O que esperar sobre as novas normas para CACs?

Depois de 8h de uma densa reunião com a DFPC no Quartel General do Exército Brasileiro da 5ª Região Militar, em 8 de Outbro de 2014,presentes o Instituto DEFESA, federações e clubes da 5RM, já é possível fazer uma razoável estimativa – embora ainda sujeita a mudanças – do que está por vir quando da publicação das novas normas da DFPC  que regem as atividades dos Colecionadores, Caçadores e/ou Atiradores.

De acordo com o Cel. Oliveira Neto, responsável pelo projeto, a nova legislação já deverá estar em vigor no começo de Dezembro.

O Instituto DEFESA insistiu nas proposições entregues por escrito e em outras, não contempladas no documento, mas sempre de teor liberal.

Confira aqui o posicionamento de 2014 do Instituto DEFESA sobre as normas emitidas pelo Exército Brasileiro.

Apesar disso, as principais alterações devem contemplar o seguinte:

  • Classificação de atiradores por níveis, de acordo com a frequência em treinamentos e competições. Atiradores de níveis mais altos terão acesso a mais produtos em comparação com os níveis mais baixos.
  • Exigência da habitualidade do atirador para manutenção da atividade
  • Delegação das compras de armas e munições para as regiões militares (já em vigor)
  • Revalidação bienal doCR
  • Consolidação das normas que regem atiradores, colecionadores e/ou caçadores em documento único
  • Colecionadores poderão apostilar armas que não necessariamente sejam antigas, mas deverão apresentar um PLANO de coleção que caracterize aquelas armas como partes de um mesmo grupo correlato
  • Caçadores deverão ter até 4 armas (independentemente se de uso permitido ou restrito)

Tudo isto ainda está sob análise e pode sofrer algumas mudanças antes da publicação.

Embora as normas estejam muito distantes do nosso ideal, o Instituto DEFESA está convencido da total boa fé do Exército Brasileiro,, que deu um exemplo de transparência e comprometimento com o atendimento a diversos setores da sociedade, mais uma vez na História consolidando a Democracia no Brasil.

Ainda faremos algumas considerações junto ao legislador a fim de conquistarmos mais espaços e evitarmos restrições desnecessárias, todavia, a lição maior de todo este processo foi a necessidade cada vez maior do ativismo pró-armas no Brasil. As pressões popular e política influenciam consideravelmente a elaboração das normas, daí a necessidade da consolidação do Instituto DEFESA como uma entidade perene, forte e sempre presente. Podemos contar contigo?

Não gostou das sugestões do EB? Não adianta reclamar sozinho. Formalize seu descontentamento à Ouvidoria do COLOG:

www.ouvicolog.eb.mil.br

 

Veja também:

  1. Mais uma vez Lucas Silveira reune-se com DFPC para tratar de normas de atiradores
  2. Como foi a reunião do Instituto DEFESA com o Exército Brasileiro?
  3. Exército Brasileiro aceita participação do Instituto DEFESA na reelaboração das normas que regem atiradores, colecionadores e caçadores 
  4. Por menos de R$1,00 por dia, Instituto DEFESA agora conta com Associações Premium

 

 


Publicado em Notícias
78 comentários sobre “O que esperar sobre as novas normas para CACs?
  1. Ricardo disse:

    Uma duvida que tenho, ainda não possuo CR, gostaria de saber, se a quantidade de armas que eu posso comprar é cumulativa, conforme as categorias do CR. Por exemplo: tenho CR de atirador, portanto posso comprar um determinado numero de armas, se fizer CR de caçador, aumenta meu limite? Ou vale somente o maior?

    • Lucas Silveira disse:

      Cumulativa.

      • Domingos Stuchi Junior disse:

        Lucas, acho que devemos esperar as eleições passarem p/ fazer pressão p/ uma legislação menos restritiva e justa, acho que Aécio 45 leva está e vamos negociar c/ um novo ministro da justiça ..

        • Lucas Silveira disse:

          Oi Junior,

          O Instituto DEFESA não pára.

          Estamos presentes no congresso neste momento e eu mesmo irei até a câmara dos deputados em novembro.

