Comerciante reage e parte para cima de casal de assaltantes armados em BH

Belo Horizonte, 31 de Janeiro de 2014. Dono de distribuidora de bebidas brigou com o criminoso, que fugiu sem levar nada do local

Um comerciante reagiu a uma tentativa de assalto no bairro Santa Efigênia, região leste de Belo Horizonte. O homem colocou o casal de ladrões, que estava armado, “para correr”.

Câmeras de segurança registraram a ação. As imagens mostram os bandidos descendo a rua, cada um com um capacete nas mãos. Os dois chegam na porta de uma distribuidora de bebidas e abordam funcionários que estavam descarregando um caminhão. Armado, o rapaz pede dinheiro. O trabalhador entrega o que tem, cerca de R$ 150.

Não satisfeito, o bandido entra na cabine. Outro funcionário chega e também é abordado. Enquanto isso o dono está dentro do estabelecimento conferindo o estoque. Quando se aproxima da porta, é abordado pela mulher.

O homem sai, discute com a dupla e não entrega nada. Quando o bandido vira as costas o comerciante o agarra. Os dois caem no chão e brigam. Enquanto isso a moça usa o capacete para agredir a vítima. Os funcionários não fazem nada.

O assaltante se levanta e aponta a arma. O comerciante se protege atrás de um poste. Por sorte o criminoso não atira, desiste e vai embora.

Da briga ficou apenas um arranhão no braço e alguns hematomas na cabeça. Mas nada se compara ao medo de uma retaliação.

— Eu tenho medo do pessoal falar assim “aquele cara não fez e aconteceu, eu vou lá, vou chamar a galera e acabar com ele”.

A distribuidora foi aberta há pouco tempo, com investimento alto. Por isso, o proprietário não pensou duas vezes em defender o estabelecimento.

— Se eu tenho um desfalque grande me complica, porque a gente paga tudo à vista.

Depois da confusão a dupla fugiu e entrou em um carro que dava cobertura. Um vizinho conseguiu anotar a placa e passou para a Polícia Militar, mas ninguém foi preso.


Publicado em Reação armada
Um comentário sobre “Comerciante reage e parte para cima de casal de assaltantes armados em BH
  1. Eduardo H J Teixeira disse:

    Sinto raiva desses outros dois palhaços que não reagiram junto. Se fosse comigo, eu abraço a causa, eram 3 contra dois. Pau nesses vagabundos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*