Arquivo do blog

Instituto DEFESA fecha parceria com Advogados pela Liberdade

Lucas Parrini

Lucas Parrini é colaborador do Instituto DEFESA e curioso em criminologia e assuntos relacionados a combate e segurança.

O Maurício Martins, diretor executivo do Advogados pela Liberdade, nos presenteia com a disposição de ajudar em nossa luta, que é a liberdade de acesso as armas.

Ao contrário do que estamos acostumados, ou seja, no âmbito comercial com descontos na venda de produtos e serviços para membros premium, a parceria desta vez nos trará benefícios para todos os membros e de âmbito elucidativo. Teremos o apoio do Advogados pela Liberdade para entender leis, posturas, decisões e demais assuntos jurídicos relacionados sobre armas.

Importante avisar que o APL não advoga causas pessoais, conforme explicado em seu site na parte “Dúvidas Frequentes” (https://goo.gl/AjvWEs). Porém, isso não impede que você receba indicações de onde achar profissionais caso precise.

Adorei conhecer o APL. Trabalho magnífico e mais do que necessário em nosso país, que está ferido com golpes de foice e martelo.

Conheça também o APL:

Site: https://www.advogadospelaliberdade.com/
Facebook: https://www.facebook.com/advogadospelaliberdade/

 

Foto:

Instituto DEFESA fecha parceria com a Domínio Escola de Pilotagem

Lucas Parrini

Lucas Parrini é colaborador do Instituto DEFESA e curioso em criminologia e assuntos relacionados a combate e segurança.

É com grande orgulho que apresento a nosso novo parceiro: Domínio Escola de Pilotagem!

Membros Premium do Instituto DEFESA que, assim como eu, são apaixonados por motos e motociclismo, agora contarão com descontos nos cursos oferecidos pela Domínio Escola de Pilotagem através de seu presidente, Eduardo Azeredo, que também é piloto de testes do programa Duas Rodas News e instrutor de pilotagem do Batalhão de Choque da PM do RJ. O cara é fera!

Entrem na página e no site, conheçam a empresa, façam uma visita e agende seu curso!

Sitehttp://www.dominiopilotagem.com/

Facebookhttps://www.facebook.com/pg/dominiopilotagem

Youtubehttps://www.youtube.com/watch?v=jxr8GdlMNLA

 


Vejam algumas fotos de cursos já ministrados:

2º Encontro do Instituto DEFESA no Rio de Janeiro

Lucas Parrini

Lucas Parrini é colaborador do Instituto DEFESA e curioso em criminologia e assuntos relacionados a combate e segurança.

Senhoras e Senhores…

É com enorme satisfação que anuncio o esplêndido sucesso do 2º encontro regional do Instituto Defesa!

Muitíssimo obrigado a Associação de Tiro de Duque de Caxias (http://www.atdc.com.br/) em forma de seus responsáveis, instrutores e colaboradores, por ajudar a este evento a acontecer e a todos os membros e seus acompanhantes, visitantes e aos representantes dos partidos Novo, PMB e do PSL que acabou não apresentando o partido, mas esteve lá conhecendo o Instituto Defesa.

O evento iniciou-se na forma de monólogo para apresentar o Instituto DEFESA e depois passou uma espécie de bate-papo com várias perguntas, idéias, reflexões e comentários de todos os presentes. Ao término da apresentação e conversa, iniciou-se a atividade de tiro Primeiro Contato.

Previsto e anunciado para inciar às 8h com término as 12h da primeira parte, o horário inicial foi comprometido pelo meu atraso, que me deparei com 2 imprevistos de força maior. Mesmo sem capacidade de controlar as duas situações, contornei da melhor forma disponível. Peço desculpas por isso.

A segunda parte, que foi a atividade de tiro iniciou às 12h e terminou às 14h, perfeitamente dentro do planejado.