          • Marcos disse:

            Nossa representatividade melhorou nessas eleições e creio que se o PSDB ganhar poderá abrir mais caminho.
            É uma esperança, pois a população não aguenta mais ficar nas mãos dos marginais sem poder ter o mínimo de garantia de sua integridade física e moral e também poder garantir seu direito à vida e à defesa de seus bens.
            Estamos vivendo uma utopia e não democracia. Estamos à beira de virar uma venezuela. Nossa constituição é linda para os que estão no poder atualmente não a respeitam e não acontece nada!
            Vamos resistir!!!

          • Lucas Silveira disse:

            O trabalho está sendo feito, Marcos. E será cada vez maior e melhor com a ajuda de todos vocês.

            Unidos somos invencíveis.

          • ANTONIO disse:

            Caro Lucas, no site http://www.votenaweb.com.br
            Contribuamos com votos para resolver isso de forma politica.
            Aproveitamos agora que o congresso e menos bolivariano.

      • Daniel Alves e Silva disse:

        Lucas Silveira, sei da sua luta, mas cá para nós, muitos entram com pedido no EB para adquirir armas para defesa pessoal! Sou atirador e vejo no SFPC muitos processos de pessoas que nunca pisaram em um estande! E isto esta dificultando nossa vida, pois pratico tiro e vejo processo meu parado na fila devido ao acúmulo de pedidos! Acredito que a solução é a pessoa que quer arma para defesa pessoal entrar na justiça se a PF recusar a fornecer a autorização de compra! Concorda?

  2. André Luis disse:

    Lucas Silveira

    O debate foi só sobre as normas que regem a vida dos CAC ou algo mais pertinente ao público em geral também foi debatido (inclusão de novas armas na categoria de uso permitido, por exemplo)?.

    • Lucas Silveira disse:

      Oi André,

      O Exército não tem competência para legislar sobre isso.

      • André Luis disse:

        Mas Lucas Silveira, até onde eu sei, a magnífica lei 10826/03 não define o que é arma de “uso permitido” e “uso restrito”, tão somente define quais são os critérios para aquisição de uma arma de fogo. Como tal classificação consta somente no R-105 e esse documento é de responsabilidade do Exército, pensei que dependesse somente deles fazer essa alteração.

  3. Mateus Furlan disse:

    Então em dezembro eles voltarão a emitir CR?

    Abraços,

  4. Nilson de Almeida Paes Junior disse:

    Lucas Silveira, Bom Dia, você esta fazendo um ótimo trabalho com o Instituto Defesa, do seu ponto de vista essas novas normas irão beneficiar ou aumentará as restrições dificultando os CACs?
    Obs: Dei entrada no meu CR há dois anos, não sei por qual motivo ainda não foi concedido, estou quase desistindo ! Fiquei sabendo que 24 processos foram esta semana para Brasilia e o meu esta detre eles, e estou aguardando uma resposta do EB/DFPC!

    • Lucas Silveira disse:

      Bom dia Junior,

      Na minha opinião sincera, deve continuar ruim, mas de um jeito diferente. Esta bomba vai estourar mais uma vez na na mão do EB daqui a alguns meses.

      Quem sabe então eles me ouçam… :-)

  5. Ricardo Aparecido Arcova disse:

    Eles poderiam deixar o CAC portar uma arma do acervo dentro do seu carro no trajeto clube casa e vice e versa, pois é extremamente arriscado ainda mais quando sai do clube, se tiver um olheiro é só assaltar e conseguir mais armas.

  6. Vladimir garcia disse:

    Com relação a habitualidade de treino , nós caçadores que não competimos , ficaremos novamente presos a clubes de tiro como eramos obrigados anteriormente a pagarmos mensalidades absurdas? E com base em que serão estipuladas as taxas de licenças para quem praticar a caça por exemplo : do javali ? Porque a caça esta liberada mas a dificuldade de poder transportar nossas armas legalizadas continua a mesma e vou dizer que de estilingue o bicho não cai por nada ! Gostaria que fosse bem pensado estes assuntos pois com certeza altas taxas e burocracia não resolvem a nossas esperanças de andarmos legalizados e tranquilos.

  7. jailson Bezerra De santana disse:

    Então Lucas vamos poder ter nosso regulamento adequado pela vigência. Lucas

  8. jailson Bezerra De santana disse:

    Lucas gostaria de comprar uma camisa e um boné …e um grande abraço.

