Homem reage a assalto, desarma e segura suspeito até PM chegar

Caso aconteceu na cidade de Nova Andradina, em MS, nesta quarta-feira.
Vítima lutou com suspeito, que chegou a dar quatro tiros, mas errou.


04/09/2013 19h53 – Atualizado em 04/09/2013 20h24

Arma do crime

Suspeito foi preso e arma apreendida após vítima reagir a tentativa de roubo (Foto: Marcio Rogério/Nova News)

 

Um homem de 38 anos reagiu a um roubo, conseguiu desarmar e segurar um dos suspeitos até a chegada da polícia na manhã desta quarta-feira (4), em Nova Andradina, a 297 km de Campo Grande. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Jeferson Rosa Dias, o assaltante detido invadiu, junto com um comparsa, a casa da vítima, que foi rendida pela dupla.

O delegado afirma que ainda não ouviu oficialmente o dono da casa para saber o que houve depois que a dupla entrou no local e anunciou o crime. Segundo ele, sabe-se apenas que a vítima começou a brigar com um dos suspeitos enquanto o colega dele fugiu. Durante a luta, o ladrão chegou a dar quatro tiros, mas nenhum deles acertou o morador.

Durante a briga, vítima e suspeito foram parar na calçada e testemunhas chamaram a Polícia Militar. O assaltante, segundo o delegado, precisou de atendimento do Corpo de Bombeiros, porque tinha um corte na cabeça. Os dois foram levados para a delegacia. Uma viatura fez rondas pela região e a equipe conseguiu localizar o comparsa, que foi preso.

Ainda de acordo com Dias, a vítima estava abalada no momento em que foi ouvida informalmente pelo delegado. Ela chegou a entrar em contradição com relação ao número de assaltantes, ora dizendo ter sido três, ora quatro pessoas. O morador foi liberado e deve prestar depoimento novamente.

Foram apreendidas a arma usada pelo suspeito e seis munições. A dupla foi autuada em flagrante por tentativa de roubo seguido de morte na forma tentada. O caso será investigado.

O delegado orienta que, em casos de roubo, as vítimas evitem reagir enquanto estiverem sob o domínio dos criminosos. Após perceber que os suspeitos já saíram do local e a vítima se sentir segura, a polícia deve ser imediatamente acionada.

 

Fonte: http://g1.globo.com/mato-grosso-do-sul/noticia/2013/09/homem-reage-assalto-desarma-e-segura-suspeito-ate-pm-chegar.html


Publicado em Reação armada
5 comentários sobre “Homem reage a assalto, desarma e segura suspeito até PM chegar
  1. Frederico Feroli disse:

    A policia e suas indicações furadas , não reaja e após eles irem embora chame a polícia , mas e ae o que adianta de polícia depois que eu já fui assaltado , que minha esposa foi morta e coisas do tipo … reagir e abater o melite que invade sua casa esse é o dever de todo brasileiro …

  2. Edinilson disse:

    Isso faça o que o delegado orienta: deixe os bandidos levarem todos seus pertences, deixe-os estuprar sua filha e matar sua esposa, aí vc liga para e polícia e depois de duas horas no mínimo aparecem exibindo suas belas armas e fazendo cara de marra. O governo desarmou a população e encheu de direitos humanos os bandidos. Só nos resta agora lutar com unhas e dentes. Parabéns para o cidadão que deu porrada no bandido, merece uma medalha. Um ponto a mais para o povo surrado pelo péssimo governo do PT, pelos hipócritas governantes desse país do qual já não me orgulho mais de ter nascido. Parabéns Dilma e Lula, vcs acabaram com o que sobrou do Brasil.

  3. Felix Disnei disse:

    Os vagabundos estão tão confiantes que a vítima não irá reagir por causa das leis impostas sobre o cidadão de bem, não reaja diz o policial, ultimamente vemos pessoas sendo assassinadas sem nenhuma reação, pelo simples fato da maldade dos bandidos e pela impunidade das nossas autoridades, eu digo para reagir, pois só assim você terá pelo menos uma chance de se defender, “se for para cair que seja de pé lutando e não de joelhos se curvando ao inimigo”!

  4. Eduardo disse:

    Reaja, bata, mas defenda o que é seu, sempre que possível.

  5. Eduardo disse:

    Devemos, sim, sempre que possível, reagir, bater, e defender o que é nosso por direito. Devemos nos proteger e proteger nossa família do mal. Não podemos, por conta de uma mídia simpática ao comunismo, deixar que um bandido defina nosso destino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*