Mito #4

O mito:

O desarmamento foi eficaz para reduzir a criminalidade no Brasil.

A verdade:

Desde o implemento da Lei 10.826, em 2003, os índices de homicídios e crimes violentos aumentam consistentemente, mesmo em um período no qual o Brasil passou por profundas melhorias econômicas e sociais.

Fonte: Mapa da Violência 2013 (PDF). Páginas 11 e 12.

Nota: Se você discorda desta afirmação, esteja convidado a comentar, apresentando argumentos coerentes e fontes confiáveis para embasar sua defesa. Temos compromisso com a verdade e com a lógica, e respeitaremos o direito de qualquer cidadão apresentar contra-argumentos, desde que sejam coerentes.


Publicado em Mitos e Verdades
15 comentários sobre “Mito #4
  1. Vaick disse:

    Na Austrália o número de mortes por armas de fogo caiu mais de 50% após e proibição das mesmas.

    E agora vem a pergunta, por que querem tanto que armas de fogo sejam permitidas? Se o objetivo de vocês, que tanto leio aqui, é usar elas apenas para a defesa e nunca levar a morte de ninguém, armas não letais ou de baixa-letalidade já não seriam suficientes?

    Armas com balas de borracha, taser, spray de pimenta, bombas de gás e outras não bastam, já que o objetivo é apenas se defender, e não matar?

    • Daniel Ribeiro disse:

      Se você conseguir convencer o bandido a usar armas não-letais, tudo bem…

      • Vaick disse:

        Deixa eu ver se entendi, enquanto existir um “bandido” com uma arma letal você quer suar uma também?

        Vocês não cansam de dizer aqui que é só defesa? Então por que precisam de uma arma letal?

        • Caio disse:

          Não queremos uma arma letal apenas para nos defender, queremos uma arma também para diversão, para a pratica de esportes, ensinar os nossos filhos que uma arma de fogo não nos torna superior a ninguém e etc etc etc etc… E é claro, pra defesa

    • Daniel Ribeiro disse:

      1) Na Austrália as mortes por arma de fogo não caíram 50% não… essa informação está incorreta. Segundo o departamento de polícia da Austrália, o número de homicídios subiu 3.2%, assaltos 8.6%, e roubos a mão armada, 44%. Mais de 600 mil armas foram entregues na campanha de desarmamento deles. A fonte é esta: http://100777.com/node/1310

      Outro dado interessante: Estupros aumentam 30% na Austrália entre 1993 e 2003… O desarmamento foi implantado lá em 1996. Fonte: http://www.secasa.com.au/assets/Statstics/trends-in-recorded-sexual-assault-2005.pdf

      2) Sobre o seu questionamento sobre armas “menos letais”, sem ser sarcástico, respondo o seguinte:
      – Bandido não deve ser contido com nada menos letal do que a arma que ele empunha. Se ele pode matar, porque é que você vai enfrenta-lo com algo que não possa matar ele antes?

      – Armas não letais não servem para conter bandidos. Há inúmeros casos de pessoas que tomam tiros de borracha, choques de taser, spray de pimenta e etc, e conseguem ainda assim permanecer atacando, ou evadir a cena do crime… A verdade é que isso acontece até mesmo quando o bandido toma um tiro de arma de fogo… A maioria não morre.

      – Morte de bandido não tem o mesmo peso para a sociedade do que a morte de um pai de família. O bandido morrer é apenas a consequência de sua decisão pela vida criminosa. Por outro lado, o cidadão honesto não decide por nada que pode lhe causar a morte. Ele apenas vive sua vida pacata e um dia se vê arrastado para uma situação onde sua integridade está ameaçada. Obviamente é preferível que ninguém morra, porém o bandido não tem consciência de nada e não respeita nada nem ninguém, então se alguém tem que morrer, que seja o bandido, e não o trabalhador.

    • luiz disse:

      Amigo as armas que um cidadão comum pode possuir no brasil são “level easy”.

    • rodrigo disse:

      E facil vc fala tanta bobeira a favor do desarmamento,so queria ver ser algum bandido entrasse na sua casa te roubace te espancasse e etrupar a tua mulher e sequestra os teus filhos e vc nao poder faze nada por que não tem uma arma pra se defender??.

    • Juka disse:

      aposto a minha ¤ esquerda que, você é um membro religioso fanático, um petista ou um representante dos direitos humanos para falar uma coisa dessas.
      O que me chateia é que pessoas como você nunca são vítimas da violência.
      Por que será?

