Arquivo mensais:outubro 2017

Digitação e Tradução com 20% de desconto para membros premium do Instituto DEFESA

Lucas Parrini

Lucas Parrini é colaborador do Instituto DEFESA e curioso em criminologia e assuntos relacionados a combate e segurança.

Membros premium do ID podem contar com desconto de 20% na tradução do inglês para o português em textos simples, artigos e notícias e também em digitações.

Dentre vários trabalhos que faço, que vão de formatar computadores a ajudante de marceneiro, faço traduções e digitações. Sendo assim, estou divulgando este serviço e oferecendo esta vantagem para membros que contribuem financeiramente com o ID.

O serviço é cobrado por palavra do texto a ser traduzido e a tradução é livre, isso significa que lerei o texto, entenderei e só então faço a tradução. A digitação também é cobrada por palavra.

O serviço é para qualquer um, mas o desconto somente para membros premium. Além disso, 20% do faturamento será destinado ao financiamento das ações do Instituto DEFESA.

Interessados podem me contactar no e-mail: lucas.sklord@parrini.com.br

Resposta o Exmo. Sr. Gen Theophilo sobre críticas a portaria 28

O Exmo. Sr. General Theophilo, chefe do COLOG e responsável pelas maiores restrições a armas do Brasil não gostou das críticas relacionadas ao serviço prestado pelo Exército Brasileiro acerca do tema.
Em sua página no Facebook, o militar acusou o presidente do Instituto Defesa, Lucas Silveira, de desconhecer a legislação e de ter sido rude no tratamento.
Pedimos ajuda ao Sr. Dr. André Perretti para nos explicar a melhor hermenêutica da legislação, com boa educação e notório conhecimento jurídico Confira.
Lattes: http://lattes.cnpq.br/1364394215631787

ID participa de Audiência Pública em Niterói-RJ sobre Armamento da GM

Lucas Parrini

Lucas Parrini é colaborador do Instituto DEFESA e curioso em criminologia e assuntos relacionados a combate e segurança.

As opiniões em volta das mudanças legislativas que permitem a utilização de armas de fogo pela Guarda Municipal de Niterói, no estado do Rio de Janeiro, estão a todo vapor. Ultimamente a prefeitura tem feito várias postagens (1 e 2) para acompanhar as opiniões, já que a votação será neste domingo, dia 29/10/2017, além de já terem ocorridos outras audiências, algumas de qualidade questionável.

A audiência que participamos nesta terça, 24/10/2017, organizada pelo partido Livres, foi riquíssima pois foi formulada com uma excelentes participantes: especialistas em segurança pública, representantes dos comerciantes ambulantes, representante da GM,  representantes da população, de movimentos sociais a favor, movimentos sociais contra e vários agentes da Instituição.

Foram aproximadamente 15 minutos de fala para cada palestrante, e tiveram vagas limitadas para pessoas que se inscreveram na sessão de perguntas. Quando os palestrantes acabaram, as perguntas e posicionamentos foram feitos.  Após isso, houve 3 minutos para cada palestrante responder e efetuar considerações finais.

Importante registrar o ótimo comportamento de todos os presentes. Todos ouviram, falaram e respeitaram o tempo de cada um. Não houve baderna, apenas um ou dois que se exaltaram mas falharam vergonhosamente em bagunçar o ambiente, não conseguiram infectar os demais com sua falta de educação.

O Instituto DEFESA agradece o convite do partido Livres, além de parabenizar seu presidente regional, Pedro H. Lemos, e também toda sua equipe pela mediação, organização e realização do evento, ao amigo Rildo Anjos, presidente do Calibre 12, pela disposição em enriquecer o debate com seu conhecimento técnico e profissional de mais de 27 anos e pelo excelente posicionamento! Agradecemos também a página EnDIreitando Niterói  (3) por ter gravado a audiência e disponibilizado o vídeo. Repito a parabenização a cada cidadão participante e o agradecimento a cada agente da GM pelos seus serviços.

O Jornal o Fluminense fez uma matéria sobre a audiência e o Instituto DEFESA foi citado.
Confira a notícia:  https://goo.gl/woA6W4

Veja a gravação da audiência: https://www.facebook.com/endireitandoniteroi/videos/1883045148677256/

Unidos somos invencíveis!

Referências:

1- https://goo.gl/fKry5V
2 – http://www.decideniteroi.com.br/

3 – https://www.facebook.com/endireitandoniteroi/

 

 

O Instituto DEFESA defende o descumprimento da lei?

Lucas Silveira é presidente do Instituto DEFESA

Quando o Instituto DEFESA optou por utilizar as redes sociais como Facebook, Instagram e YouTUBE para trazer seus potenciais interessados para o debate ou para se juntarem a nós, já era sabido que cada rede tem as suas peculiaridades em termos de modo de publicação e público.

