O Instituto DEFESA defende o descumprimento da lei?

Lucas Silveira é presidente do Instituto DEFESA

Quando o Instituto DEFESA optou por utilizar as redes sociais como Facebook, Instagram e YouTUBE para trazer seus potenciais interessados para o debate ou para se juntarem a nós, já era sabido que cada rede tem as suas peculiaridades em termos de modo de publicação e público.

A forma de se comunicar via Instagram é totalmente diferente do que acontece no Twitter, que é diametralmente oposta a do Facebook, que nunca será tão aprofundada quando o espaço que tem-se, por exemplo, no portal do DEFESA ou em uma publicação científica ou literária.

No Facebook, o Instituto DEFESA, por meio da Campanha do Armamento, tem seu maior alcance. Lá são feitas muitas publicações chamativas à interação, embora saiba-se que o ambiente é absolutamente inadequado para uma análise séria de qualquer tema.

Não raramente as publicações da Campanha do Armamento colocam em cheque a legitimidade da Lei 10.826/03 (Estatuto do Desarmamento) ou incentivam o porte de armas sem se preocupar em aprofundar o tema, mas sim em trazer novo público ao debate acerca da pauta.

Em decorrência disso abre-se um espaço para, a partir de uma análise rasa, se afirmar que o Instituto DEFESA não é afeto às leis, que defende a anarquia pura e simples, ou que não respeita o Estado Democrático de Direito.

Sobre isso, portanto, convém esclarecer alguns tópicos, a saber:

  1. Incentivar o descumprimento da lei é crime, logo, o Instituto DEFESA jamais poderia fazê-lo sem sofrer as consequências jurídicas. Nos termos do Código Penal:

       Incitação ao crime

        Art. 286 – Incitar, publicamente, a prática de crime:

        Pena – detenção, de três a seis meses, ou multa.

        Apologia de crime ou criminoso

        Art. 287 – Fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime:

        Pena – detenção, de três a seis meses, ou multa.

2. A legislação nos exige que cumpramos as leis, mesmo aquelas manifestamente ilegítimas ou injustas. Por exemplo, sabe-se que o Estatuto do Desarmamento foi fruto de uma prática criminosa chamada de mensalão, aprovada por criminosos e para defender criminosos.  Assim, a legislação feita por bandidos deve ser seguida pelos cumpridores de lei.

3. A lei também exige que mesmo quando mais de 50.000 pessoas por ano morrem em decorrência da legislação aprovada por bandidos para defender criminosos, o cidadão cumpridor da lei continue sendo alvo dos disparos sem poder se defender.  A lei exige que você não defenda sua família. Assim, é papel do seguidor de leis deixar dezenas de milhares de pessoas morrerem – incluindo sua mãe, seus filhos, seus amigos – sem se defender.

4. A lei ordena que se você não está contente com o ordenamento jurídico, deve procurar os meios constitucionais para a sua mudança. Por exemplo, o plebiscito ou o referendo. Mesmo quando 60 milhões de pessoas votam contra o desarmamento mas o desarmamento continua, o seguidor de lei deve aceitar não ter seu voto respeitado, seguir a lei fruto de fato criminoso, e deixar dezenas de milhares de pessoas morrem por ano.

5. É claro que seria muito prático pedir que o povo – de quem emana o poder – fizesse valer o seu voto. Se todos desobedecessem o Estatuto do Desarmamento, ele simplesmente estaria imediatamente inválido, e todos os problemas estariam resolvidos. Mas a lei, contudo, nos ordena que o cidadão continue esperando, além dos já 12 anos desde o Referendo outros 12 ou 24, ou 48 anos.

Portanto, se pudéssemos encorajar as pessoas a simplesmente desobedecer as normas e fazer valer seus direitos, todos os problemas referentes a restrição de armas no Brasil estariam imediatamente solucionados. Mas como a lei proíbe, nosso posicionamento oficial é orientar que o cidadão: a) cumpra uma lei feita por voto comprado; b) ignore as dezenas de milhares de pessoas mortas todos os anos. c) ignore o fato de ter seu voto desrespeitado e d) espere a sua vida inteira por uma mudança na legislação que pode não chegar, ou chegar quando for tarde demais.


Publicado em Artigos
25 comentários sobre “O Instituto DEFESA defende o descumprimento da lei?
  1. Brunno cesar cypriano disse:

    eitah… essa pegou bem embaixo.
    parabéns pra quem escreveu o texto.. ficou excelente.

  2. Vanildo disse:

    O Estatuto do Desarmamento foi planejado para desarmar a população civil ORDEIRA, com finalidade ditatorial a ser perpetrada no decorrer do governo de esquerda que iniciou-se por FHC.

  3. Leonardo disse:

    O instituto defesa sempre de parabéns.