A qualidade foi excelente, a participação de todos foi exemplar. Tamanha disciplina, atenção e organização dos participantes fazem inveja a qualquer outro público de eventos similares. Praticamente tudo o que foi planejado para ser dito, o foi. Algumas coisas passaram despercebidas, mas serão debatidas nos canais de comunicação conforme o passar do tempo e com certeza, comentadas no terceiro encontro que já está sendo organizado.

O Instituto Defesa foi convidado a participar de vários eventos e conhecer locais, e com certeza farei de tudo para estar em todos eles representando nossa causa.

Adorei conhecer cada um de vocês pessoalmente.
Unidos somos invencíveis!

Abaixo a coletânea de fotos:

 

     

 

 

Instituto DEFESA participa de apresentação do partido Novo no RJ

Lucas Parrini

Lucas Parrini é colaborador do Instituto DEFESA e curioso em criminologia e assuntos relacionados a combate e segurança.

Nesta quarta, 28/06/2017, ocorreu na cidade de Niterói – RJ, uma apresentação do partido Novo e o Instituto DEFESA se fez presente através do representante que aqui escreve. Após a palestra, por assim dizer, entrei na cessão de perguntas com dois questionamentos:

O primeiro foi que recentemente entrei em contato com o partido através do Facebook perguntando se a postura pró-armas era do partido ou individual de cada candidato. Fui respondido que era do partido e que os candidatos precisam seguir isso (1). Sendo assim, qual a posição do partido e possível penalidade ao vereador Leandro Lyra que votou contra o armamento da guarda municipal? Já que o voto contra não “pegou bem” pela reação de muitos armamentistas Brasil afora.

A resposta que obtive foi de que o vereador não é contra o armamento da GM, mas sim contra aquele projeto, que era mal elaborado e que não deveríamos seguir o senso comum. Não houve resposta sobre penalidade.

Comentei se não seria ideal, então, ter votado nos dois projetos. Aprova-se um, depois vota-se no outro.

A resposta foi semelhante a do posicionamento do próprio vereador em sua página: de que o projeto não estava bem definido e ele preferia votar NÃO neste, para apoiar um projeto substituto, ou o outro que já existe, o PELOM nº 29/2015, melhor elaborado, de autoria do vereador Carlos Bolsonaro e Jorge Manaia.

O segundo questionamento foi sobre a enquete promovida pelo Novo sobre como as armas e munições deveriam ser comercializadas. Dentre as opções, tinha a de que deveria ter acesso irrestrito e esta opção ganhou de lavada, com 64,35% (quase o mesmo número do plebiscito de 2003!) (2 e 2A), logo, o partido manterá sua posição de que é preciso haver regulação estatal sobre as armas de fogo ou pensaria em representar a vontade expressa na votação?

A resposta foi que o partido manterá sua posição de que as armas de fogo só devem ser acessadas mediante regulação estatal, pois acredita que a não é uma ferramenta que possa ser acessada de forma irrestrita, preocupando-se com pessoas inaptas ao seu manuseio. Reforçaram a posição de que são contra a discricionariedade que existe hoje na emissão de permissões.

Muitos argumentaram de que a GM tem sim planejamento e procedimento de treinamento através da lei 13022/2014, que regula a GM, e outros questionaram o próprio Carlos Bolsonaro ter votado sim neste projeto, sendo autor do outro que o Leandro Lyra disse ser melhor, ou seja, era só ter votado a favor nos dois.

Outros concordaram com o posicionamento do vereador, alegando que ele foi sensato no voto e que a tática foi boa, votar contra este projeto e quando o outro viesse a votação, então mudar a posição para a favor. Esta atitude agradou muitos de seus eleitores, que enfatizaram a excelência e atenção do vereador nos serviços que executa e nas votações que são iniciadas.

Assim como eu, várias pessoas entenderam o ponto do vereador, mas não concordaram. Essas posições contrárias e a favor ficaram claras nas postagens na página do vereador (3), ao dar satisfação sobre seu voto.

Aproveitei o momento e convidei o partido Novo para o 2º encontro regional no RJ.