A forma de se comunicar via Instagram é totalmente diferente do que acontece no Twitter, que é diametralmente oposta a do Facebook, que nunca será tão aprofundada quando o espaço que tem-se, por exemplo, no portal do DEFESA ou em uma publicação científica ou literária.

No Facebook, o Instituto DEFESA, por meio da Campanha do Armamento, tem seu maior alcance. Lá são feitas muitas publicações chamativas à interação, embora saiba-se que o ambiente é absolutamente inadequado para uma análise séria de qualquer tema.

Não raramente as publicações da Campanha do Armamento colocam em cheque a legitimidade da Lei 10.826/03 (Estatuto do Desarmamento) ou incentivam o porte de armas sem se preocupar em aprofundar o tema, mas sim em trazer novo público ao debate acerca da pauta.

Em decorrência disso abre-se um espaço para, a partir de uma análise rasa, se afirmar que o Instituto DEFESA não é afeto às leis, que defende a anarquia pura e simples, ou que não respeita o Estado Democrático de Direito.

Sobre isso, portanto, convém esclarecer alguns tópicos, a saber:

  1. Incentivar o descumprimento da lei é crime, logo, o Instituto DEFESA jamais poderia fazê-lo sem sofrer as consequências jurídicas. Nos termos do Código Penal:

       Incitação ao crime

        Art. 286 – Incitar, publicamente, a prática de crime:

        Pena – detenção, de três a seis meses, ou multa.

        Apologia de crime ou criminoso

        Art. 287 – Fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime:

        Pena – detenção, de três a seis meses, ou multa.

2. A legislação nos exige que cumpramos as leis, mesmo aquelas manifestamente ilegítimas ou injustas. Por exemplo, sabe-se que o Estatuto do Desarmamento foi fruto de uma prática criminosa chamada de mensalão, aprovada por criminosos e para defender criminosos.  Assim, a legislação feita por bandidos deve ser seguida pelos cumpridores de lei.

3. A lei também exige que mesmo quando mais de 50.000 pessoas por ano morrem em decorrência da legislação aprovada por bandidos para defender criminosos, o cidadão cumpridor da lei continue sendo alvo dos disparos sem poder se defender.  A lei exige que você não defenda sua família. Assim, é papel do seguidor de leis deixar dezenas de milhares de pessoas morrerem – incluindo sua mãe, seus filhos, seus amigos – sem se defender.

4. A lei ordena que se você não está contente com o ordenamento jurídico, deve procurar os meios constitucionais para a sua mudança. Por exemplo, o plebiscito ou o referendo. Mesmo quando 60 milhões de pessoas votam contra o desarmamento mas o desarmamento continua, o seguidor de lei deve aceitar não ter seu voto respeitado, seguir a lei fruto de fato criminoso, e deixar dezenas de milhares de pessoas morrem por ano.

5. É claro que seria muito prático pedir que o povo – de quem emana o poder – fizesse valer o seu voto. Se todos desobedecessem o Estatuto do Desarmamento, ele simplesmente estaria imediatamente inválido, e todos os problemas estariam resolvidos. Mas a lei, contudo, nos ordena que o cidadão continue esperando, além dos já 12 anos desde o Referendo outros 12 ou 24, ou 48 anos.

Portanto, se pudéssemos encorajar as pessoas a simplesmente desobedecer as normas e fazer valer seus direitos, todos os problemas referentes a restrição de armas no Brasil estariam imediatamente solucionados. Mas como a lei proíbe, nosso posicionamento oficial é orientar que o cidadão: a) cumpra uma lei feita por voto comprado; b) ignore as dezenas de milhares de pessoas mortas todos os anos. c) ignore o fato de ter seu voto desrespeitado e d) espere a sua vida inteira por uma mudança na legislação que pode não chegar, ou chegar quando for tarde demais.

PLS 378/2017 (Sen Wilder Morais) revogará o Estatuto do Desarmamento

Íntegra da proposição: http://legis.senado.leg.br/sdleg-getter/documento?dm=7220968&disposition=inline

Acompanhe a tramitação: http://www25.senado.leg.br/web/atividade/materias/-/materia/131130

Santa Catarina recebe 2º Encontro Estadual do Instituto DEFESA

Aconteceu ontem (14) em Joinville, no Centro Recreativo da Polícia Militar, a segunda edição do Encontro do Instituto DEFESA no estado.

O evento contou com cerca de 50 participantes de diversos estratos da sociedade catarinense, notadamente agentes da segurança privada, atiradores e seus familiares.

Palestraram no evento o Subtenente Junior Pereira, Sgt. Hoffmann, Marcelo Danfenback e Lucas Silveira sobre temas relacionados ao direito de acesso às armas, segurança e desarmamento.

Acompanhem o grupo no Whatsapp para participar do próximo evento no Estado.

https://chat.whatsapp.com/ENnn1K4htk99FhDHKFpgDc

Confiram algumas fotos.