  9. Edilson JP-PB disse:

    Meu caro Lucas mais uma vez quero dar os parabéns pelo excelente trabalho que se dedica. Mim tire uma duvida eu querendo tirar o CR para poder praticar sem objetivo de competição apenas para treino e mim aperfeiçoar eu vou poder tira o CR?

    • Lucas Silveira disse:

      Sim sr. Se as novas portarias forem publicadas nos moldes desta sugestão, o sr. ficará enquadrado no nível 1.

      • Pedro disse:

        Grande Lucas, meus parabens pelo trabalho. Estou feliz demais por encontrar pessoas com a mesma cabeça que a minha. Do que precisarem de meu apoio estarei aqui, pois “Unidos somos invencíveis”!
        Gostaria de saber se algo mudou em relação à idade mínima para obter o CR. Tenho 19 anos, ja morei nos EUA e atirei muito por la. Agora estou aqui só passando vontade.
        Valeu e um abraço

  10. Rodrigo Napolis disse:

    Nobre Lucas, boa noite!

    Primeiro, quero deixar claro que não é uma crítica ao Instituto, que sempre admirei e tento contribuir no possível. Mas, no contexto geral, não percebi a boa fé do EB. Percebi, na verdade, sobre um discurso amigável a criação de mais controles, regulamentações e restrições.

    Será que, de fato, o EB está com boas intenções?

    E, segundo, eles tem apresentado isso como uma proposta que pode ser completamente desfeita se for provado que não faz sentido, ou como algo que só poderia sofrer “pequenos ajustes”?

    No mais, já enviei meu desagrado ao COLOG.

    Um forte abraço!

    • Lucas Silveira disse:

      Estou convencido de que o EB está agindo de boa fé, o que não significa necessariamente os melhores resultados.

      Precisamos ampliar e continuar a luta.

  11. Gustavo Asfora Frej disse:

    Lucas, boa noite
    sou cac desde 1970. Já fui atirador assíduo até 1993. Na época, entre 1978 e 1992 fiz parte da equipe brasileira com várias participações em campeonatos internacionais pelo COB/CBTE. Hoje sou instrutor credenciado pelo EB e PRF. Estou diariamente no Stand do nosso clube fazendo capacitação técnica para para aquisição ou renovação de registro, tanto de CAC como do SINARM.
    Minha dúvida:como ficam minhas aqs de materiais e munições para meu trabalho? Hoje, me considero um profissional neste ramo que é fruto do meu sustento e de minha familia.

  12. Marcos disse:

    “Exigência da habitualidade do atirador para manutenção da atividade”

    Ou seja, aquele que não for considerado atirador assíduo, que participe de provas nacionais, poderá não ter mais autorização para essa atividade e, portanto, seu arsenal será confiscado.

  13. Abilio Neto disse:

    Eu já penso que esta reunião só está sendo benéfica as pessoas
    que já possuem armas, o cidadão comum, que precisa ter o direito de ter uma arma, não foi mencionado nada a favor destes…

  14. Giovanni Zanella disse:

    Lucas,

    Essa de somente 4 armas para caça seria um grande problema para nós caçadores que usamos diversos calibres diferentes, logo quem possui as 12 armas no acervo como fica? Tens alguma ideia?

    Abs

  15. Alberico disse:

    Lucas, com essas mudanças como fica a aquisição de armas pelos novos CAC’s?

