Dentista-herói derruba assaltante de moto e frustra crime

Jeferson Fernandes Alves, de 23 anos, achou que seria mais um dia fácil na sua vida de crime. Certo de que não encontraria resistência, invadiu um consultório odontológico em Várzea Grande/MT, armado com seu revólver .38, que comprou sem fazer exames psicológicos, técnicos ou sem tempos de espera, roubou cerca de R$50,00, aparelhos celulares e outros pertences das vítimas no estabelecimento.

A vida mansa do criminoso mudaria, contudo, ao cruzar com o dentista F.S.N, de 26 anos, que não caíra na conversa fiada do Governo ou das polícias, incentivamento a covardia. Pelo contrário, mesmo desarmado pelo draconiano Estatuto do Desarmamento, o dentista foi atrás do ladrão, derrubando-o da moto.

Desesperado pela “não-omissão” do cidadão, Joferson ainda disparou alguns tiros sem precisão, que não acertaram ninguém, e acabou preso por um policial civil que passava pelo local.

Ao contrário do Governo, o Instituto DEFESA encoraja a todos a lutarem pelas suas vidas, pelas suas propriedades e não aceitarem nenhum tipo de injustiça contra si ou contra terceiros, usando e abusando da legítima defesa, conforme permitida por lei.

Confiram o vídeo:


Publicado em Reação armada

Warning: mysqli_num_fields() expects parameter 1 to be mysqli_result, boolean given in /home/wp_rhsrt6/defesa.org/dwp/wp-includes/wp-db.php on line 3078

Warning: mysqli_num_fields() expects parameter 1 to be mysqli_result, boolean given in /home/wp_rhsrt6/defesa.org/dwp/wp-includes/wp-db.php on line 3078

Warning: mysqli_num_fields() expects parameter 1 to be mysqli_result, boolean given in /home/wp_rhsrt6/defesa.org/dwp/wp-includes/wp-db.php on line 3078

Warning: mysqli_num_fields() expects parameter 1 to be mysqli_result, boolean given in /home/wp_rhsrt6/defesa.org/dwp/wp-includes/wp-db.php on line 3078
17 comentários sobre “Dentista-herói derruba assaltante de moto e frustra crime
  1. Artur Argenta Santos disse:

    Com sinceridade, não consigo entender este posicionamento em defesa da reação em momentos absurdos. Sou a favor da legítima defesa, concordo com que todo cidadão deve ter acesso a defesa no mesmo nível do opressor. Mas o incentivo em reagir em todos os momentos é um pouco confusa para mim. Não quero causar polêmica com os administradores do defesa.org, mas entender esta posição, em que é encorajado o cidadão que desarmado ataca um ladrão armado e por muita sorte sai ileso. Sejamos sinceros, se este cidadão fosse alvejado e morto, estaria ele sendo notícia por aqui? Parece-me que, como desculpa para defender nosso direito estamos indo contra o bom senso de salvaguardar nossa vida antes de aniquilar o inimigo. Agradeceria obter um esclarecimento quanto a esta dúvida. Grato.

  2. Hugo Ferres disse:

    Admiro a coragem do jovem dentista, por sorte do dentista e imperícia do “ladrão” errou os tiros, mas devemos ver que se todos os cidadães de bem, tivessem o treinamento e o direito de ter o seu porte de arma, essa situação que monstra no vídeo seria muito diferente, provavelmente esse “ladrão” não iria mais praticar nem um outro crime…

    • Helmo disse:

      Concordo com o Hugo Ferres. Nos dê direito de termos uma arma (já temos) mas com o porte, assim o cidadão treinado, sairia numa boa, poderia render ou alvejar o vagabundo sem medo da lei.Por que se fosse hoje o rapaz seria enquadrado em porte ilegal caso ele tivesse uma arma e matasse o ladrão na rua. Absurod nossa lei onde só defende o bandido.

      • anselmo disse:

        concordo com vc. mas pergunto. o ladrao quando mata um cidadao é treinado? entao acho que naum precisa treinar a gente. claro se a pessoa assim naum desejar. um abraco

  3. Osmar Fernandes disse:

    A ação do dentista pois sua vida em alto risco SIM, mas se todo nós começar a fazer o mesmo mostrar que não temos medo, vai fazer o bandido pensar duas vezes. Igual diz a seguinte frase:

    Apenas a idéia do criminoso não saber quem está armado já emana um efeito dissuasivo.

    Conclusão, se todos pode ter arma e ir pra cima do bandido ele vai pensar duas vezes antes de cometer crime.

  4. Livia disse:

    O problema é que o bandido não morreu e ele sabe exatamente onde o é o trabalho da vitima e quando sair da cadeia que infelizmente não vai demorar ele pode voltar e se vingar do ocorrido, conheço muita gente que não reage por isso.

    • Alexandre disse:

      E acho que isso, por si só, já mostra a importância do armandamento. Esse vídeo comprova que a regra do desarmamento apenas desampara o cidadão. O que fazer? Deixar o meliante agir (e não reagir), transformando seu pequeno negócio em um verdadeiro caixa eletrônico para uso da bandidagem ou, reagir e depois correr o risco de receber uma nova “visita” sem estar efetivamente preparado para enfrentá-lo. É inadmissível que a autodefesa não seja pauta de discussão da sociedade.

  5. Bruno Cortêz disse:

    Se o dentista estivesse armado estaria em condições de enfrentar e repelir o tal ladrão, podem ver na postura do ladrão ao montar na moto, não tinha o menor receio do dentista não ter uma arma, essa é a nossa situação hoje. Não faria igual de forma nenhuma, ir desarmado para cima de um bandido armado é loucura, pior, esses bandidos quase sempre assaltam de dupla, ele correu um risco federal. AGORA, se ele estivesse armado, bom….senta o dedo e porrada neles, está no seu direito.

  6. izidoro ferreira netto disse:

    Sou totalmente contra essa lei do desarmamento , quando o estado não tem a capacidade de proteger os cidadãos , ele também não pode proibir o cidadão de se proteger e proteger sua família .
    OBS : Sempre tive porte federal de arma , alguém sabe me dizer se para quem já teve porte fica mais fácil para renovar ou fazer um novo ?
    Grato pela atenção , aguardo resposta .

  7. José Leonardo Castaldelli disse:

    Saber defesa pessoal também ajudaria bastante nessa situação…
    Parabéns ao Dentista pela coragem!!!

  8. Marcelo disse:

    Caros… Faz muito sentido que, numa sociedade armada, um bandido não teria coragem de agir livremente, em plena luz do dia… Não defendo a reação se estamos em desvantagem (ou desarmado, ou armado mas com o inimigo em situação de vantagem)… Mas vagabundo é safado mas não é burro. Um bandido não agiria livremente por não saber quantas e quais pessoas poderiam reagir em favor da vítima. Hoje ninguém o faz por medo de se tornar vítima pelo outro…

  9. Marcos Aurélio disse:

    Olá para todos ainda não tenho uma arma mas estou pensando seriamente em adquirir uma como Faso qual o primeiro passo eu trabalho com coletivo particular e passo por esse transtorno diariamente onde o bandido vem e leva o seu ganha pão e você não pode fazer nada e agora eles estão a saltando os passageiros também é sai numa boa porque sebe que não vai acontecer nada com eles aí o meu negócio é trabalho fica como um caixa rápido para bandido agradeço a todos pela a atenção quem puder me ajudar ficarei muito grato obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*