Fotos do Encontro do Instituto DEFESA MS 2017

Confira as fotos do I Encontro do Instituto DEFESA no Mato Grosso do Sul, realizado em Dourados em 8 de outubro de 2017.

Dourados recebeu I Encontro do DEFESA no MS

Pela primeira vez o Estado do Mato Grosso do Sul sediou um encontro do Instituto DEFESA, reunindo cidadãos das mais diversas origens que compartilham o interesse em comum da liberdade de acesso às armas.

Solange e Leopoldo, organizadores do I Encontro do Defesa no MS

No dia 8 de outubro de 2017, o Buffet Guarujá em Dourados foi palco de uma palestra sobre a liberdade de acesso às armas organizada pelo representante do Instituto DEFESA no Estado, Sr. Leopoldo Aguiar e sua esposa, Solange Pereira Lopes.

Cerca de 150 cidadãos sul mato grossenses assistiram a exposição do Presidente do Instituto DEFESA, Lucas Silveira, expondo dados científicos e estatístico sobre o tema, e convidando a população local a participarem ativamente da luta pela revogação do Estatuto do Desarmamento.

Participaram do evento empregadores e empregados, militares e policiais, médicos, pais, mães e filhos, numa grande congregação familiar exemplar para a cidadania. Confiram algumas fotos.

O próximo evento no estado já tem data marcada: 14 de outubro de 2018. Você vem?

TAURUS, CBC, C-TED, AQUI TEM JAVALI, TÁTICAL, EISENBAHN, ENGEMAX, CANTINA DO PAULAO, CASA DA CAPINHA, CASA DE CARNE BEEF BRASIL, ELLUS HOTEL, CHURRASCARIA GUAPORÉ, PEIXARIA PERNAMBUCO, CLÍNICA VOLTE A SORRIR, MULTIPARTS, AUTO CAR, ESQUADRIL, CLM – CASA DA LOCAÇÃO DE MÁQUINAS, ECOWOODS, CONFECÇÕES REGINA, IMPERATRIZ MODAS, IMPERATRIZ RAINHA DA BELEZA E IMPERATRIZ LOCAÇÕES DE CONTAINERS

Todas as fotos do evento estarão disponíveis no nosso portal em breve, confira.


Se você acredita que o trabalho do Instituto DEFESA é importante, torne-se um membro de carteirinha. www.defesa.org/associe-se

Instituto DEFESA Santa Catarina organiza 2º encontro no Estado

Depois do enorme sucesso do I Encontro do Instituto DEFESA de Santa Catarina, em Joinville, os associados no Estado já preparam o 2º evento desta natureza, que vai ocorrer no próximo dia 14, no Centro Recreativo da Policia Militar.

Leia também

As inscrições podem ser feitas pelo grupo no Whatsapp, acesse o link e identifique-se:

https://chat.whatsapp.com/ENnn1K4htk99FhDHKFpgDc

O evento objetiva tratar da legislação pró-armas em vigor e em tramitação, orquestrar ações pela liberdade de acesso às armas, congregar esforços para reivindicação de direitos relacionados a armas e fortalecer a capilaridade e representatividade da maior entidade pró-armas do Brasil.

Local do Evento:

Associação Recreativa Desportiva e Cultural Cap. PM Dálcio Wolff
s/n, Estr. Arataca – São Marcos, Joinville – SC, 89214-363
(47) 3025-4605

Data: 14/10

Horário: 10h


Torne-se um membro de carteirinha do Instituto DEFESA! Acesse www.defesa.org/associe-se 

Instituto DEFESA Sergipe faz panfletagem na capital

A capital sergipana começa a receber nas suas ruas panfletos sobre o Instituto DEFESA, sobre o PL 3.722/12 e sobre o direito de acesso às armas.

A representante da entidade no estado, Sra. Jovanka Leal,  com o apoio de voluntários e cidadãos aracajuanos, notadamente o Sr. Jaldicelio Silva Santos, preparou o panfleto na imagem ao lado.

A medida auxilia não apenas a difundir informações, mas também a angariar mais membros e parceiros para o Instituto DEFESA, fortalecendo o ativismo pró-armas, bem como prepara o terreno para o I Encontro do Instituto DEFESA no Estado de Sergipe, com previsão de ocorrer no mês no novembro.

Jovanka Leal e IAT Fábio

Para ter mais informações sobre as ações regionais do DEFESA e para participar do encontro regional, acesse o grupo no Whatsapp, basta clicar no link abaixo e identificar-se para os moderadores.

https://chat.whatsapp.com/1CDTtX5T5ei3GvFsi2yeK8

Participe, saia da zona de conforto e junte-se a nós. Unidos somos invencíveis.


Torne-se um membro premium (de carteirinha) do DEFESA. Custa só cerca de 50 centavos por dia e permite que ações pró-armas sejam realizadas em todo o Brasil. Acesse www.defesa.org/associe-se