    • Marlon disse:

      Não estamos na Austrália

  2. Vaick disse:

    Resumindo, você não tem nenhum motivo plausível. A sua maior razão e se ele tem eu também quero. Palmas!

    Violência só gera violência, uma vida é uma vida, não interessa de quem. Bandidos, por pior que sejam, também são pais, filhos e irmão de alguém e duvido que esse alguém queira eles mortos, por mais que tenham tomado o caminho errado.

    Só porque uma pessoa é um bandido, não quer dizer que deva morrer. Ninguém sabe o que levou essa pessoa para uma vida de crimes. Seres humanos são bem mais complexos do que isso.

    Você tem provas de que foi a pribição das armas de fogo que levou ao aumento desses crimes? Existem inúmeras razões para esse aumento, jogar números assim é muito fácil.

    Mas vamos seguir a sua linha de raciocínio. Nos 10 ano anteriores ao controle de armas australiano ocorreram no país 11 casos de homicídios em massa, após o controle não foi registrado nenhum.

    Quando pribiram as armas existiu um temor de que roubos, sequestros e assaltos em resid~encias pudesse aumentar, mas isso nunca ocorreu.

    Esse artigo publicado no Slate fala mais sobre a lei australiana de 1996 e seus impactos:

    http://www.slate.com/blogs/crime/2012/12/16/gun_control_after_connecticut_shooting_could_australia_s_laws_provide_a.html

    Se for para diminuir a criminalidade simplesmente usando números, então vamos também legalizar o aborto, pois desde que ele foi legalizado em Nova York a taxa de crimes caiu consideravelmente (leia Freakonomics).

    E por último, mas não menos importante, os maiores criminosos, responsáveis por talvez milhares de mortes, usam terno e gravata. Quando a verba de saúde é desviada, quantas pessoas morrem por falta de assistência médica? Quando a verba para a manuntenção dos transportes “some”, quantos morrem em acidente por buracos nas estradas? Quando o dinheiro que devia ir para a educação “desaparece”, quantas crianças acabam no futuro se tornando criminosos e levando um tiro devido a uma educação precária?

    Infelizmente, fico triste por saber que a pribição das armas no futuro será imensamente difícil, pois nos próximos anos, com a popularização das impressoras 3D, fazer uma arma em casa será uma questão de minutos, e oo pior, serão armas de fogo montáveis e feitas de materiais invisíveis por detectores de metal.

    Se hoje já é fácil conseguir uma arma ilegalmente, com a liberação será como comprar alcool ou cigarro e no futuro, com as impressoras 3D, qualquer um, até mesmo crianças conseguirão ter acesso a aras de fogo facilmente, uma simples busca no Google, envia para a impressora e pronto, lá vai estar a arma, tão fácil como hoje elas acessam vídeos impróprios.

    • Daniel Ribeiro disse:

      Bom, se você julga o meu motivo plausível ou não, isso é a sua opinião… Eu julgo meus motivos plausíveis. Quero armas porque:
      – Me ajudam a defender minha vida, minha família e meus bens.
      – São uma excelente terapia e um esporte extremamente recreativo.

      Cada um tem seus motivos… existem muitos outros, mas estes são os principais para mim.

      Sobre os indicadores de crimes na Austrália, você mente novamente… Não houve nenhuma redução em nenhum tipo de crime. Estupro, assalto, sequestro, invasão de residências e outros crimes sempre ficaram iguais ou maiores… Nunca menores.

      Sobre a vida do bandido… bom, você é livre para cria-los na sua casa se quiser… Eu é que não vou fazer isso. Se aparecer por aqui, o tratamento é um só. Se os parentes do bandido se importassem com ele, aconselhariam a tomar outro rumo na vida, e não o caminho do crime.

      E por último, sobre armas impressas… recomendo este artigo: http://www.defesa.org/os-mitos-sobre-a-impressao-de-armas-de-fogo/
      Basicamente é o seguinte:
      – Não existe forma de produzir uma arma viável 100% de plástico. A arma que mais se aproxima disso é uma pistola monotiro calibre 22, que tem percussor de metal. A munição obviamente também é de metal. Uma arma que dispara apenas uma vez, em um calibre que só serve para matar pequenas aves, e que não tem precisão nenhuma a distância superior a 2 metros não é uma arma viável.