Unidos somos invencíveis.
Referências:

1 – https://postimg.org/image/xwua7y5tv/

2 – https://postimg.org/image/kcoxl12jt/

2A – https://30diarios.wordpress.com/2016/06/12/sobre-o-desarmamento-a-posse-e-o-porte-de-armas-no-brasil/

3 – https://postimg.org/image/5enwvh2ar/

Participe dos encontros regionais do Instituto DEFESA

Com o objetivo de aumentar a capilaridade, representatividade e união do Instituto DEFESA, fortalecendo o ativismo pró-armas por todo o Brasil, nos próximos dias vários encontros acontecem no país.

Nesses eventos você pode encontrar os demais membros e apoiadores da entidade que, como você, defendem a liberdade de acesso às armas, pode dar sugestões, reclamar ou assumir um papel concreto no trabalho para garantir a todos esse importante direito.

Os encontros são marcados e organizados pelos nossos grupos de Whatsapp.

Confira a agenda atualizada em 22/06/2017:

08-09 de Julho – Rio Grande do Sul

23 de Julho – Rio de Janeiro

05-06 de Agosto – São Paulo

Santa Catarina – Próximo

Paraná – Próximo

Mato Grosso do Sul – Próximo

LINKS PARA OS GRUPOS ESTADUAIS DO DEFESA
Atenção: cada usuário pode participar de apenas um deles, referente ao seu DDD

Rio Grande do Sul Grupo 2: https://chat.whatsapp.com/LEaxWHc4VQhAchS6ToHzHq
Santa Catarina: https://chat.whatsapp.com/A159Zk2z0345INYhDsy5Sa
Paraná Grupo 2: https://chat.whatsapp.com/GeNbPs6U0beFOl6vI7AC9i
São Paulo Grupo 2 (Novo): https://chat.whatsapp.com/Bo16y38sKdc3nNs8cjmT4s
Minas Gerais: https://chat.whatsapp.com/DWrN8JkhzPf42F5ekmnLqz
Rio de Janeiro: https://chat.whatsapp.com/9zgk7yVxJZ69NIAa89ISko
Espírito Santo: https://chat.whatsapp.com/5D7vGx6Iq8bFp4C7CpnxOg
Mato Grosso: https://chat.whatsapp.com/07vUelcvByIE3xQdySOpju
Mato Grosso do Sul: https://chat.whatsapp.com/LXF1Qutp8Nv49m9Pnrz88E
Goiás: https://chat.whatsapp.com/436oQDJIBbh48YCARLE7ly
Distrito Federal Grupo 2: https://chat.whatsapp.com/6VDrM8YZokkIQ58pytPY6i
Alagoas: https://chat.whatsapp.com/59bt0sNIbIVJHrVuvZEkQp
Bahia: https://chat.whatsapp.com/87vB5UcuN533lPjEkOEaTi
Rio Grande do Norte: https://chat.whatsapp.com/GuYET0DFBqKJJv9BNMT9fR
Pernambuco: https://chat.whatsapp.com/GmOXvBZm6618aP0qtjH7WU
Ceará: https://chat.whatsapp.com/AyFb5GejnE99o0AK4eJCL3
Paraíba: https://chat.whatsapp.com/5jV0SctqCHyDTs9V6Idr2q
Sergipe: https://chat.whatsapp.com/1CDTtX5T5ei3GvFsi2yeK8
Pará: https://chat.whatsapp.com/GoriQUeFnNU9CMjHAnFL5C
Amazonas: https://chat.whatsapp.com/2x1ygYGtxCuKjUdJOWMq7o

Desempenho de atleta brasileiro utilizando o Fuzil 5,56 IA2

Texto: Comunicação Institucional da IMBEL

Encerrou-se no dia 11 de junho, a “First Rifle Championship”, competição de tiro prático realizada na Rússia, que reuniu cerca de 600 atiradores de 40 países e na qual participou o suboficial (SO) VAGNER CARLOS DA SILVA BRUM, da Força Aérea Brasileira, utilizando o Fz 5,56 IA2. Projetado e produzido pela IMBEL, o Fz 5,56 IA2 foi recentemente adotado e padronizado pelo Exército Brasileiro e equipa, também, diversos Órgãos de Segurança Pública do País.