  4. Carlos de Almeida disse:

    Muito sábio seu comentário Sr Lukas,como sempre do lado do cidadão de bem!

  5. Antonio Marcos Silva Duarte disse:

    O povo não c une nem quando é roubado na cara dura vai c unir em prol das armas!!??
    Sonho com este dia,mas infelizmente o que vejo são pessoas acoadas que como um cavalo em uma carroça não sabem a força que tem,penso como a página mesmo que c todos portassem o governo só iria ter que abrir as pernas ,foda é qie tem muita gente por aí qie o cara fala em armas perto deles já olham torto e tiram pra bandido,respeitam tanta coisa nova e tal , gênero e sexualidade com crianças e não respeitam a opção do outro gostar , querer ter portar treinar ,tô por umas d liga o fodasse pra esse sistema!!
    Apoiado Instituto Defesa,vamos mudar isso

  6. Gerson disse:

    Disse tudo.
    Aproveito para protestar quanto a obrigatoriedade de vinculo a clube de tiro para manutenção do CR. Após um ano amarrado a clube, desisti da aquisição de uma boa pistola e mantive meu 38 na PF, muito custo atrelado que só interessa aos clubes. Antigamente tinha meu porte e praticava mensalmente em qualquer clube sem o menor problema. Já hoje, só a marginal está deitando e rolando. Obs.: minha opinião.

  7. Mário disse:

    Eu gostaria de pedir uma informação ao Instituto Defesa Org no que tange o direito à defesa no quintal de minha casa. Próximo de conseguir uma arma, totalmente legalizada,ainda não conheço os meus direitos à defesa no quintal, ou mesmo dentro de minha casa. Reeitero meu pedido, no sentido de uma informação concreta, pois as que me passam, são vagas, e não confiáveis.

  8. Carlos alberto disse:

    Texto forte e doido. Pois é a mais pura realidade. Estamos.nas mãos de.políticos canalhas.

  9. Cesar disse:

    Eu descordo desse dezarmamento excroto.porto arma sem porte .vou me defender ,nao quero nem saber.

  10. Emilio jose leite osorio disse:

    Eh um absurdo que pessoas ou entidades escusas queiram distorcer o ideal do Instituto de Defesa, que defende os direitos usurpados e estuprados dos brasileiros. Sao pessoas que defendem e regem organizaçoes criminosas, tentando deturpar uma visao clara e precisa dos nossos direitos constitucionais…

  11. walter avelino de sousa disse:

    Se cumprir o estatuto morre, se descumprir vai preso, o que fazer? e o nosso voto sendo descumprido, a quem recorrer? só Deus pode livrar o cidadão de bem, da cadeia ou da morte, salve-se quem poder.

  12. Diney Liborio Bastos disse:

    É humanamente impossível as autoridades nos dar segurança 24h contudo nos pobres mortais não temos o direito se quer de tentar nos defender.

  13. JOSÉ DE OLIVEIRA MARTINS disse:

    MUITO BOM, O ARTIGO. ACREDITO QUE COM UM NOVO GOVERNO, SÉRIO, NOSSO PAÍS POSSA DAR MAIS COBERTURA AOS CIDADÃOS DE BEM.

  14. Marcos Antônio Silveira Rosa disse:

    gostaria de saber como faço para trocar minha carteirinha pois a mesma está vencida

  15. José Muniz disse:

    Caro Presidente do Instituto Defesa.

    Permita-me relatar este fato. Na legislação atual pode-se observar variados absurdos e discriminações. Vejam senhores que o militar da ativa pode usar normalmente sua arma. Porém quando passa para a reserva (apesar de legalmente a qualquer momento ser convocado para a ativa) e como natural já possuir mais idade (quando mais se necessita de uma arma para defesa) este direito lhe é suprimido, ou seja, compulsoriamente tem que se submeter, repetidas vezes, a um exame psicológico sem qualquer critério para obter o porte de arma, ministrado por psicólogos civis que nada conhecem da profissão militar (nada contra os psicólogos). No meu caso fui instrutor de armamento, munição e tiro por mais de vinte anos, conheço arma como a palma de minha mão e mesmo assim agora sou obrigado a submeter-me a um exame psicológico sem qualquer critério. Será que é porque estou ficando velho? Ora cabe ao velho, nesta situação, decidir o momento de “encostar” sua arma; assim como lhe cabe decidir, no momento oportuno, sobre os demais atos de sua vida civil. É horrível. É humilhante por mais. Somente quem vive a situação sabe aquilatar estas palavras”. Em tempo o Estatuto dos Militares Federais trata igualmente o pessoal da ativa e da reserva, apenas com pontuais e justas diferenças sem jamais citar a proibição desta malsinada lei do Desarmemento.

    Obrigado.

