Mito #22

O mito:

Crianças não devem ser expostas as armas, nem de verdade, nem de brinquedo.

A verdade:

Nenhum psicólogo ou educador cientificamente conceituado defende essa teoria. Não existe razão lógica que sustente esse argumento.
Ao contrário, a brincadeira tem função propedêutica, prepara para a vida. Uma criança que entende que as armas existem e entende o que elas podem fazer tem mais chance de se tornar um cidadão que se relacione de maneira saudável com ela e com a própria sociedade.

22f


Publicado em Mitos e Verdades
7 comentários sobre “Mito #22
  1. pablo vargas de oliveira disse:

    Crianças que convivem ou tem conhecimento sobre armas, raramente irão pegar uma arma de fogo e apontar ou brincar com seus amiguinhos, justamente por saber o que elas fazem.

  2. alfredo disse:

    Aprendi a usar arma de fogo (carabina 22 )com 10 anos, no tiro federal argentino de san fernando

  3. claudio disse:

    sempre tive contato com armas de fogo quando ainda criança, como isso sempre aprendi a manusear, e nunca sofri nenhum acidente

  4. Renan Sérgio disse:

    Devido ao meu constante contato com armas, aprendi a manusear, e desde entao nunca ouve nenhum acidente, isso é mito mesmo.

  5. Edson Oliveira disse:

    Aqui no Distrito Federal, até as armas de brinquedo, foram proibidas a fabricação e comercialização, como se isso fosse resolver o problema!

  6. Gilter Dias disse:

    Sou prova viva de que isso é verdade. Tive contato com armas desde que nasci, meu primeiro presente não foi um carrinho ou um brinquedo, foi uma carabina puma 38(comprada nova na loja 3 meses antes de eu nascer). Desde muito cedo tive contato com armas e fui muito bem orientado sobre os riscos e nunca sofri nenhum acidente. Este contato foi muito positivo para mim como pessoa, sempre fui admirado por todos (principalmente no ambiente escolar) pela minha disciplina e maturidade, muito incomum a crianças de minha idade. Tudo foi muito saudável e sou grato a essa oportunidade que tive. Quero proporcionar o mesmo ao meu filho (quando o tiver). Raramente acontece alguma Fatalidade que a mídia aproveita para fazer sensacionalismo, e na verdade, essas fatalidades são na maioria das vezes consequências de patologia psíquica que tornaria o individuo potencialmente perigoso independentemente dele ter acesso ou não a armas de fogo. Esconder arma de criança é pior, o melhor é dialogo e orientação sensata.

  7. Ulisses disse:

    Tive contato com revolver de verdade quando criança que era do meu pai. Revolver que ele comprou de forma legal. Tive muitas armas de brinquedo, inclusive uma metralhadora que fazia barulho de tiro quando apertava o gatilho. Eu adorava essa metralhadora, era linda.

    Hoje tenho 36 anos, sou casado e pai de dois filhos e não tenho antecedentes criminais, nunca cometi nenhum crime.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*