  16. Olavo Santos Junior disse:

    Bom dia Lucas,
    Noto na matéria acima, apenas a preocupação com atiradores e colecionadores, e percebo ainda, que até para estes o controle e exigências aumentarão; (obrigando-os a uma rotina de “atirador”). Em um país onde a renda média do cidadão pouco ultrapassa os R$2.000,00, e as taxas para manutenção de “CR”, Guias de Tráfego, Federação, Confederação, clube, etc, já pesam no orçamento simplesmente para manter sua(s) arma(s) dentro das leis, penso que levará à ilegalidade mais uma “porção” de brasileiros.
    Precisa-se pensar em facilitar o acesso LEGAL às armas e aos órgãos reguladores, desonerar impostos e desburocratizar processos de aquisição.
    Devemos dar prioridade ao direito ÀS ARMAS DE DEFESA PESSOAL, vivemos em um país onde está “brotando” do chão indivíduos sem escrúpulos, e a cada dia mais violentos, tornando-nos uma população refém da criminalidade; a legislação atual como está os protege, e deixa entregue a própria sorte a população que sustenta este país. Já não há lugar onde se possa sentir seguro em todo o território nacional; em casa, nas cidades,nas estradas, nos estabelecimentos,nas praias, nos campos e até em alto mar, como se proteger minimamente contra homens armados, se não com armas também?
    De qual lado estão os que fazem as leis?
    Não é justo confiscar a garrucha do vovô e ainda indicia-lo por possuí-la ou portá-la lá no sertão; assim como não é justo fazer o mesmo com quem um dia adquiriu legalmente uma arma e por dificuldade de acesso, informação e/ou dinheiro deixou de manter atualizado sua documentação.

    Sds.

    Olavo Jr.

  17. Felipe van Schaik Willig disse:

    Fui enviar a minha reclamação no site do Colog, que exige cadastro, mas ao tentar me cadastrar, o link para o cadastro não é válido…

    • Lucas Silveira disse:

      Oi Felipe, como vai?

      Ninguém havia relatado este problema ainda.
      Sugiro tentar novamente e, no caso de insucesso, telefonar diretametne pra lá!

  18. André Lopes disse:

    Bom dia Lucas,

    Alguma novidade sobre a liberação dos novos CR’s? Estou tentando tirar o meu para atirador, porem sem sucesso. Com relação às investidas politicas a respeito do porte, fico a disposição caso precise de algo.

  19. Tales Dantes disse:

    Olá, Sou novo no ramo burocrata, legalização!
    Apesar de ter 25 anos tenho experiencia como vários armamentos no tempo q passei como SD/CB no EB em um RCMec e no caminho da vida deis de criança.
    Pois bem, tenho armas de caça, e uma pistola, não tenho registro de nem uma.
    Não tenho porte, mas só uso na fazenda.
    Eu restauro ela, dou banho de Cobre/prata/ouro, refaço coronhas, e torneio peças gastas ou q precise de restaurar (só faço pro meu uso).
    Não sou muito influente e nem tenho todos os statos que vários aqui tem.
    Eu gostaria de saber como legalizar minha situação agora. Qual a melhor maneira para eu poder legalizar meus armamentos, e ficar tudo dentro de lei.

    • Lucas Silveira disse:

      Oi Tales, como vai?
      De acordo com a legislação em vigor é impossível regularizar seus armamentos.
      Por este e outros motivos o Instituto DEFESA tem como objetivo, entre outros, a revogação do Estatuto do Desarmamento. Podemos contar com o seu apoio?

      • Tales Dantes disse:

        Desse jeito fica difícil, não á a menor possibilidade que eu vá desfazer do meu armamento, pois tenho carinho por eles, o jeito é ficar “ilegal” até que possam mudar o estatuto.
        Como eu, há vários nessa situação, querendo se legalizar mas não tem uma opção acessível para regularizar.

        Lucas claro q pode contar comigo, sempre estou votando, ligado e dando meu parecer, sou um leitor do defesa.org e sempre que possível de alguma forma eu apoio e ajudo.
        Um excelente trapalho que você fazem, espero ansiosamente que depois dessas eleições com o Aecio presidente, e novos ministros isso possa mudar!!

  20. ANTONIO disse:

    Não sei até que ponto podemos esperar que nosso pais elimine a burocracia, a cada dia que passa criamos mais e mais regras para justificar qualquer coisa, isso pode isso não pode etc….
    Temos a ilusão de que todos somos cidadãos com o mesmo direito e iguais, ai criamos mais “papel” para dizer que este cidadão é diferente do outro.?????
    Espero um dia poder ter direito e conjuntamente a ele saber das responsabilidades dos quais cabe a mim e não a alguém (paizão governo) achar que deva decidir tudo por mim.
    Na historia do Brasil um dos primeiro desarmamentista foi Getulio que por medo de uma revolta popular (golpe em 1934)desarmou a população, depois “endemoniamos” essas ferramentas ao ponto de achar que estas tem vida própria (não é o homem que mata é a arma), depois de algumas gerações isso vira verdade e hoje temos essa realidade, em que se uma pessoa poe a mão na arma automaticamente vai querer matar alguém, e que os bandidos são bons, mas a arma tem “maldição”
    Esta intrínseco no brasileiro essas condições, a burocracia, o achar que regras resolvem tudo, e acreditar em “fantasmas”.
    EDUCAÇÃO resolve isso, mas o pior cego é aquele que não quer ver os reais motivos desse estatuto do desarmamento.
    Desculpem o desabafo.
    Vamos em frente e lutar pelos nossos direitos, obrigado ao Defesa.Org por essa importante participação nas decisões.
    Obrigado.

