Arquivo do blog

Por que a sociedade civil deveria se armar?

Lucas Silveira
Presidente do Instituto DEFESA
Instrutor-chefe da Academia Brasileira de Armas

Íntegra do Texto enviado para publicação em 09 de abril de 2017 no Jornal A Gazeta
Em 2003, o Congresso aprovava um projeto que tornaria o Brasil um dos países com a legislação mais restritiva a armas de fogo do mundo. À época de sua proposição, medidas semelhantes já haviam gerado resultados catastróficos na Austrália, no Reino Unido, em alguns dos estados americanos e até na Jamaica. Ainda assim, Deputados e Senadores forçaram a nação a suportar o fardo de sua incompetência.
Nos 10 anos subsequentes, a média de crimes violentos no Brasil superaria a dos os últimos 10 anos antes da vigência do agora chamado Estatuto do Desarmamento. Exatamente conforme a estatística apontava que aconteceria. Nenhuma surpresa.
No ano de 2005, mais de 95 milhões de brasileiros foram às urnas, para referendar ou não essa legislação que levara o país ao título nada honroso de lugar mais violento do planeta. O resultado: 64% da população disse não ao desarmamento.
Ainda assim, os desarmamentistas não desistem. Dizem que armas não trazem segurança, mas por que então a lei autoriza o uso de armas àqueles que estão em risco? Dizem que a segurança é responsabilidade do Estado, mesmo quando o Estado não está presente sequer para fornecer energia elétrica, água, educação ou saúde.
Apenas 3% das tentativas de estupro são consumadas quando a vítima está armada. Isso sim é empoderamento feminino. E você, que votou em 2005: Se sente mais seguro hoje ou há 12 anos, quando todos nós podíamos portar armas?

Porte de armas para CACS tornar-se-á realidade

O Art. 6º da Lei 10.826/03, desde a sua promulgação prevê que entre as categorias que possuem porte de arma, estão incluídos os atiradores esportivos. Todavia, a má fé governamental associada a negligência dos responsáveis pela operacionalização da medida impediram que este direito fosse plenamente exercido, dando causa a centenas de mortes, furtos e prisões de cidadãos inocentes.

O Instituto DEFESA chegou a procolocar no Comando Logístico por duas vezes, em 2014 e 2015, o pedido do reconhecimento do direito, cujo pleito foi sumariamente ignorado à época, pelos então responsáveis.

Desde o dia 14 circula nas redes sociais um vídeo do atual Chefe da Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados, General Neiva, no qual ele reconhece a interpretação mais óbvia da lei, ou seja, o direito que o atirador tem de portar sua arma municiada.

No dia de hoje (16), o chefe do Comando Logístico, Exmo. Sr. Gen. Theophilo, publicou em sua página no Facebook um vídeo confirmando o vindouro reconhecimento do direito já previsto na Lei, bem como de um novo R-105, de teor ainda desconhecido.

Trata-se de uma pequena, mas importante vitória para o Brasil. Um pequeno passo rumo à liberdade, frente a uma jornada de algumas centenas de quilômetros.

Agradecemos e parabenizamos respeitosamente ao Exmo. Sr. Gen Theophilo e ao Exmo. Sr. Gen. Neiva, que além de fazerem cumprir a Lei, pela primeira vez em mais de uma década, nos devolvem o orgulho pelo verdadeiro Exército do Pacificador.

Novidades da IWA Outdoor Classics 2017

Instituto DEFESA tem primeiro encontro catarinense em Joinville

Ocorreu hoje (4) no Sniper Paintball em Joinville o primeiro encontro catarinense do Instituto DEFESA. O evento que foi organizado há apenas 48h pelos membros do grupo do DEFESA Santa Catarina no Whatsapp foi prestigiado por militares, agentes de segurança privada, policiais, agentes penitenciários e brasileiros que desejam ver o Estatuto do Desarmamento revogado.

O próximo encontro em Joinville deverá acontecer na ETESE – Escola Técnica de Segurança, em data a confirmar. Membros do Instituto DEFESA de outras unidades da federação também estão preparando os seus respectivos encontros.

