Armatix: arma feita por idiotas, para idiotas

O que acontece quando alguém que não entende de armas entra na indústria de armas?

Um exemplo é a Armatix. Uma empresa supostamente especializada em fazer armas “mais seguras”.  O chamado Smart System, por exemplo, que não tem nada de “smart”, é um sistema que envolve um relógio de pulso com um radiotransmissor relacionado com um sistema na pistola.

Em tese, a pistola com o “Nada Smart System” deveria disparar quando estiver suficientemente próximo do relógio, evitando, por exemplo que alguém sem o relógio disparasse a arma. Fantástico, não é? Não, não é. Você já teve um problema com o controle remoto da televisão? Com o controle do portão da garagem? Com o alarme do carro? Pois é, Imagine só se sua vida dependesse destes equipamentos…

Como se não bastasse, o modelo iP1, calça o calibre 22LR, que sabe-se inadequado a defesa pessoal.

ip1

relogio armatix

 

A empresa também fabrica alguns sistemas de trancamento das armas, que não são tão ruins quanto a iP1.

O preocupante é que algum incauto possa ainda acreditar no bom funcionamento destas armas e confiar sua vida a ela. Mais grave que isso, com o espírito empobrecido dos legisladores no Brasil, imagine o que aconteceria se um desses gênios propusesse que este equipamento fosse obrigatório?

A pergunta que permanece é: quem seria ignorante suficiente para adquirir uma arma Armatix?

 


Publicado em Artigos
49 comentários sobre “Armatix: arma feita por idiotas, para idiotas
  1. Fábio disse:

    E do jeito que a bandidagem já inventou e usa o “Chapolin” que é um bloqueador e clonador de controles de acionamento de alarme, para criarem o bloqueador de armas com este sistema é facílimo.

  2. Thiago F disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkk
    Experiências que fazem…
    Em breve estarão tentando fazer uma arma igual aquela do filme “O Juiz” do Sylvester Stallone, que a pistola coloca uma amostra de dna de quem disparou no projetil.
    E com certeza seria muito mais útil e menos perigoso que a Armatix hahahahaha

  3. Roberto disse:

    Usando un relogio eu acho realmente uma besteira, mas a idea não é mal.
    Imagina no gatilho um sistema estilo iphone 5s, a arma se ativa so em mao do legitimo dono…

    • Lucas Silveira disse:

      A lógica é a mesma, Roberto.

    • augusto disse:

      Sei que parece locura mas Você confia deixar sua digital nos arquivos de empresas como a google, que é dona da maior fabrica de robotica militar? E desenvolve protóticos como o Petman?
      Hehehe

    • Allysson Silva disse:

      Se vc tiver caido em algum lugar e seu dedo estiver sujo aí não vai conseguir ler a digital e vc fica sem atirar?

      • Roberto disse:

        Simples, e’ so colocar uma micro torneira no gatilho perto do relevador de digitais, para limpar os dedos em modo automático, o ficar sempre com os maos bem limpas
        Kkkkkkkkkkkk

    • Bruno disse:

      O filme O Juiz tem uma parecida (só que é por DNA. kkkk)

    • Flavio Borges disse:

      No filme do James Bond Operação Skyfall, o James Bond tem uma arma que só funciona com o reconhecimento do dedo dele.

    • Victor disse:

      isso que voce esta falando existe ha decadas nos eua. chama-se magna trigger, voce tem que estar usando um certo anel proximo ao gatilho. artigos velhos do massad ayoob ja sugeriam a instalação disso para segurança contra disparos por crianças e no caso da arma ser tomada em luta etc.

      e não, nem fudendo eu gastava um centavo num lixo desses. 22 por 22 compre uma bersa, que sapeca do jeito que vem.

  4. Daniel Escobar disse:

    É mais fácil fabricar rmas do que acabar com fábricas.
    Não é um questionamento.
    A origem está na raiz, fábricas…
    Por outro lado,
    Deus fez os homens diferentes,
    Colt nos fez iguais
    e nosso governo nos colocou diferentes denovo.