Utilizando o Fz  5,56 IA2 em sua primeira participação em competições internacionais de tiro prático com arma longa, o SO BRUM obteve os melhores resultados dentre os atiradores brasileiros que participaram do evento, ficando em 17º lugar no universo dos atiradores militares e na 67ª posição na classificação geral da categoria “Standard Semi-auto”, na qual o armamento não dispõe de mira ótica e os disparos são realizados até a distância máxima de 300 m.

Após a realização de mais de 3.000 disparos no período de treinamento e durante a competição, não foi registrada qualquer pane de funcionamento no armamento, limitando-se as intervenções do atirador à realização das manutenções preventivas preconizadas no manual técnico do Fz 5,56 IA2 IMBEL. Convém ressaltar que durante parte da competição, o SO BRUM utilizou munição .223 rem/5,56×45 FMJ (SS109) disponibilizada pela organização, sem a ocorrência de qualquer incidente, diferentemente do que aconteceu com uma consagrada arma estrangeira durante as provas.

Mais do que resultados absolutos excepcionais obtidos na “First Rifle Championship”, a participação da IMBEL buscou dar visibilidade a um produto da indústria de armas leves nacional junto a público altamente especializado, que mesmo utilizando armas sofisticadas e consagradas internacionalmente, demonstrou vivo interesse pelo fuzil brasileiro, conforme se constata nas fotos expostas, em virtude das qualidades do Fz 5,56 IA2 reveladas na competição.

Esta Nota tem o propósito de apresentar aos clientes e admiradores da marca IMBEL os resultados de uma iniciativa baseada na confiança que a Empresa tem nos seus produtos, um dos quais, nas mãos de um atleta competente e dedicado, competiu em pé de igualdade com renomadas armas estrangeiras presentes naquela difícil e seletiva competição. A IMBEL parabeniza o SO BRUM pelo excelente desempenho e agradece as importantes contribuições apresentadas para aperfeiçoamento do Fz 5,56 IA2 e possível aplicação em novos produtos.

PRODUTOS IMBEL – Forjados para DEFESA, disponíveis para SEGURANÇA.

Saiba mais sobre a Academia Brasileira de Armas

A essa altura, talvez você já tenha visto sendo veiculadas nos canais do Instituto DEFESA (Facebook da Campanha do Armamento ou do Instituto DEFESA, Instagram, YouTUBE ou Twitter) mensagens relacionadas aos cursos da Academia Brasileira de Armas e, provavelmente, se este for o caso, você já se perguntou, o que é essa tal de Academia e o que ela tem a ver com o DEFESA.  Vamos esclarecer isso aqui.

A Academia Brasileira de Armas é um centro de treinamento e produção de conhecimento relacionado ao tiro e às táticas afins.

Sediada na Região Metropolitana de Curitiba, em Quatro Barras/PR, a ABA conta com um corpo de instrutores escolhidos pontualmente entre os mais expressivos do cenário internacional.

Trata-se de uma iniciativa do presidente do Instituto DEFESA, Lucas Silveira, que tem o objetivo de fomentar a prática do tiro aprimoramento das técnicas utilizadas no Brasil. A sede de treinamento tem constantes obras de aperfeiçoamento,. O projeto final deve contar com 3 estandes de tiro, incluindo um long range para tiro de precisão, casa de matar e cidade para treinamento progressão e CQB, parede para rapel e área de mata.

Mas o fato de ser uma empresa altamente especializada no setor de defesa não é o ponto mais relevante. O que importa o leitor saber é que todos os cursos da Academia Brasileira de Armas sempre oferecerão condições diferenciadas para os membros premium do Instituto DEFESA, estimulando nossos associados a se aperfeiçoarem. Mas não para por aí, a Academia Brasileira de Armas, por se tratar de empresa legalmente constituída, passa a ser também, após o final de suas obras, uma financiadora das atividades do Instituto DEFESA, formando um círculo que se retroalimenta, gerando treinamento adequado e ampliando o direito de acesso às armas.