Confira algumas imagens.

principal

00f22752-6292-4f65-9ef7-a605f0c4ad2d 1a7ea68a-b0c2-4da4-9aaa-98db562bf8e3 1f2d1e75-c811-4b8d-bab1-be01f3e7d4eb 1f3567f7-63cf-4e3a-bfeb-9f699c482c45 4aa35f6e-075f-4e8a-a38d-43ebb7915ae5 5c70faf3-a60a-4b15-8391-cc8149563ed3 6cfe2d4d-194d-4ddf-af43-c617310c35fc 7de75e21-226c-4336-9052-c0171996bc97 7f83d95a-6d53-4a9c-b3b6-7ba1d055505d 8c08fc5c-56b4-47ee-bcb0-a0a65d81b939 8d1be1f4-7c43-42b7-a7ac-e5541b8ad87b 8f3f282a-31d5-4a72-b733-5c445f9aa76b 031d1f46-b9fb-42e7-b82e-7818ef702d0b 32f7f707-9567-45c7-8b58-2ac1fd4db2b1 39ee633c-95ad-4c02-a10e-cb02fb83cdaa 86f926fb-400e-4f33-97de-64834f153c38 397fb0f4-1c2d-4f95-bfb2-9cdeabf23516 458c06cc-c32a-4754-b058-0c2ea5aa3c26 620fea3a-2ddf-4bd1-be7d-5258bc1fa92e 661f7111-ff6c-49a0-ad5d-cc69a41fc5be 696e428a-bf47-4973-9264-63bbb2b60068 852db8a0-2c2c-441b-bae0-6b9aae929cc8 883dd067-e5d1-4d54-9376-88289f30f446 908dcdab-2ac7-47e4-a74a-484391d2d84f 1471d70c-0218-4cad-9413-112d42b89439 3747fe74-36dc-4b3e-afd0-56dc69224a5d 9302c4b0-cda4-4f4b-8cd3-fce99766a83c a78545d7-cbd7-43ca-a2a1-5b28bdd44549 a744989d-6a82-4391-8135-b6476b2502f0 aa6720d0-9b67-4998-9de9-4a5e21ba573a abc50b14-a007-4481-8cc0-18781c1c432e be5d7e83-10d1-4ac7-a930-bb28e49686dd cde44d79-1ccf-4f1c-872e-38d1d78520d8 d03bfd44-3cab-4f44-91db-84f603894ecf d331de6f-e644-49be-8901-acacb7a6af08 d439b0bf-4490-40dc-a5be-52abd6191c3f df1d998c-5a93-450d-ac31-bcd6c2842d69 e2b9146a-3352-4a56-a085-16ca8e00f46a e1603af8-0ade-4550-92f7-12783b13711a e954160e-37cb-429c-b1ec-ff2ce606a142 fc69c1f3-3850-4177-8915-66de9f1a14b6

0b47cadc-909c-4d49-b37d-b26e52dffc2d 2d182823-8375-4f50-9a86-2c8083e08290 3a5d462e-61eb-4485-81d9-1a89448ad626 63e921b3-8feb-41ff-ad2e-d4c63fa01f25 a238ff36-a6be-4a99-a775-f81c4536dba3 c80d0ecf-7c0c-4be9-aeb2-c2e54c3f7a79

Encontro regional de Santa Catarina

A cidade de Joinville receberá hoje (4) o primeiro encontro estadual do Instituto DEFESA.

A acontecer no Sniper Paintball, do Sgt. Hoffmann, a partir das 14h, os membros do DEFESA nesta região encontrar-se-ão para debater o tema armas, procurando soluções para a legislação enquanto saboreiam um delicioso churrasco.

Os encontros vêm sendo organizados nos grupos regionais do DEFESA no Whatsapp e deverão acontecer em todas as Unidades da Federação. Se você não é de Santa Catarina, participe do encontro na sua região.

Unidos somos invencíveis.

Encontros regionais do DEFESA pretendem melhorar a representatividade da entidade

Em 2017 o Instituto DEFESA organiza encontros regionais em várias unidades da federação. Vários Estados já estão organizando eventos nos quais os associados ou simpatizantes se reunirão para falar sobre armas, direito a legítima defesa e temas correlatos.

O objetivo dos encontros é melhorar a representatividade do Instituto DEFESA frente aos seus associados, recolhendo ideias para serem colocadas em prática em prol da liberdade. Além disso, alguns dos encontros contarão com a prática de tiro, uma ótima oportunidade, seja de entretenimento ou de conhecimento inicial sobre esta atividade.

Os encontros estão sendo organizados nos grupos regionais do DEFESA via Whatsapp; Confira se já existe um de seu Estado e participe!