  5. Ricardo Arcova disse:

    ainda por cima 22lr, VSF.
    os seguranças da “presidenta” (palavra inexistente), deveriam usar umas dessa ai pra testar, enquanto o bandido explode aquela cabeçona dela com um 7.62.
    é mais seguro uma faca do que esta pistolinha de chumbinho.
    tenho uma .308 MD2, sei que não é lah essas coisas a parada (69%) mas com 20 tiros e munição silver point a coisa muda de figura.
    com no máximo 2 tiros deixa o vagal incapacitado, com o 22lh ainda mais usando um cano de canudo do mc.donalds, tem que dar uns 40 tiros pras perninhas do maninho esticar, até lah vc jÁ ta morto.
    isso é uma PUTARIA.

  6. Patricio disse:

    a idéia em si não é má, o sistema é que é.

    Essa ideia da digital que o colega falou, também não é ideal, quantas vezes vc já foi usar sua digital e teve que fazer varias leituras pq o sistema não identificava?

    Como disse, a ideia é bacana, mas é necessário pensar em um sistema com menos possibilidades de falhas. Sabemos que é impossível um sistema infalível, nem a própria a arma é infalível e é suscetível a diversas falhas, mas sei lá, algo ao menos na mesma proporção do nível de falhas consideradas aceitas para as munições.

  7. cyro disse:

    Inclusive esse “recurso” já foi abordado no último filme do James Bond, era aquela pistola que só disparava se fosse pelas mãos dele. Esse sistema, como está ai, realmente não dá segurança para ninguém.

  8. Leonardo Feitosa disse:

    Meu amigo depois dessa aqui https://www.youtube.com/watch?v=d8hlj4EbdsE duvido que essa va pra frente

  9. Caio Alexandre Herter de Moura disse:

    Para quem é mais de tecnologia ciborge, existem pequenos chips implantados diretamente abaixo da pele da mão que é deveras eficas, seria mais interessante uma arma com memória interna que armazena o id do atirador. Mas acho que só funcionaria em países altamente desenvolvidos após alguns anos de implantação do sistema.

  10. Alessandre disse:

    Só uma duvida, alguém aqui já fez uso deste armamento?
    Ainda vejo como uma boa ideia, mas nunca vi/toquei num então não posso dizer que é ruim ou bom…

    • antonio disse:

      Cedo para dizer, mas faz o seguinte, quando o ladrão chegar você diz,
      Espera eu colocar o relógio para este “mata-sapo” funcionar.
      ou o sr ladrão tem pilha de relógio para este brinquedo funcionar.

      • Alessandre disse:

        Eu pelo menos, durmo, tomo banho, almoço e faço qualquer atividade com um relógio no pulso e nem lembro quando foi a ultima vez que troquei a pilha (se é que fiz isso algum dia), talvez o calibre .22 n seja o ideal, mas como tudo que eh novo tende a ser criticado e melhorado com o tempo isto pode também melhorar,
        E a analogia que o artigo faz entre portões, alarmes d carro, alarmes casa não é valida, primeiro que são situações e tecnologias completamente diferentes e outra que se tu tive que atirar diariamente nas mesmas proporções que usa um controle de portão/carro/casa, primeiro tu fica pobre (temos a cbc mas a munição eh ridiculamente cara no brasil) segundo que o limite de munições permitida mensalmente/periodicamente por pessoa com porte não permitiria

  11. MAX PROBST NETO disse:

    ARMA NÃO É PARA DEFESA E SIM PARA MATAR (COMETER UM HOMICÍDIO), E QUEM COMETE UM HOMICÍDIO É UM ASSASSINO. A PERGUNTA É PORQUE ESTA VONTADE DE MATAR? POIS SE PRECISAMOS É DE AMOR PELO PRÓXIMO. REFLITAM

    • Lucas Silveira disse:

      Oi Neto,

      E com base quem dado científico, estatístico ou histórico o sr. tirou esta brilhante conclusão?

      • Jeremiasgodinho Godinho disse:

        É dificil lidar com gênios assim, Lucas!