Confira no vídeo abaixo um dos cursos que já aconteceu na Academia Brasileira de Armas, com descontos para associados do DEFESA.

Conheça o site da Academia Brasileira de Armas: http://www.academiadearmas.com

Torne-se um membro premium do DEFESA.

 

eCACs – Software para clubes de tiro

Thiago Alberto Benko é o desenvolvedor do Software eCAcs

O que é o eCACS:

 

O eCACS é um software desenvolvido de forma atender as reais necessidades existentes em clubes de tiro e caça independente de seu tamanho e estrutura.O eCACS proporciona um maior controle de registros e melhora o acesso a informações importantes.

Com o eCACS você consegue cadastrar os associados e suas armas, gerar um histórico para cada associado, cadastrar os produtos do clube, controlar o estoque e registrar as entrada e saída dos produtos, controlar as suas anuidades e também suas contas a pagar e a receber. 

Você terá disponível em poucos cliques a lista dos aniversariantes do mês, uma listagem dos CR’s que estão para vencer e outras informações importantes.

Além disso, você tem disponível diversas declarações como Declaração de Filiação, Habitualidade, Modalidades e Provas, Ranking e várias outras. Você tabem consegue imprimir o requerimento do SINARM, Termos para concessão e revalidação do CR e demais termos do processo.
Todas os termos e declarações estão em conformidade com as portarias 051 e 028 Colog.

 

Ao adquirir o eCACS informe que você apoia o Instituto Defesa e desta forma você também estará contribuindo com o instituto a lutar para recuperar, ampliar e conservar o direito de acesso às armas e à legítima defesa.

 

Para mais informações visite:
Website: www.ecacs.com.br
Fanpage: www.facebook.com/sistemaecacs/
Canal: www.youtube.com/channel/UCWI-kZHBrIfYsgOJ3NNmFkQ

Empresa brasileira lança linha de cafés armamentistas

Está chegando ao mercado o café Guns & Coffee. Cultivado a 1.130m na Fazenda Londrina, em Ibiá-MG, o Catuaí vermelho já seria suficiente para atrair os mais exigentes baristas ou degustadores, mas o produto tem uma característica inédita no Brasil: o tema pró-armas.

E embalagem é enfeitada com armas dos mais variados tipos, além, obviamente, do próprio nome escolhido.

Entrevistamos o Sr. Kouth, responsável pelo produto.

DEFESA: Fale-me sobre a sua empresa, como ela nasceu e de onde é sediada. Por que a escolha do tema armas para essa marca?

KOUTH: Nossa empresa, está localizada em Londrina – PR
Sou empresário há alguns anos e desde minha infância eu fui aficionado por armas, sempre estive no meio dos atiradores e policiais.
Foi daí que surgiu a ideia de unir o útil ao agradável.
Investir no ramo de café, valorizando o trabalho da polícia e também mostrar que o mundo das armas não é “violento” e sim um mundo livre onde temos o direito de nos defender, de praticar esporte e de se divertir com amigos!

 

DEFESA: Você acredita que a qualidade do café tenha relação com o tema?

KOUTH: Com certeza!
Hoje o café nacional que compramos em mercado, grande parte é um café misturado,
Com baixa qualidade, assim como nossas armas e munições.
A ambição do Guns&Coffee é exatamente abrir o mercado e mostrar que podemos ter coisas de excelente qualidade no nosso mercado. Que é o caso do nosso café. É através dele, queremos ganhar forças para ajudar no combate do monopólio de armas e munições, incentivando o livre mercado, concorrência e benefícios para a população.

DEFESA: Sobre o Catuaí vermelho, por que essa escolha?

KOUTH: Primeiramente porque nós queremos usar produtos totalmente nacionais. É a variedade Catuai vermelho, é um café 100% brasileiro, com qualidade altíssima!
Ele foi desenvolvido pelo instituto agronômico de Campinas.

