarista na Globo News dizer: ”Temos que nos preparar para ruas violentas e cheias de sangue futuramente então?” após uma reportagem sobre os governos estarem banindo estes videos da internet … Minha amiga, em que planeta você tem vivido ? Ou seria apenas para afirmar que as ”noticias” desses telejornais são puro sensacionalismo ? Desde protestos na paulista ao desarmamento da população, esses caras só querem acuar cada vez mais os que não buscam informação e acabam vomitando o que assistem nestes noticiários ridículos.

  4. Nelson disse:

    Armas artesanais: No tempo de guri, nos fabricávamos trabucos, garruchas feitas com canos de água de ferro. Fazíamos a coronha de madeira, e usávamos como cão uma fivela de cinto, amarrado com borracha. e um arame torcido como gatilho…Se carregava com pólvora preta que de nossa fabricação e espoletas de arma de brinqueto,da Estrela..
    Mas espingardas Taquari de ouvido e até cartucheiras eram fabricadas por ferreiros e armeiros no interior. Teve muitas cartucheiras de boa qualidade de calibres:20, 28,24, 32 e 40,

  5. Nelson disse:

    Armas artesanais: No tempo de guri, nos fabricávamos trabucos, garruchas feitas com canos de água de ferro. Fazíamos a coronha de madeira, e usávamos como cão uma fivela de cinto, amarrado com borracha. e um arame torcido como gatilho…Se carregava com pólvora preta que de nossa fabricação e espoletas de arma de brinqueto,da Estrela..
    Mas espingardas Taquari de ouvido e até cartucheiras eram fabricadas por ferreiros e armeiros no interior. Teve muitas cartucheiras de boa qualidade de calibres:20, 28,24, 32 e 40,.
    A Policia registrava essas armas artesanais, para as quais no RS era fornecida pela Polícia Civil a marca REX, como número se gravava a data de nascimento da pessoa ou se tinha RG, ou Titulo de Eleitor, CNH e mais tarde CPF…
    Teve um polaco em Guarani das Missões jpa falecido a muitos anos cujas armas tinham fama e competiam com as importadas era seu Kaminski..
    Bem a Fábrica da Boito em Veranópolis RS começou assim.
    No RS além da Rossi que fabricava armas de caça, e revólveres de boa qualidade, ainda produzia cartuchos de metal, balas 22, e espoletas de armas de ouvido e fogo central. Ainda cartuchos de metal para espingardas eram produzidas em Caxias pela Vulcano.
    Hoje da pena de ver entrar na Rossi,e ver muitas armas ali atiradas meio prontas..Um capital jogado fora..e fábrica que dava emprego a muita gente e exportava..A Taurus comprou parte da fábrica e direitos sobre fabricar revolveres e rifles.

    Mas alguém em seu juízo perfeito pode pensar que essas espingardas de caça que eram fabricadas por ferreiros trazem alguma ameaça para a segurança? Pois nunca vi bandidos usarem essas armas um cano cano para assaltos. Usam até no interior armas como AK 47 e metralhadoras…
    Como o povo foi desarmado em locais pequenos onde em assaltos ajudava a polícia hoje não pode mais..E na maioria dos pequenos municípios tem entre 3 a 4 PM somente e nenhum policial civil…e esses PM andam com 38 com 12 munições vencidas..Quando os marginais vem tem que se esconder para não serem mortos.
    Alguns no passado tinham suas próprias armas hoje não tem mais.

    Além do mais podiam usar armas apreendidas que eram dadas em carga pelo delegado ou juiz…

  6. Leandro Bahl disse:

    Nos EUA, onde a cultura do “faça você mesmo” é bem mais difundida, existem fabriquetas de fundo de quintal fazendo armas automáticas, e com autorização do governo. Acho que as impressoras 3D são só mais uma ferramenta, pelo menos por enquanto. Na Alemanha já se fabricam impressoras 3D que trabalham com alumínio e titânio, derretendo pó de metal com um laser. Custam mais de 100.000 reais, mas no futuro quem sabe não teremos uma em casa? Além disso exite uma tal de nanocelulose que pode deixar plásticos com uma resistência próxima à do aço. Não é a toa que alguns cientistas dizem que estamos entrando num momento crucial na história da humanidade, onde nós podemos criar um novo tipo de civilização ou entrarmos em extinção por não saber direcionar o uso da tecnologia.

  7. Carlos Smith disse:

    Quem não se lembra das famosas muletas 12, 36, etc ?

  8. Wagner Veltri Alves disse:

    Todos os comentarios estao corretos. Antigamente fazia-se espingardas de cano de GUARDA CHUVA, DE VARETAS TIRADAS DE AVIOES ANTIGOS de canos de direçao de carros e ate de canos galvanizados para agua. Todas estas armas tinham como destino a caça de pequenos animais e passaros. Como o colega acima escreve estas armas são obsoletas e não tem poder o poder de fogo que a imprensa relata. Pois tudo é incentivado pelo governo para confundir as pessoas leigas no assunto. Os bandidos estão mais armados a cada dia e o PT quer desarmar a população honesta, para que haja um caos social no Brasil.

    • Victor Fox disse:

      inviavel. apesar de poder ser feitos receivers e slides assim, o preço seria proibitivo.

      qualquer pedaço de ferro velho pode ser melhor manejado de modo mais barato e eficaz.

      e melhor ainda, comprar pronto via contrabando.

      o desarmamento não visa controle de violencia visa controle social da população. estamos prestes a ser sovietizados!!

  9. Jose Cláudio Siqueira sa Silva disse:

    Fazíamos nossos trabucos como bem lembrou o companheiro e compravam os pólvora espoleta e chumbo no armazém da esquina e nem por isso saiamos atirando em alguem por causa de um boné ou um tênis trabalhvamos para adquirir o bem desejado mas depois tudo foi sendo proibido, pribiram a caça, proibiram a venda de nossos insumos e agora proibiram o direito de nos defendermos dando total liberdade ao bandido. Mas isso e BRASIL onde tudo e ao inverso

  10. Emilio Vitorino Sarmento disse:

    Porque darmos aos bandidos o direito de comerem de graça a custa do estado pois deitado numa cova é o certo para bandido e nos cidadãos de bem podemos disfrutar dessa pena árdua que é melhor dogue a morte cidadão brasileiro comprem arma se defendam e atirem nesses monstros pois no nosso comentário a merda da justiça já esta nos julgando depois de viajar mundo a fora te digo derrubar essa constituição é o único caminho

  11. Henrique Lourenço disse:

    Eu quando criança fazia armas de disparo único pra caçar peixes (pra não falar outro animal pq os outros são coitadinhos nos dias de hoje, mas os peixes/porcos não), só precisa dos materiais necessários, exemplo:

    *1 base (em madeira ou metal)

    *1 cano (com os mm do projetil necessário)

    *braçadeiras de alumínio ou arame mesmo (para unir o cano em cima da base)

    * molas ou elástico para puxar o ferrolho ou hammer para a espoleta da munição.

    *um pouco de solda, pregos, etc.

    *projetil (munição)

    ta ai um trabuquinho pra ir matar oque vc quiser, vc é livre pra fazer oque quiser mas pense sempre nas consequências.

    Com tanta proibição nosso mundo ta a merda que ta, antigamente não tinha tanta crueldade como nos dias de hoje, talvez devido a proibição e hipocrisia da grande maioria dos seres humanos, uma mídia porca e a preguiça de pensar sobre os fatos e simplesmente aceitar tudo que vc le e ve como a absoluta verdade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*