        Rsrsrs

      • antonio disse:

        Ele conversou com os assessores do IZIS (ironic)

      • Rodolpho Villas Boas Neto disse:

        Esse é um Otario ou é um MAV pago por partidos ou ONGs Desarmamentistas pra escrever besteiras ou um Crentelho de M…. que só serve pra encher Bolso de Pastor e fazer tudo o que eles mandam Simplesmente um Eunuco um Capado . Não sei porque voce não deleta comentarios como esse Ja fiz comentario em site Anti Arma Criticando e eles Deletam sem Dó Deleta essa P…. Caro Lucas

    • Guilherme Vaccari disse:

      Quero ver você demonstrar amor pelo próximo quando alguém estiver com intenção de te atacar…Depois conta o resultado.

    • Ricardo Aparecido Arcova disse:

      isso, quando o ladrão entras na sua casa e te traçar e traçar sua filha e esposa na sua frente, um pouco antes do vagabundo atirar em vocês faça esse comentário idiota, “sou da paz” e descanse em paz, vc e sua família.

    • Marcelo disse:

      Como assim? Se você tem família… Pessoas que dependem diretamente de você… Você não só tem o direito de se defender como também (senão “ainda mais”) o dever de defender-se. Ninguém tem o direito de deixar-se morrer nas mãos de um bandido e, com isso, trazer privações aos que dependem dele. Isso é amor pelo próximo. Reflita!

    • Victor disse:

      Se eu quiser, consigo matar uma pessoa com a Biblia. Tenho uma grandona aqui em casa, se eu bater na cabeça de alguem com ela vezes suficientes, o estrago está feito. Tenho uma Torá enrolada em madeira de cedro, também é ótima. E um alcorão com capa de bronze. E aí?

  12. Everton disse:

    Eu compraria uma arma dessas… Tendo a minha arma de verdade,compraria essa como arma de brinquedo,simplesmente pra entretenimento.

  13. Jeremiasgodinho Godinho disse:

    So um idiota confiaria totalmente em um sistema desses aplicado a uma arma de defesa.

    Eu uso fechadura biométrica que as vezes nao aceita certas posiçoes do dedo no leitor… imagine isso acontecer num confronto armado!!!

  14. Carlos Duble disse:

    Desculpe a sinceridade mas achei uma opinião muito retrógrada.
    Pensando dessa forma hoje estaríamos andando a cavalo, lendo a base de lampião e usando revólveres Single Action.
    Vale lembrar que a primeira automática, feita em meados de 1880 pela Maxim Gun foi duramente criticada por toda a industria armamentista com o mesmo argumento “Não entregue sua vida para algo tão diferente do que você já conhece e confia”. E todos sabemos a revolução causada por este avanço tecnológico.

    Respeito a opinião que quem fez a postagem, mas é importante deixar claro que é uma opinião muito pessoal, que não cita nenhum tipo de falhas nos testes, estudos de campo ou provas empíricas de que o equipamento supracitado irá ter sua produção iniciada apresentando falhas de projeto.

    Quanto a calibre ser baixo para auto defesa concordo 100%, mas tenho certeza que em breve teremos outras opções.

  15. Welker disse:

    Não confio nem em pistola sem cão ainda, imagina nisso ai, kkkkk.

  16. Ewerton Santiago disse:

    Olha… tenho que discordar de alguns pontos desse artigo.

    Primeiro que a tecnologia e a engenharia disponível hoje no mercado faz com que o esse sistema seja perfeitamente viável e confiável.

    Segundo que a idéia de conceber um dispositivo que possibilite que apenas o dono da arma consiga operá-la é muito boa. Talvez o relógio não seja a forma ideal, mas ainda é um conceito novo. Acho muito válido e deve ser objeto de aprimoramento. Ao meu ver o funcionamento da arma poderia estar ligado diretamente a pessoa (o dono e sua esposa por exemplo) e não a um objeto que pode estar de posse de qualquer um.

    Tendo em vista que o principal argumento desarmamentista é que as armas compradas legalmente acabam caindo nas mãos do crime. Um dispositivo que garanta que apenas o dono da arma conseguirá utilizá-la poderia servir como um argumento forte na luta pela flexibilização das leis no país.

