Homem faz armas com objetos vendidos em aeroportos

Como em qualquer área livre de armas, os aeroportos tornam a criminalidade muito mais fácil de ser feita sem impedimentos. As armas continuam a entrar nos locais supostamente seguros ou, como no caso do vídeo a seguir, podem ser improvisadas com os materiais disponíveis no local.


Publicado em Artigos
14 comentários sobre “Homem faz armas com objetos vendidos em aeroportos
  1. Renato disse:

    Esses caras parecem o macgyver!

  2. paulo disse:

    temos que estar armado principalmente por causa deste governo

  3. Fabio Junior Damasceno disse:

    Não adianta retirar arbitrariamente os direitos de muitos enquanto quem realmente quer usar de mal intenção para praticas criminosas encontra mil meios pra tal.

  4. Edgar disse:

    Os Idiotas de Serviço, vãp agora querer proíbir… OS AEROPORTOS!!!
    LOL

  5. paulo disse:

    agora vão proibir tudo em aeroporto

  6. Agronopolos disse:

    Tem como mostrar o detalhes de como fazer essa arma?

  7. Agronopolos disse:

    Poderiam fazer tutorial de como fazer-lo

  8. Antonio Augusto R Ramos disse:

    Construir uma arma com produtos comprados em um mercadinho qualquer não é nenhum absurdo de complicado, basta ter coragem e um pouco de criatividade e discernimento e é claro conhecer os produtos com os quais irá construir a arma.
    Mas um sujeito que constrói uma arma de plástico e a leva em uma conferencia e ainda aponta essa arma para um chefe de estado, deve ser muito louco. Correu muito risco, poderia até ter levado um tiro.

  9. Renato Druziani disse:

    Não deixe o PT ver isto, porque assim é capaz deles criarem um alei onde o cidadão portando um cérebro poderá ser criminalizado e preso!!

  10. andre disse:

    porque ele nao usou ela com as mãos, ja que era tao boa?????…

  11. Bruno disse:

    Essa “arma de fogo” mata o agressor com as moedas e arranca a mão da vítima…

  12. Paulo Atos Azevedo disse:

    Sim, uma vez eu vi um homem fabricando uma arma com esquema semelhante ao dessa dentro dum aeroporto. Ao perceber que informei à segurança, o homem parou de fazer seu trabalho artesanal na frente de todos, pois chamava um pouquinho a atenção e foi para o banheiro. Lá, para disfarçar o tempo que levava para fabricá-la, o sujeito resolveu cagar de verdade, para disfarçar sua longa permanência no banheiro. Ao sair, abordado pelo segurança e tendo sua bagagem de mão revistada pelo FBI, o sujeito afirmou que estava fabricando um vibrador-consolo artesanal, o que era seu direito. Incapazes de provar que se tratava de uma arma, deixaram-no passar e ele cometeu o atentado de 11 de setembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*