Rio Grande do Sul: https://chat.whatsapp.com/0vruRBCKz9LDYFA3IW8SEo
Santa Catarina: https://chat.whatsapp.com/KxLkGzbOpKjHZ6u4yLYdbV
Paraná: https://chat.whatsapp.com/D6J1mO6YkCxADRgrLgJKV6
São Paulo: https://chat.whatsapp.com/EWqn7CvDdF20sbfkdByrUs
Minas Gerais: https://chat.whatsapp.com/DWrN8JkhzPf42F5ekmnLqz
Rio de Janeiro: https://chat.whatsapp.com/9zgk7yVxJZ69NIAa89ISko
Espírito Santo: https://chat.whatsapp.com/5D7vGx6Iq8bFp4C7CpnxOg
Mato Grosso: https://chat.whatsapp.com/07vUelcvByIE3xQdySOpju
Mato Grosso do Sul: https://chat.whatsapp.com/LXF1Qutp8Nv49m9Pnrz88E
Distrito Federal: https://chat.whatsapp.com/5lCcM3MQAWlL9MzTtCjD98
Alagoas: https://chat.whatsapp.com/59bt0sNIbIVJHrVuvZEkQp
Bahia: https://chat.whatsapp.com/87vB5UcuN533lPjEkOEaTi
Rio Grande do Norte: https://chat.whatsapp.com/GuYET0DFBqKJJv9BNMT9fR
Pernambuco: https://chat.whatsapp.com/GmOXvBZm6618aP0qtjH7WU
Ceará: https://chat.whatsapp.com/AyFb5GejnE99o0AK4eJCL3
Paraíba: https://chat.whatsapp.com/5jV0SctqCHyDTs9V6Idr2q
Sergipe: https://chat.whatsapp.com/1CDTtX5T5ei3GvFsi2yeK8

Ainda não encontrou um grupo do seu Estado? Ajude-nos a criar um. Entre em contato no whatsapp do presidente: (41) 99637-5073

Unidos somos invencíveis!

Academia Brasileira de Armas inicia cursos com descontos para membros do DEFESA

De acordo com o noticiado no DEFESA anteriormente, a Academia Brasileira de Armas – Centro de produção e difusão de conhecimento tático e de tiro – oferecia todos os seus cursos com descontos para membros premium (de carteirinha) do Instituto DEFESA.

Ontem (25), aconteceu o primeiro Curso Básico de Combate com Facas, onde participaram pessoas do Paraná, Santa Catarina e outros estados.

Membros do DEFESA pagaram 10% a menos e tiveram a oportunidade de adquirir mais conhecimento sobre uma das armas com maior disponibilidade e letalidade existentes.

TURMA COMPLETA

Mantenha-se informado sobre os próximos cursos na ABA.

Site oficial (Ainda em construção): www.academiadearmas.com

Facebook: https://www.facebook.com/academiadearmas/ 

Torne-se um membro premium do DEFESA: www.defesa.org/associe-se

República Tcheca ensina a seus cidadãos como se defenderem de terroristas: Atirem neles vocês mesmos!

imrs

Tradução livre de: https://goo.gl/GE2Lyp
Tradutor: Parrini

Algum tempo atrás, o presidente da República Tcheca, Milos Zeman, fez uma solicitação incomum: Ele pediu para os cidadãos se armarem contra um possível “super holocausto” dirigido pelos terroristas muçulmanos.

Não esqueçam que há por volta de 4000 muçulmanos para um total de 10 milhões de cidadãos. E assim as vendas de armas foram nas alturas. Uma única loja de armas em East Bohemia, uma região no centro-norte do país, disse a um jornal local que as pessoas estavam apavoradas com a “onde de islamitas”.

Agora, o ministro do interior do país está tentando uma mudança constitucional que permitirá cidadãos usarem armas contra terroristas. Ativistas pró-armamento dizem que isso poderá salvar muitas vidas se um ataque acontecer e a polícia estiver ocupada ou intencionalmente atrasada para chegar no local do ataque. Para a mudança legislativa, o parlamento precisa aprovar a proposta que será votada nos próximos meses.

A República Tcheca possui uma das mais brandas legislações de armas na Europa. Em seu território, estima-se por volta de 800.000 armas de fogo registradas para 300.000 pessoas com autorizações e licenças. Conseguir uma arma legalmente é relativamente fácil. Por lei, seus cidadãos podem usar armas de fogo para protegerem suas propriedade ou quando estão em perigo iminente, porém, após o ocorrido, eles precisam provar que o perigo existia. (1)

Isso coloca o país na contra mão da Europa, que ano após ano, intensifica as restrições e cerca a liberdade de acesso as armas de seus cidadãos. No início de 2015, quando ocorreram aqueles ataques horríveis em Paris, a França ao invés de permitir seus cidadãos de protegerem suas vidas e de entes queridos, o país resolveu apoiar ainda mais essas restrições. As primeiras de muitas propostas da European Commission foi de proibir armas como AK’s e AR-15’s que seriam de uso exclusivo dos militares e limitar os carregadores em 20 munições.