  21. Vtk disse:

    EX: Imagine se cada vez que eu comprasse um automóvel ou motocicleta eu tivesse que fazer exame de auto escola. Eu ja atirei com inúmeras armas e calibres ‘quem esta habilitado, quando paisano’ a homologar um TAF para mim quando se tratar da aquisição de um .308Win por exemplo? As Industrias de material bélico ‘poderão dar em comodato’ armas de ‘calibres restritos! ‘permitidos NÃO’ ou seja, se digamos, a TAURUS quiser investir no meu clube e dar 30 pistolas e 20 revolveres, esses deverão ou somente poderão ser de .40 pra cima. Desculpe, só há um erro nessa lei dita desarmamentista, tudo. Revoga-se e começa tudo de novo. Note, a simplicidade é o que orquestra o sucesso de todas as operações. Já atribuíram ao EB o trato com paisano, que não é o correto. Logo o R 105 Idem. Mas ainda assim prefiro essa conversa na mão do EB que em outras instituições.

  22. Andrey disse:

    boa tarde Lucas, a respeito do CR de caçador, ainda sera necessario filiação em clube? obrigado

  23. David Vieira disse:

    Boa noite,entendi mal ou a partir de dezembro desse ano posso dar entrada no meu CR ? Como posso me juntar a vocês nessa e ajudar em algo?

  24. quagmire disse:

    Tenho 27 anos e sou CAC. Essas novas regras são ridículas.
    Melhor eles deixarem como está, porque essas novas só pioram nossa situação.
    Estão aumentando a burocracia. Única coisa boa é a delegação para as regionais.
    Quanto a revalidação bienal, já é assim, então não foi uma mudança. Devia ser a cada 5 anos.
    No Brasil é assim, nunca melhoram uma lei, só pioram. Sozinhos não somos nada, assim como Unidos também não somos nada. Não adianta nada a participação do Defesa nisso e nem adianta nada alguém reclamar para o exercício. Eles só deixaram vocês participarem para passarem uma boa imagem, mas é tudo fingimento, não vão levar em conta nenhuma opinião de fora. Aqui nesse país as coisas só pioram, esss zoológico não têm futuro.

  25. quagmire disse:

    Pensei que iam melhorar algo, que por terem deixado o Defesa fazer parte, eles iriam melhorar a burocracia, facilitar a vida dos CAC. Mas é assim no Brasil.O governo finge que vai melhorar alguma algo e só piora. Finge que vai aceitar opiniões mas ignora opiniões de fora. País sem futuro. Vão é proibir todos de terem armas daqui uns anos.

  26. vilson pandini disse:

    GOSTARIA DE QUE UM VGT, BEM PREPARADO,O MELHOR QUE TENHA VARIOS CURSOS EM EXTENÇÕES PODERIA TER O PORTE DE ARMAS 24 HORAS DIA PARA PODER SE DEFENDER E PROTEGER TAMBÉM A SUA FAMÍLIA,É OQUE EU ACHO ,PORQUE A GENTE FAZ TANTOS CURSOS SE APERFEIÇOA A CADA VEZ MELHOR,PORQUE PARA QUE PARA NÃO PODER TER UM PORTE EM MÃO,PORQUE ISSO SE A GENTE SABE QUE SE USAR A ARMA NÓS TEMOS QUE RESPONDER POR ISSO,VEJAM ISSO COM ATENÇÃO E CARINHO PORQUE NÓS TAMBÉM SOMOS HUMANOS E NOSSAS FAMÍLIAS PRECISAM DA NOSSA SEGURANÇA MUITO OBRIGADO,TENHO 27 CURSOS PROFISSIONAIS NA SEGURANÇA E VENHO A FALAR ISSO,MUITO OBRIGADO SENHORES.

