Donos de armas em NY queimam seus registros como forma de protesto

Traduzido por Lucas Parrini

Nesta semana, vários membros do “NY2A Grassroots” transformaram milhares de formulários da lei “SAFE Act” em cinzas como forma de protesto na cidade de Saratoga Springs.

Estes formulários são utilizados pela polícia de Nova Iorque para registrar as armas que se enquadram na nova legislação como “armas de assalto”. A lei “SAFE Act” foi implementada em 2013 e obrigava essas armas a serem registradas até 15 de Abril.

“Nós basicamente explicamos para as pessoas que uma vez registrada, essa arma não lhe pertence mais, não é mais sua.” Foi o que disse Lisa Donovan, uma das organizadoras da reunião de domingo.

queima1

Ela continua dizendo que:
“É apenas uma questão de tempo até o Estado tomá-las… Isso se dará com sua falência ou quando mudarem a lei e decidiram confiscar as armas que foram registradas.”

Em um show de desobediência civil, aproximadamente mil formulários em branco (link do formulário: https://www.troopers.ny.gov/Firearms/PPB-11.pdf) foram queimados em um churrasco durante o encontro. Os organizadores disseram que a quantidade de pessoas assistindo foi em torno de algumas centenas.

Dentre as atrações, o evento contou com um sorteio de um fuzil AR-15 e dicas de como mudar as armas atualmente classificadas como “armas de assalto” para que não precisem ser registradas.
O encontro, realizado pela “NY2A Grassroots” ocorreu na cidade de Saratoga e foi conduzido como parte de sua campanha chamada “Keep Calm and Register Nothing” que defende a não-conformidade para com esta nova lei.

“Nós somos completamente contra o registro pois o mesmo é uma clara evidência que levará ao confisco.”, disse Jake Palmateer, co-fundador da NY2A.

Em casos passados de banimentos de armas, foi muito comum casos de discordância e descumprimento do registro.

Quando o Canadá anunciou o registro obrigatório de armas, há aproximadamente uma década, menos que um terço do número estimado de armas no país foi recebido para contagem, o que caracterizou uma clara desobediência civil em massa. Recentemente, em Connecticut, apenas 50 mil armas de meio milhão foram registradas.

Palmateer estima que em Nova Iorque, menos de 3 mil “armas de assalto” foram registradas até agora, enquanto a estimativa anunciada pelo Empire State era superior a 1 milhão e 200 mil, além dos fabricantes estarem trabalhando arduamente para modificar e/ou criar designs que contornem esta lei.
NY2A planeja realizar outros encontros como este até o dia 15 de Abril, para continuar a luta contra o registro.

Matéria original (em inglês) em: http://www.guns.com/2014/03/18/ny-gun-owners-burn-registration-forms-protest-calls-register-nothing/?fb_action_ids=604660059628173&fb_action_types=og.likes&fb_source=other_multiline&action_object_map=%7B%22604660059628173%22%3A635138819889110%7D&action_type_map=%7B%22604660059628173%22%3A%22og.likes%22%7D&action_ref_map=%5B%5D


Publicado em Destaque, Notícias
4 comentários sobre “Donos de armas em NY queimam seus registros como forma de protesto
  1. Nickname disse:

    Querem transformar NY em Califonia vai da Tetra isso ae

  2. José Antonio disse:

    Pena que brasileiro não pensa como americano. O governo PT lançou um referendo que não foi respeitado mesmo tendo vencido o direito de comprar armas; proibiu a venda de armas e munições no Brasil enquanto os marginais estão cada vez mais armados e o povo indefeso. As forças policias não já não garantem a segurança deles próprios. O governo caga na cabeça do povo e o povo aceita calado. Pensa que é fácil desarmar um americano? Lá existe o lema “só tirarão a arma de minhas mãos quando elas estivem duras e frias”. Circula no Brasil um boato que “arma de fogo não trás segurança”. Ora, armas fazem a segurança de bancos, carros forte e instituições financeiras. Armas fazem a segurança de políticos, empresas, policiais só trazem segurança porque estão armados, armas garantem a segurança de Países: vcs já viram um exército desarmado??? Agora quando é para fazer a minha segurança, aí armas trazem falsa sensação de segurança. Brasileiro é tudo otário mesmo. Basta ver o que aconteceu com os mensaleiros: acabou em nada. Povo fraco e imbecil, desarmado e submisso pelo governo que dá exemplo pros criminosos. Extorsão com dinheiro do povo através de altos impostos; embolsa tudo o que deveria ser investido em educação, segurança , habitação, infra-estrutura e na saúde, culpa o povo pelo aquecimento global, faz o povo racionar água na época de seca em vez de armazenar a água das enchentes. E o bom brasileiro continua preocupado com seu final de semana na praia, carnaval e com o joguinho de futebol do seu time. E quando é para brigar: briga no transito. E quando é para bater: bate na mulher em casa. E quando é para se impor: se impõe contra o vizinho e não contra o estado.

    • Skull Lord disse:

      Penso de forma semelhante, José.

    • cobretti disse:

      Belo comentário!!! aliás, como bem dito: maldito amor cego pelo futebol!!! Pátria de chuteiras como disse Nelson Rodrigues…povo tonto, não existe pátria de chuteiras e sim uma nãção soberana abandonada por quem deveria, como mandatários, obedecer ao povo(que por ser excluso, sem civilidade, não exerce a democracia)através de plebiscitos e referendos. Falsa democracia!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*