A República Tcheca se opôs fortemente a estas diretivas. Oficiais alertaram que esta medida impediria que a nação sustentasse um “sistema de segurança interno” e tornaria o treinamento das Forças Armadas praticamente inviável.  O banimento desse tipo de arma, com capacidade de efetuar vários disparos, jogaria na ilegalidade as milhares de armas já existentes e registradas por seus cidadãos, estimulando o mercado negro e o tráfico. Finlândia e Alemanha ofereceram suas próprias reservas e grupos pró-armamento se mobilizaram pela Europa se opondo a estas diretrizes com o apoio de várias fontes, inclusive políticas.

Depois de meses de negociação, mês passado a EU aprovou um compromisso: o Council of Ministers confirmará as ações nesta primavera. Todos os Estados membros terão 15 meses para aceitar as novas restrições sobre as armas. A última ação para banir as armas consiste em proibir a venda de armas no estilo militar e requer que todos os compradores passem por avaliações psicológicas antes da compra. Se alguém falhar na avaliação em qualquer estado da União Européia, a informação será registrada e repassada para todos os outros países através de um banco de dados internacional, que proibirá este cidadão de comprar armas em qualquer outro país. Vendas on-line estão enquadradas no mesmo sistema. A República Tcheca foi o único país a se opor contra essas medidas por serem muito restritivas e perigosas. Luxemburgo também votou contra, mas somente para alegar que elas são muito fracas.

Este cenário nos mostra que por mais que o parlamento Tcecho seja a favor de medidas anti-terroristas e a favor da liberdade de seus cidadãos de protegerem suas vidas, as leis sobre armas de fogo no país se tornarão mais tiranas em breve. Todos os compradores de armas serão obrigados a realizarem o psicotécnico, além de jogar na obscuridade se quem já possui armas será considerado um bandido por ter uma arma não condizente com as novas leis (2). A ambiguidade estimulou um dos jornais do país a sugerir que as ações do ministro do interior estão mais voltadas para segurança política do que segurança contra o terrorismo.

 

1 – Nota do tradutor: Reparem a diferença do legislador: Lá, o cidadão primeiro defende sua vida, para depois apresentar explicações. Aqui no Brasil, os legisladores e todos os envolvidos n no Estáburro do Desarmamento, assim comos os agentes que o seguem, fazem o contrário: primeiro temos que escapar várias vezes da morte e rezar para que nossa filhas e esposas consigam sugir do estuprador, (pois somente uma vez não é suficiente para os Delegados de Polícia Federal), para só depois, TALVEZ emitirem a autorização de compra.

2 – Nota do tradutor: Não conheço os princípios contidos na constituição do país nem os que regem a coalização que é a União Européia, porém, pela notícia, percebemos que o princípio da retroatividade não existe, pois com as medidas anti-armas aprovadas, aqueles que já possuem as referentes armas serão considerados bandidos. Aparentemente na União Européia a “lei pode retroagir” para prejudicar.

Ladrão tenta roubar loja de armas e é morto pelo vendedor

Já ouviu aquela máxima “Nunca vi roubo em loja de arma, clube de tiro ou delegacia”? Pois é, um sujeito da Georgia, nos EUA, resolveu tentar a sorte. Obviamente, o plano acabou mal para o criminoso, que acabou morto pelo próprio lojista.

É, parece que armas continuam trazendo sim muita segurança.

Confira a reportagem original abaixo (em Inglês):

 

A reboque do Ministério da Justiça, DFPC deve aumentar prazos de renovação de registros

Foi publicada no dia de ontem (21) no site oficial da Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados do Exército Brasileiro, nota dando conta que este departamento adequaria as suas atividades às exigências legais. A DFPC, subordinada ao COLOG, é responsável pelas normais que regem as armas de uso restrito no Brasil, além dos Colecionadores, Caçadores, Atiradores e Clubes de Tiro.

Espera-se que os prazos de renovação dos Certificados de Registro e documentos dele decorrentes acompanhem os prazos já em vigor na Polícia Federal, conforme detalhado na matéria publicada recentemente no portal do DEFESA.

Veja também:

A íntegra da publicação no site da DFPC está no link a seguir:

http://www.dfpc.eb.mil.br/index.php/ultimas-noticias/359-medidas-decorrentes-da-promulgacao-do-decreto-nr-8-935-de-19-de-dezembro-de-2016

 

Próximos eventos
  1. Curso de Estudos de Política e Estratégia – CEPE – Paraná

    março 13 @ 8:00 - julho 31 @ 17:00
  2. Kalis Ilustrissimo no Brasil!

    setembro 16 @ 8:00 - setembro 17 @ 17:00