  27. Pierre disse:

    Infelizmente, estaremos mal, independente de qual candidato ganhe. Sao todos anti-armas. Afinal, o nefasto Estatuto come

  28. ANGELO FERREIRA DA SILVA disse:

    Não conceder o acesso e o porte de armas as pessoas responsáveis por seu uso é favorecer o crime que cada vez mais age impunemente, seguro de que nunca haverá resistência da população desarmada.

  29. Pierre disse:

    Infelizmente, estaremos mal, independente de qual candidato ganhe. Sao todos anti-armas. Afinal, o nefasto Estatuto come

  30. YuriRoxo disse:

    Infelizmente vivemos num país hipócrita. Acredito que o “Glorioso” Exército Brasileiro até tem a boa vontade de melhorar o sistema. Porém, com o Estatuto do Desarmamento e políticos “não-armamentistas” a coisa acaba ficando difícil.

    No máximo, vão melhorar algumas coisas ínfimas, mas a burocracia, os altos preços, a marginalização do esporte do tiro e o direito à defesa pessoal continuarão no mesmo buraco. Não adianta nada renovar o CR a cada dois anos se no dia-a-dia o meu porte de trânsito é marginalizado. Ou ainda, ter meu acervo confiscado — e correr o risco de ser preso como um traficante — porque simplesmente não competi o quanto o exército acha que eu devo competir para manutenção do CR.

    Enquanto o porte de arma for diferenciado do fato de possuir armas para outros propósitos (caçador, atirador, colecionador), o sistema só se complicará mais com o tempo. Como citei anteriormente, o exército pode me liberar 100 armas. Se eu transitar com uma delas a pronto uso, a polícia pode me prender pois não tenho o porte.

    Acredito que a coisa só vai andar realmente quando o Exército e apenas ele tiver o controle total de armamentos e das portarias, leis e regulamentações vigentes, seja para caça, defesa, esporte de tiro, etc, e todas as leis relacionadas à arma de fogo serem revistas por tal instituição.

    Unidos somos invencíveis!

    • ANTONIO disse:

      Agora fiquei curioso, porque alguém do poder executivo e legislativo tem propriedade para legislar sobre algo que não seria de sua competência?, ou pior não entende NADA.
      Ou alguém acha que o Tiririca (só como exemplo)entente de armas, ou um pastor etc….
      Muito boa a sua observação.

  31. Bruno de Araújo disse:

    Quem é a favor de um começo de mudança, pode clicar nesse link e já deixar o seu voto http://www12.senado.gov.br/ecidadania/visualizacaoideia?id=27161

  32. Felipe disse:

    Em suma o SFPC continuará sendo um lixo criando cada vez mais BURROCRACIA, só pra dificultar e encher o saco de quem quer fazer as coisas certas, eu realmente não entendo quem fica puxando o saco desses periquitos verdes que só enchem o saco dos atiradores, cada vez mais autoritários e cheios de exigências, o que vai aos poucos dificultando mais o acesso ao esporte, eles não tem interesse de melhorar e sim de piorar se é que isso é possível, tento em vista como já é péssimo o serviço prestado por esses imbecis, ficam enchendo o saco do cidadão de bem, que é quem paga o salario desses vagabundos!!!

  33. Ricardo Aparecido Arcova disse:

    só sei que comprei uma outra arma e dessa vez esta de rosca, ainda encontra-se “recebido no balcão bla bla bla” nunca vai pra análise.

  34. wagner disse:

