Mozambique Drill

Imagine um inimigo com arma de calibre, cadência de disparo e capacidade melhores que a sua, avançando decididamente para matá-lo. O tempo urge e você precisa – com a sua pistola – tirar o oponente de combate com o mínimo número de disparos possível. Onde é que você vai atirar? Na cabeça, e arriscar errar o alvo? Ou no tronco, e arriscar não parar o atacante?

Foi o que aconteceu com o mercenário Mike Russeau, durante a Gurra da Independência de Moçambique. Armado com uma Browning HP 35 viu-se frente a frente com um inimigo e sua AK-47, no Aeroporto Lourenço Marques. Inicialmente, a decisão do mercenário foi efetuar o Double Tap no peito, o que não foi suficiente para tirar o inimigo de combate. Então, fez a visada e disparou contra a cabeça, quando finalmente conseguiu abatê-lo.

Portanto, o Mozambique (ou Moçambique, em Português) Drill, consiste em efetuar um double tap no tronco, e um tiro com visada na cabeça, no menor tempo possível.

Ao contar sua história a Jeff Cooper, famoso Coronel e Instrutor de Tiro, que passou a utilizar o Moçambique Drill ou Triple Tap nas suas aulas, tornando-o conhecido em todo o mundo.

Estamos preparando um vídeo sobre o tema, mas até lá, confira o seguinte, retirado de uma busca no YouTube:

Mozambique Drill


Publicado em Artigos
7 comentários sobre “Mozambique Drill
  1. Mateus Luiz disse:

    Assistindo esse e o Drill El Presidente, eu fiquei em uma pequena dúvida: Eu preferia o revolver como arma de defesa, pelo sistema mais simples, mas vendo esses dois treinamentos, o mais adequado seria uma pistola?

    • Lucas Silveira disse:

      Oi Mateus,

      O revólver continua sendo uma excelente arma de defesa. O drill é apenas um exercício e não uma regra indisponível no combate. Ainda assim, você pode fazer o El Presidente com revólver usando um jet ou speed loader.

  2. Bruno Tattine disse:

    Acho que o personagem de Tom Cruise no filme “Colateral” usava essa técnica…

  3. Marcos Braga disse:

    Peço a gentileza de assistirem aos dois vídeos abaixo, para saberem contra que tipo de força nós, brasileiros de bem, estamos lutando.

    Eis a explicação, de uma forma didática e objetiva, da situação atual do mundo e do Brasil, nas palavras do dissidente soviético Yuri Bezmenov, em palestra proferida no ano de 1983 na Summit University de Los Angeles, Califórnia, EEUU, e em entrevista concedida em 1984 ao jornalista G. Edward Griffin.

    Claro que ninguém acreditou. O resultado desse ceticismo é visível, principalmente no Brasil, terreno fértil para a germinação do lixo ideológico comunista.

    http://www.youtube.com/watch?v=xgJD4YJ2TOc

    http://www.youtube.com/watch?v=kJqVB0fcRyA

    Grato por sua atenção.
    Marcos Braga

  4. rafael pereira disse:

    uma pistola 22lr faz o triple melhor que todas!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*