DEFESA: Quais as suas expectativas em relação a receptividade do mercado?

KOUTH: Hoje em dia com a falha do estatuto do desarmamento e a falta de segurança pública, o brasileiro está cada vez mais pedindo seu direito a legítima defesa e a valorização da polícia.
Como nossa missão é exatamente: valorizar a polícia e dar liberdade de legítima defesa para o cidadão.
Eu acredito que o público brasileiro vá se identificar bastante com a proposta da marca!

DEFESA: Existe a previsão de lançamento de outros produtos semelhantes?

KOUTH: Existe sim.
A Guns&Coffee pretende abrange todo o mercado de café.
Estamos com projetos em andamento como cápsulas, café portátil dose única para carregar na bolsa para qualquer lugar, camisetas, canecas e muito mais!
Aguardem!

DEFESA: Para quem quiser comprar o Guns & Coffee, como fazer?

KOUTH: A princípio, direto pelo Whats app (43) 99911-0826
Em breve nosso site estará no ar para compras tanto pessoa física quanto jurídica.

É também por meio de assinatura, onde você vai poder escolher os produtos que quer receber todo mês automático direto pelo site

DEFESA: O Instituto DEFESA tem 160 mil associados no Brasil que defendem a liberdade de acesso às armas. Você gostaria de enviar alguma mensagem a eles?

KOUTH: Primeiramente gostaria de agradecer o apoio que o instituto DEFESA está nos dando!
Nós do Guns&Coffee queremos somar forças com você, cidadão brasileiro que exige sua legítima defesa! Com a ajuda de todos, nós vamos tornar este país, um lugar livre e justo para todos! Conte conosco!

 

Por que a sociedade civil deveria se armar?

Lucas Silveira
Presidente do Instituto DEFESA
Instrutor-chefe da Academia Brasileira de Armas

Íntegra do Texto enviado para publicação em 09 de abril de 2017 no Jornal A Gazeta
Em 2003, o Congresso aprovava um projeto que tornaria o Brasil um dos países com a legislação mais restritiva a armas de fogo do mundo. À época de sua proposição, medidas semelhantes já haviam gerado resultados catastróficos na Austrália, no Reino Unido, em alguns dos estados americanos e até na Jamaica. Ainda assim, Deputados e Senadores forçaram a nação a suportar o fardo de sua incompetência.
Nos 10 anos subsequentes, a média de crimes violentos no Brasil superaria a dos os últimos 10 anos antes da vigência do agora chamado Estatuto do Desarmamento. Exatamente conforme a estatística apontava que aconteceria. Nenhuma surpresa.
No ano de 2005, mais de 95 milhões de brasileiros foram às urnas, para referendar ou não essa legislação que levara o país ao título nada honroso de lugar mais violento do planeta. O resultado: 64% da população disse não ao desarmamento.
Ainda assim, os desarmamentistas não desistem. Dizem que armas não trazem segurança, mas por que então a lei autoriza o uso de armas àqueles que estão em risco? Dizem que a segurança é responsabilidade do Estado, mesmo quando o Estado não está presente sequer para fornecer energia elétrica, água, educação ou saúde.
Apenas 3% das tentativas de estupro são consumadas quando a vítima está armada. Isso sim é empoderamento feminino. E você, que votou em 2005: Se sente mais seguro hoje ou há 12 anos, quando todos nós podíamos portar armas?
Próximos eventos
  1. Curso Extensivo de Tiro de Precisão com Rich Graham

    agosto 25 @ 8:00 - agosto 27 @ 17:00
  2. Center Axis Relock – Rio Grande do Sul

    setembro 2 @ 8:00 - setembro 3 @ 17:00
  3. Kalis Ilustrissimo no Brasil!

    setembro 16 @ 8:00 - setembro 17 @ 17:00
  4. Center Axis Relock – Botucatu

    setembro 16 @ 8:00 - setembro 17 @ 17:00
  5. Combat Rescue – Tactical Combat Casualty Care

    outubro 21 @ 8:00 - outubro 22 @ 17:00