    TODOS GOSTARIAMOS QUE HOUVESEM LEIS JUSTAS QUE FAVORECESSEM OS HOMENS RESPONSAVEIS DESTE PAÍS. pOREM VIVEMOS UMA SITUAÇAO ADVERSA PORQUE A PALAVRA DE UMA PESSOA HONRADA AQUI NÃO TEM VALOR ALGUM. pARAQUE ESTA REVALIDAÇAO DE CR de dois em dois anos. O espaço de tempo deveria ser de 5 em 5 anos. Anualmente poderiamos enviar um documento registrado ao EB nos responsabilizando pela posse das armas do acervo e isto diminuiria o trabalho das SFPC. Deveriamos ter o livre direito ao porte de arma para nossa defesa em qualquer lugar do país. Pois vemos que o crime assola este sem que os legisladores consigam deter seu avanço. Os candidatos a cargos politicos desenvolvem´ teses maravilhosas que nunca tem efeito algum, pois só em campanhas é que são divulgadas. O modelo de segurança usado nesta copa do mundo é uma utopia, pois acredito que houve alguns acordos com os bandidos para que eles tirassem uma folga enquanto a bola corria e o povo era iludido com estadios superfaturados. Espero que os militares pesem a favor da Patria Amada que somos todos nós e não nos abandonem a um governo com tendencias comunistas em que o esforço de uma vida de trabalho irá beneficiar outros que querem se apoderar do que foi ganho com suor e lagrimas. Grato pela atençao.

  35. wagner disse:

    TODOS GOSTARIAMOS QUE HOUVESEM LEIS JUSTAS QUE FAVORECESSEM OS HOMENS RESPONSAVEIS DESTE PAÍS. pOREM VIVEMOS UMA SITUAÇAO ADVERSA PORQUE A PALAVRA DE UMA PESSOA HONRADA AQUI NÃO TEM VALOR ALGUM. pARAQUE ESTA REVALIDAÇAO DE CR de dois em dois anos. O espaço de tempo deveria ser de 5 em 5 anos. Anualmente poderiamos enviar um documento registrado ao EB nos responsabilizando pela posse das armas do acervo e isto diminuiria o trabalho das SFPC. Deveriamos ter o livre direito ao porte de arma para nossa defesa em qualquer lugar do país. Pois vemos que o crime assola este sem que os legisladores consigam deter seu avanço. Os candidatos a cargos politicos desenvolvem´ teses maravilhosas que nunca tem efeito algum, pois só em campanhas é que são divulgadas. O modelo de segurança usado nesta copa do mundo é uma utopia, pois acredito que houve alguns acordos com os bandidos para que eles tirassem uma folga enquanto a bola corria e o povo era iludido com estadios superfaturados. Espero que os militares pesem a favor da Patria Amada que somos todos nós e não nos abandonem a um governo com tendencias comunistas em que o esforço de uma vida de trabalho irá beneficiar outros que querem se apoderar do que foi ganho com suor e lagrimas. Grato pela atençao.

  36. Marcelo disse:

    Interessantíssimo seria esse mesmo trabalho com a Polícia Federal. Sonho de uma noite de verão!

  37. Rodrigo disse:

    Lucas Silveira para Deputado Federal!

    a briga vai ser melhor.

    • Lucas Silveira disse:

      Até pode ser um dia, Rodrigo. Mas antes disso tenho a missão de tornar o Instituto DEFESA uma entidade enorme, forte e ainda mais respeitada. Isso tem muito mais importância que uma cadeira na Câmara.
      E eu vou cumprir, com a ajuda de vocês.
      Unidos somos invencíveis

  38. Mauricio Alves disse:

    As FFAA brasileiras deveriam estimular a continuidade na atualização, além de auxiliar, sobretudo aos seus reservistas no exercício de tiro, em todas as modalidades. Afinal, o benefício maior são delas próprias, e a custo zero! Urge, que elas não dificultem a vida do cidadão, se não puder ajudá-los pelo menos não atrapalhe, nem “burrocratize” tanto o controle de armamento.

  39. Mauricio Alves disse:

    A proximidade do CIDADÃO e o Exército é salutar!

  40. mateus disse:

    quantas armas o cac nivel 1 vai poder possuir?

  41. luiz augusto faria de avellar disse:

