Mulher reage e mata ex-marido com facada

19-01-2014 Luciana desferiu uma facada profunda no antebraço esquerdo do homem, após ter sido espancada

Após uma discussão, Luciana Eugênio da Silva, 30 anos, matou o ex-marido, Eder do Nascimento, também de 30 anos, na madrugada de ontem, em Campinas.

Luciana desferiu uma facada profunda no antebraço esquerdo do homem, após ter sido espancada como socos, pontapés e pedaço de madeira. O crime ocorreu em uma casa da rua 18 do Parque da Amizade, bairro da região do Jardim Florence 1, área Oeste da cidade.

Policiais militares efetuaram a detenção de Luciana. Eder foi levado por equipe de Unidade de Resgate (UR) do Corpo de Bombeiros para o Hospital Celso Pierro, da PUC-Campinas, mas não resistiu em decorrência da grande perda de sangue. A faca usada por Luciana foi apreendida na Polícia Civil. Após a autuação, ela foi mandada para a cadeia de Paulínia.

Segundo os policiais militares, eles foram acionados para o local para verificarem uma discussão em família. Ao chegarem na casa, viram o homem esfaqueado. A suspeita contou que foi vítima de agressão, com o homem pulando em seu pescoço e depois desferido socos em suas costelas.

Quando ele apanhou um pedaço de pau, segundo a mulher, ela foi mais rápida e acertou o antebraço dele. “Fui me defender. Eu podia ter morrido nas mãos dele”, afirmou Luciana.

E em mais um acaso de confusão, um casal foi parar na Central de Flagrantes da Polícia Civil, na tarde de sábado, após uma discussão. Por causa da violência das duas partes, a PM foi chamada. A mulher, de 22 anos, e o ex-marido, de 26, foram levados para a delegacia. A mulher, D.V., relatou que até já tem medida protetiva para “se ver longe” do ex.

Extraído de http://www.redebomdia.com.br/noticia/detalhe/63228/Mulher+reage+e+mata+ex-marido+com+facada


Publicado em Reação armada
Um comentário sobre “Mulher reage e mata ex-marido com facada
  1. carlos mello disse:

    Mas se foi legítima defesa, porque prenderam a mulher?
    Devia gnahr um diploma pela coragem de reagir.

    Queriam que ela não fizesse nada?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*