      – Armas feitas em casa já existem a ANOS… Qualquer um faz uma espingarda calibre 12 com materiais encontrados em qualquer depósito de materiais de construção. Não há nenhuma ciência ultra-avançada nas armas… é só um cano de aço! Pólvora química já existe a 200 anos, e pode ser feita em casa sem dificuldade. Impressoras 3D não vão facilitar em nada o acesso às armas… acredite, quem quer estar armado já está armado… não é a lei que vai impedir isso.

  3. HRS disse:

    Vaick:
    o que dá o direito de qualquer pessoa lesar outra, seja financeiramente (lhe roubando) ou lhe agredindo?
    Nenhum correto?
    Então resumidamente é mais ou menos assim:
    -posso portar uma arma, seja na cintura ou dentro de minha casa.
    Caso ninguém venha me agredir/roubar não acontecerá nada comigo ou com o suposto agressor/ladrão.
    Queremos apenas o direito de nos defendermos dos marginais a solto por esse Brasil afora. Ou se alguém invadir a sua casa armado, você irá conseguir se defender com uma faca, com um taco de baseball ou com um aparelho de choque? Até você chegar ao agressor ele já vai ter efetuado pelo menos um disparo contra você.

    O que sinceramente eu não entendo essa lei do desarmamento é justamente isso, qualquer um tem o direito de invadir a sua casa armado, te roubar, abusar de sua esposa/filhos, te matar e sair de lá tranquilo. E você não tem o direito de evitar isso com uma arma, sendo que você sabe com a arma funciona, fez curso de tiro e tem pleno discernimento que você iria fazer aquilo apenas se necessário.
    Ou mesmo se liberassem o porte (mesmo que velado), o bandido tem o direito de roubar você, seu carro, fazer um sequestro relâmpago e você não tem o pleno direito de portar uma arma de fogo para se defender.

  4. guilherme disse:

    O grande problema e que, no Brasil vem aumentando o número de latrocínios, situação em que a vitima normalmente não demostra nenhuma reação. Outro ponto e que os marginais obtém seu armamento no através da clandestinidade e quando vão cometer um delito , vão prontos para matar ou morrer literalmente. Ainda a constituição me garante o direito a legitima defesa, desde que utilizado da força propor proporcional (nunca vi ninguém botar bandido com 7.62 pra correr com pedaço de pau ). O bandido vive a margem da lei e o que queremos e pode na defender dentro desta

  5. Gabriel de Paula disse:

    Prezado Vaick,
    Sou operador certificado da Taser. A primeira coisa que se aprende no curso da taser é que o armamento não letal não é uma opção contra armamento letal. Ou seja, se alguém puxar uma arma de fogo, você pula a etapa da taser diretamente para a da arma de fogo. Além da taser fui certificado em outros armamentos não letais como espargidor de pimenta, “balas de borracha”, gás etc. Se você tivesse manuseado algum armamento não letal alguma vez na sua vida, você teria poupado o seu tempo e o nosso de escrever sobre algo que você não entende, ou pior, não faz a menor idéia de como funciona.

  6. Gabriel de Paula disse:

    Prezado Vaick,
    Sou operador certificado da Taser e outros armamentos não letais como: espargidor de pimenta, “balas de borracha”, gás etc.
    A primeira coisa que se aprende é que o armamento não letal só deve ser usado em uma situação de confronto não letal, e que se uma arma letal aparecer do outro lado, a etapa do armamento não letal deve ser pulada imediatamente para a de armamento letal. Ou seja, tudo o que você falou de nada adianta no cotidiano nacional.
    Se você tivesse treinado pelo menos uma vez ou ao menos assistido a uma instrução teórica sobre armamento não letal, você entenderia alguma coisa sobre o assunto e pouparia este site de insistir num ponto de vista baseado numa experiencia que você não tem e nem faz a mais vaga ideia sobre o que está falando.
    Tudo o que você escreveu falta embasamento, ou seja, é só a sua opinião. E posso afirmar categoricamente, baseado em experiencia própria e formação específica, que o que você propôs só serve para colocar o bandido em segurança e que está com o armamento não letal em perigo. Caso queira provar que estou errado compre armamento não letal e poste aqui se algum dia você precisou usá-lo e como foi. Até lá vou confiar no meu treinamento e formação.
    Se isso fosse verdade a própria Taser falaria que não podemos abandonar as armas de fogo na polícia e outras forças, pois a taser resolveria todos os problemas (inclusive sua vendas aumentariam). Se uma empresa que visa o lucro não fez isso é por que sabe o motivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*