Cliente reage a assalto em pizzaria e suspeito é baleado no Tibery

Postado em: 6 de novembro de 2014 .
Por Nilson Braz/Estagiário
Original em http://uipi.com.br/destaques/destaque-1/2014/11/06/cliente-reage-a-assalto-em-pizzaria-e-suspeito-e-baleado-no-tibery/

reage

Na noite da última quarta-feira, 05 de novembro, um homem foi baleado depois de tentar assaltar uma pizzaria no Bairro Tibery. Armado, ele e um comparsa entraram no estabelecimento, onde estavam aproximadamente 20 pessoas, e anunciaram o assalto. Segundo a Polícia Militar, uma delas reagiu e atirou contra o suspeito.

De acordo com a Polícia Militar, testemunhas afirmaram que, durante a ação, um dos clientes tomou a arma do assaltante e disparou contra o rosto dele. Maklin Breno Dias da Silva, de 18 anos, foi socorrido pelos militares em estado grave, com um ferimento na região do olho. Ele foi encaminhado ao Pronto Socorro da UFU e continua internado, ainda em estado grave.

Há ainda outra versão de que durante a reação do cliente, o comparsa de Maklin na tentativa de roubo atirou e acertou o rapaz.

O comparsa de Maklin foi identificado, mas fugiu em uma moto escura e não foi localizado. O atirador também fugiu do local e não foi encontrado, bem como a arma usada na ação.

Com informações de Leo Soares


Publicado em Reação armada
5 comentários sobre “Cliente reage a assalto em pizzaria e suspeito é baleado no Tibery
  1. Pio Netto disse:

    Ueba!! Uberlândia entrando no mapa da reação armada!

    Unidos somos invencíveis!

  2. Douglas Soares Aranda disse:

    Patético esse repórter. “Mais uma tentativa de homicídio”, tentativa de homicídio é o cidadão de bem não poder portar armas livremente sem o estado atrapalhar.

  3. Leonardo Feitosa disse:

    Rapaz e esse vagabundo do reporte ainda tem a cara de pau de defender o bandido dizendo que foi tentativa de assassinato a bunda dele o bandido quando atira em alguém num vejo nenhum dizer que foi tentativa de assassinato quem atirou se defendeu qual a garantia que o bandido três dias depois não ia sair da cadeia e ir atrais dele foi a defesa preventiva impedido assim que se tornasse risco pra a vitima isso que deve ser considerado.

    • Lucas Parrini disse:

      Tadinho do bandido. Ele só estava tentando ganhar o pão de cada dia, enfiando a arma na cara de um cidadão que trabalha todo dia pra ter o que tem, e tomando a força. Mas veja, se ele atira e mata o cidadão, é porque estava nervoso e o cidadão fez movimentos bruscos que o assustaram, tadinho. Mas se o cidadão atira de volta, é um fascista assassino burguês safado.

  4. Ricardo Ap. Arcova disse:

    esses repórteres que defendem bandido, deveria cair um karma em cima deles para o ladrão entrar na casa dele e violar as preguinhas onde não bate sol.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*