    CARO AMIGO LUCAS SILVEIRA OBSERVANDO A GRANDIOSA E ÁRDUA LUTA PELO DIREITO A AUTO-DEFESA E ACESSO IRRESTRITO AS ARMAS DE FOGO POR CIDADÕES DE BEM E LAMENTAVELMENTE SEMPRE ENCONTRANDO BARREIRAS E RESTRIÇÕES IMPOSTA PELO GOVERNO FEDERAL E ATE MESMO PELO PRÓPRIA EXERCITO E POLICIA FEDERAL QUE SEMPRE INDEFERE E FALAM UM VERDADEIRO NÃO PARA O CIDADÃO DE BEM POSSUIR E COMPRA ARMAS NO BRASIL VENHO ENTÃO SUGERIR EM NOME DE TODOS ESTES DIZER QUE SERA MELHOR QUE INSTITUIÇÕES FEITO ESTA DEFESA ORG QUE LUTAM PELO NOSSO DIREITO DE DEFESA A PARTIR DE AGORA REINVEDICAR JUNTO AS NOSSA AUTORIDADES REPRESENTATIVAS SEJAM ELAS DEPUTADOS FEDERAIS E ESTADUAIS E AOS ÓRGÃOS DO GOVERNO FEDERAL PARA SUGERIR AO GOVERNO FEDERAL A VIR CRIA COM EXCLUSIVIDADE UMA NOVA ESPECIAL AGENCIA REGULADORA PARA SEGURANÇA PRIVADA E PUBLICA NO BRASIL FORMADAS&COMPOSTA POR TÉCNICOS DE ENTIDADES REPRESENTATIVAS DOS DIREITOS DO CIDADDÕES A UOT DEFESA IGUAL A DEFESA ORG E POLITICO QUE VERDADEIRAMENTE DEFENDE OS DIREITOS PRO-ARAM E DE DEFESA DO CIDADÃO E DAS EMPRESAS DE SEGURANÇA PRIVADA E PUBLICAS ESTA AGENCIA NACIONAL DE SEGURANÇA PUBLICA&PRIVADA FICARA INCUMBIDA E RESPONSÁVEL DIRETAMENTE PELO SETORES DE SEGURANÇA PRIVADA,EMISSÕES DE PORTE&POSSE DE ARMAS DE FOGOS AOS CIDADÕES EM PARCERIA COM AS POLICIAS CIVIL ESTADUAIS,EMISSÕES CERTIFICADOS REGISTRO PARA COLECIONADORES,ATIRADORES E CAÇADORES E COM A FUNÇÕES JUNTO AS ENTIDADES REPRESENTATIVAS LEGAIS DESTA CLASSE PARA JUNTOS E UNIDOS A VIREM SUGERIR PLANEJAMENTOS&PROJETOS DE LEIS FEDERAL AO GOVERNO FEDERAL E ESTADUAL E AO CONGRESSO NACIONAL E REGULAMENTAR AS LEIS FEDERAL REFERENTE A SETE SETOR,DELIBERAR CRIAR RESOLUÇÕES&PORTARIA E OUTRAS FUNÇÕES ESPECIFICAS PARA MELHOR AGILIDADES E BENEFÍCIOS A ESTE SETOR TIRANDO DE UMA VEZ POR TODA ESTA FUNÇÕES DA POLICIA FEDERAL E PRINCIPALMENTE A DO EXERCITO QUE AO MEU PONTO DE VISTA SÃO INTRANSIGENTES,NÃO ACEITAM PARTICIPAÇÃO&SUGESTÕES POPULAR E DE ENTIDADES REPRESENTATIVAS DO SETOR ACHANDO ELES NA SUA MINORIA QUE SÃO OS ÚNICOS QUE PODEM TER ESTE DIREITO E NINGUÉM MAIS NA MAIOR ARROGÂNCIA E DESFEITAS AS NOSSAS REAL NECESSIDADE DESTA CLASSE DO SETOR DE SEGURANÇA PRIVADA E PUBLICA E PRINCIPALMENTE AOS DIREITOS CONSOLIDADOS EM RELAÇÃO AOS RESULTADOS DO REFERENDO POPULAR QUE DISSE NÃO A PROIBIÇÃO DE VENDAS DE ARMA NO BRASIL MAIS UMA VEZ DIGO NÃO ADIANTA BRIGAR E PERDER TEMPO COM ESTA INSTITUIÇÕES POLICIA FEDERAL E EXERCITO TEMOS QUE LUTA DESDE AGORA PARA CRIAÇÃO E CONSTITUIÇÃO DESTA AGENCIA REGULADORA ESPECIFICA PARA REGULAMENTAR E GERENCIAR ESTAS E OUTRAS CATEGORIAS CITADAS ACIMA VAMOS COBRAR DE NOSSO DEPUTADOS E SENADORES PELA CRIAÇÃO DESTE NOVO ÓRGÃO FEDERAL UM ABRAÇO A TODOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*