  17. Henrique Marba disse:

    Não sou muito de comentar mas assim como vocês luto pela mesma causa suas. Trabalhamos com tecnologia aqui na empresa, fazemos radares de trânsito, codificação de placas de alta tecnologia, inclusive projetos de controles de portões, radio frequência entre outras… E posso te garantir o seguinte, a arma não é “insegura” se ela trabalhar da forma que está proposta a ser usada, inclusive é uma boa saída contra o mercado negro. E concluo o seguinte, com manutenção em dia, o usuario sendo bem treinado e sabendo como ela funciona ela é mais segura que uma .380… Assim como uma .380 pode engasgar, falhar, comparado com a ação de frequência desta arma tudo muda. Falar de maneira leviana o que não conhece é como meu vô falava da internet e do celular.. “não presta essas coisas”. Presta sim, tudo que tem manutenção funciona. Sem manutenção nenhuma arma funciona com 80% de certeza. Não quero agredir ninguem pois faço parte do mesmo movimento, mas NA MINHA OPINIÃO como engenheiro de tecnologia e ex militar das forças armadas achei meio “sem noção” a publicação.

  18. Douglas Prodocimo disse:

    Discordo. Não sou perito em armas mas sou engenheiro/desenvolvedor e sei muito bem que pode-se desenvolver sistemas eletrônicos confiáveis.
    O argumento usando analogia aos controles remotos de alarmes e portões é totalmente inválido, talvez faça sentido do ponto de vista de um leigo, porque até mesmo os mecanismos mecânicos das armas são passiveis de falha.
    Controles remotos de portões e alarmes são feitos com componentes bem baratos, o contrário de um sistema RF-ID (que eu penso ser ideal para uma arma), o sistema mesmo que é usado, por exemplo, no Key-Code das chaves de qualquer carro com injeção eletrônica hoje em dia. Dificilmente falham, considerando a frequência/quantidade, creio que muito mais armas falhem mecanicamente (por falta de manutenção) do que sistemas Key-Code de carros. Porém sempre há a variável “dono”, que pode deixar de verificar o sistema tanto como pode usar munição velha ou não fazer a manutenção da arma.
    Dizendo que a arma não vai funcionar se cair na mão de bandido é inválido também pois da mesma maneira que os sistemas Key-Code são burlados por ladrões os análogos para armas também podem (principalmente na parte mecânica).
    Um bom argumento para usar um sistema de bloqueio eletrônico da arma é em uma situação aonde o portador da arma tem sua arma roubada em combate, assim evita que o bandido use em seguida, porém se a arma for roubada em combate creio que em grande maioria das vezes seja por falta de instrução e treinamento para utilizá-la.
    Do meu ponto de vista, este sistema pode ser seguro em situações bem específicas, mas não abrange a maior parte delas então concluo que seja um custo desnecessário para agregar em uma arma.
    Em outra situação, se um sistema for comprovadamente robusto o suficiente e não agregue custos e não necessite de manutenção e cuidados extras, ai sim vejo uma vantagem para prevenir pequenos acidentes que são usados pela mídia sensacionalista para desmerecer o porte/posse de armas de fogo.

    • Douglas Prodocimo disse:

      Desculpem acabei escrevendo de maneira muito ruim no ultimo comentário, mas não podia deixar de agregar minha opinião no assunto!

  19. Rodolpho Villas Boas Neto disse:

    Pistolas para mim só uma Boa e Velha Colt 1911 CZ ,Berreta 92 ,Walther PPK etc….. não gosto nem da Glock imagine desta então muita Tecnologia acaba com o prazer de se possuir algo É como se tal coisa Fosse Independente a voce e voce não tivesse Controle sobre ela vamos com Calma essa Tecnologia Desenfreada esta Sufocando o Mundo.Viva as Boas e Velhas Pistolas Colt 1911 e os Revolveres 357 mm

  20. Charles disse:

    Precisamos poder comprar nossas armas e de clubes de tiro e stands para treino.
    Precisamos de mais fabricantes de armas nacionais. Pistolas, submetralhadoras, supressores e munição, muuuuita munição bem boa e barata.
    O país está indefeso e quem invadir vai se dar bem.
    Aliás, já vem sendo invadido por dentro pela ralé armada das drogas.
    LIBEREM AS ARMAS URGENTE !!!