    (Oficial superior das Forças armadas na reserva)

  16. Nelson Martins de Assis Brasil disse:

    Meu caro Lucas, este é o melhor artigo que você já escreveu até a data de hoje. Parabéns.

  17. evilasio disse:

    parabens pelas belas palavras mas estas deveriam ser bem mais divulgadas pois são poucos que tem a oportunidade de saber da verdadeira razão do estatuto do desarmamento ser aprovado.
    porque o povo se deixa enganar por estes bandidos e ladrões e
    não procura a verdade, falta de educação e cultura.
    obrigado instituto de defesa.

  18. Daniel Uhlendorf disse:

    Perfeito.

  19. Fidélis Júnio Marra Santos disse:

    Caro Lucas Silveira, meus Parabéns. Com clareza e argumentação utilizando a “Lei” e fatos, você disse tudo. A nossa situação aqui no Brasil é bem nítida, só não enxerga quem é muito burro ou quem é VAGABUNDO, CANALHA, comunista, socialista, e o escambau a quatro esquerdista: nós, brasileiros, estamos sendo MASSACRADOS por CRIMINOSOS. Além da Violência que enfrentamos nas ruas de toda classe de facínoras, que sentem satisfação em matar um indefeso, pior ainda é a Violência de todos esses MARGINAIS, PSICOPATAS, VAGABUNDOS, COVARDES fantasiados de classe politica com o aval da mais alta corte, o STF, também formado por um bando de vagabundos, covardes. Tanto esses vagabundos, criminosos fantasiados de políticos quanto os vagabundos do STF, fantasiados de juízes, não conhecem a NOSSA REALIDADE. Não sabem o que é a rua… toda essa catrefa criminosa tem a Certeza da tranquilidade, da Paz, pois estão cercados com agentes públicos (pagos com o NOSSO dinheiro) que fazem a segurança deles e dos seus, enquanto nós, meros brasileiros pagadores de IMPOSTOS, estamos largados a toda sorte de Violência nesse genocídio, o nosso genocídio brasileiro. Pois bem: FODAM-SE políticos e juízes do STF!!!! FODAM-SE!! Políticos e juízes do STF são todos CRIMINOSOS!! ATENÇÃO!: Essa é pra vocês políticos (presidente, governadores, prefeitos, senadores, deputados, secretários etc.), comunistas pseudo-juízes do STF, bando de “artistas” vagabundos, e pra todo tipo de vagabundo esquerdista, eu só tenho a dizer isto: ENFIA O ESTATUTO DO DESARMAMENTO NO MEIO DA SUA BUNDA!! Brasileiros, ÀS ARMAS!!! SIM, ÀS ARMAS!! Ou alguém ainda duvida que estamos em Guerra aqui no Brasil!? Mais de 60.000 ASSASSINATOS por ano, é ou não é uma Guerra? Uma merda de pedaço de papel fornecido pelo Estado (que no caso do Estado brasileiro, é um Estado CRIMINOSO)”autorizando” você ter uma arma de fogo, não significa nada na hora de salvar a sua vida, a vida da sua Família ou da pessoa ao seu lado. Insisto: BRASILEIROS, ÀS ARMAS!! Lucas, mais uma vez, meus Parabéns e, que Jesus Cristo te guarde e guarde sua Família. Nota: duas semanas atrás, um par de vagabundos tentou assaltar meus familiares na porta da minha casa a noite, só que eles não me viram e, não contavam que eu estivesse com o meu velho 7022-semiautomático com carregador cheio, mais dois também cheios no bolso. Só foi o prazo que eu apontei e mandei os bastardos sumirem, primeiro ficaram paralisados e, em seguida, largaram em disparada numa moto velha. Seja como for, Nós somos responsáveis pela nossa segurança e pela segurança dos nossos.

  20. Antonio disse:

    Simplesmente: PARABÉNS!

  21. Sergio Modolo disse:

    Ótimo esclarecimento!
    Sigamos todos juntos ao Instituto!!!
    DEUS abençoe!!

  22. Wis disse:

    É os cac’s e os cidadãos de bem temos que tomarmos um postura mais fim e precionar esse governo pelos nos direitos.

  23. Gabriel Arruda disse:

    O Brasil precisa de alguém que seja o rosto da desobefiência civil e um símbolo de rebelião contra os políticos e de seus lacaio,a polícia,seus caprichos em forma de leis e pricipalmente contra o estatuto.Um vigilante que mata criminosos de forma eficaz e distribúi as armas do crime para a população.O Brasil existem vigilantes que matam bandidos,só que esses caras operam de modo pouco profissional e eles não convocam o povo para a luta.Um cara assim sem dúvida seria rotulado como “Inimigo do Estado” e/ou “Ameaça á Segurança Nacional”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*