As armas mais estranhas do mundo

Por Lucas Silveira

A história das armas é repleta de criações que foram capazes de mudar o rumo das guerras e, por consequência, os rumos da própria sociedade. Modelos como a FN 1910 – a arma utilizada para matar Franz Ferdinand – , O AK-47, O M-16 e as espingardas pump action, são conhecidas por qualquer pessoa que já tenha dado um ou dois tiros na vida, ou até mesmo por garotos que gostam de video-game.

No outro lado da história, todavia, figuram alguns modelos de menos sucesso, com projetos pouco ortodoxos, formatos surpreendentes e nomes desconhecidos do público em geral.

Selecionamos 5 das armas mais inusitadas com que a engenharia já nos presenteou para que você possa impressionar em uma conversa no clube de tiro, confira:

Revólver Apache

Apache_revolver

O Apache ganhou alguma notoriedade recentemente, depois de aparecer em dois programas bastante conhecidos no canal History Channel. Na ocasião, os personagens principais apresentam o revólver aos seus clientes, que querem vendê-los.
Trata-se de um modelo criado no início do século XIX, 3 em 1, sem cano, desenvolvido para combate de curtíssima distância: Um soco inglês, um canivete e um revólver em apenas uma peça.
Quando dobrado, o Apache pode ser usado para socar, como um soco-inglês comum. Aberto, mostra-se uma lâmina pontiaguda, desenvolvida para estocar com facilidade tecidos moles humanos. Finalmente, é possível apertar a tecla do gatilho, que faz rodar um tambor – curiosamente no sentido horário e não no sentido anti-horário – e aciona o cão para o disparo.
A arma é encontrada nos calibres 7mm e 9mm e de valor estimado, para um colecionador sortudo, no Brasil, entre R$ 7.000,00 e R$ 20.000,00, dependendo do estado de conservação.

Duckfoot (pé de pato)

duckfoot3_786_poster

Os pés de pato não são exatamente um modelo específico de arma, fabricado por um só fabricante, mas sim um conceito utilizado na fabricação de diversos modelos, por várias indústrias.
Os pés de pato são armas curtas de canos lisos. Sim, canos, no plural. Essas armas eram fabricadas, por volta do ano 1.800, com três ou mais canos que disparam simultaneamente, o que na teoria, permitiria acertar um grupo de pessoas com um só tiro.
Na prática, conforme o vídeo acima mostra, a precisão é incrivelmente baixa, e é provável que o atirador acabaria linchado pelo grupo ileso.
O valor estimado de um item destes, apostilado em uma coleção, é de R$ 4.000,00 a R$ 5.000,00.

Armas-chave (Keyguns)

121159

Século XIV. Você é o carcereiro em uma prisão precária, repleta dos piores criminosos do seu tempo. À noite, você é orientado a retirar um prisioneiro, que reage para tentar escapar.
Você tira do seu bolso a própria chave da carceragem e… “bang!” – um bandido morto.
As armas-chave eram feitas a partir de uma chave totalmente funcional, adaptada para efetuar disparos e preservar a segurança nas prisões do século XIV.

Arma de preensão manual Turbiaux

turbiaux protector-01

Este modelo francês foi desenvolvido para ser o mais compacto possível, deixando de lado o próprio poder de parada. Com um sistema de alimentação bastante incomum, a arma era praticamente toda coberta pela mão do operador, restando, por entre os dedos, apenas o cano.

A arma anel (lepetit protector)

ring-pistol

Sim, mais uma vez os franceses. Quando se fala em armas antigas e compactas, é impossível não se falar deles.
Lepetit protector (o pequeno protetor) é um anel bastante especial, com capacidade de efeturar 6 disparos de 5mm. Um modelo realmente raro, já vendido em leilões nos EUA por mais de 10 mil dólares.


Publicado em Armas, Destaque
5 comentários sobre “As armas mais estranhas do mundo
  1. Denis Robson disse:

    Dessas cinco armas eu conhecia três,A Apache o Anel e a Chave já havia visto no programa Trato Feito do History Channel.

  2. Marcos disse:

    excepcional post.

  3. Alberto Pascoaline Rodrigues Corrêa disse:

    Gostaria que fossem mostradas armas modernas de defesa e também armas longas para defesa em propriedades rurais e para a caça de javali, armas nos calibres .357 e .44 magnum, 45-70, 30-30, 7mm, 223, etc. O conhecimento do povo brasileiro em relação a calibres, poder de parada e impacto de armas de fogo pra maioria é muito pequeno.

  4. Luiz Felipe Marcondes disse:

    Muito legal esse artigo.
    No programa Trato Feito vi uma dessas armas chave na qual eles testaram, era algo extremamente lento e ineficiente, me fez rir pra caramba. Mas é um item muito colecionável.

  5. Gerson disse:

    Gostaria de saber sobre as famosas canetas revolver que desapareceram do mercado. Tinham dois calibres .22 e .38.
    Quanto vale para colecionador hoje uma destas.
    Porque motivo pararam de fabricar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*