    LIBEREM TAMBÉM AS DROGAS, POR FAVOR. Como fizeram com a bebida e acabaram com a máfia.
    Quem quiser vender que pague impostos, assim acabam as pragas CV, PCC, ADA, PM, PT…

  21. Leandro disse:

    Sou leigo em tecnologia, mas concordo com o Henrique Marba. Talvez o sistema, por ser novidade, ainda não seja muito seguro (nada é 100% seguro) mas quem sabe num futuro próximo… afinal, novidade por novidade, as pistolas teriam sido extintas logo após terem sido criadas, vez que, por serem mais complexas mecanicamente, são mais passíveis de falhas mecânicas do que os revolveres.

  22. elbis disse:

    Pelo que vejo o relógio é específico se der pau no relógio e precisar da arma pra me defender estou perdido

  23. manoel figueiredo disse:

    Alguém avisa o tal de ”NETO” pra ele dizer isso pros bandidos, e também pesquisar a respeito da legítima defesa onde não é imputado o crime de homicídio. E os amantes da tecnologia lembrem-se os vagabundos fazem coisas que até o diabo duvida,arma só convencional. ABRAÇO PROFESSOR LUCAS.

  24. Daniel Ribeiro disse:

    Eu acho que pode existir eletrônica confiável sim, mas acho a solução do “relógio de pulso” bem ruim… Principalmente porque não é todo mundo que usa relógio, e porque o relógio denunciaria a presença da arma (quem conhece o relógio sabe que o sujeito está armado).

    E também tem o lance da confiabilidade: Por mais bem-feito que seja o circuito eletrônico, ele está sujeito a simplesmente parar de funcionar após um Pulso Eletromagnético. Isso não é coisa de filme como a maioria pensa, e criar um aparelho capaz de “desabilitar” armas desse tipo não é difícil.

    Então a arma pode até servir para defesa “pessoal”, mas dificilmente serviria para uma eventual resistência contra um estado opressor ou algum exército ou milícia mais bem preparada (ISIS quem sabe?)

    Armas são, em última instância, a garantia de liberdades até mesmo contra o estado… Neste sentido, essa arma é sim inútil.

  25. Lucas Parrini disse:

    Eu não uso relógio.
    Vou ter que passar a usar? Rs!

    E quem usa relógio que gosta, muitas vezes customizado, terá que usar dois ou largar o que adora de lado?

    Isso pensando só no fato de usar um relógio, não estou nem entrando na parte já comentada, sobre o sistema eletrônico e o conceito.

    Arma é uma ferramenta simples. Um acessório ou outro, que não impedem o funcionamento da arma, até são legais dependendo do uso. Acessórios demais também não rola, rs!

  26. Rodolpho Villas Boas Neto disse:

    É tão inutil e insensata que nem a NRA considera osso como Arma Segura pra Defesa

    • Ricardo Ap. Arcova disse:

      nem só pela “tecnologia” mas por ser um 22LR que ja é fraco pra defesa, ainda mais em com um cano desse tamanhozinho, se der 100 joules com a Hyper é muito.
      tinha que ser pelo menos uma .380

  27. joao Francisco disse:

    Gostei muito do comentário do Ewerton Santiago. Fico com ele, sem mais comentário.

  28. Yoseph Makaby disse:

    Concordo que tal arma é uma bobagem tecnológica, mas discordo quanto ao calibre .22LR ser inadequado para a defesa pessoal. u possuo uma beretta .22 shot e já disparei contra seres que me ameaçavam e fui bem sucedido. (não posso contar a história toda pra não ser preso, kkkkk). Também possuo um rifle .22LR e uso para caçar. Já matei até uma anta (que o IBAMA não saiba), já abati capivara, mateiro, porco e outros bichos. Na fazenda matamos vaca com a “flobezinha”… Então a .22LR serve sim como calibre de defesa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*